Rugby Português “lá fora”: Simão Bento entra a marcar do banco

Francisco IsaacJaneiro 24, 20225min0

Rugby Português “lá fora”: Simão Bento entra a marcar do banco

Francisco IsaacJaneiro 24, 20225min0
Exibição em grande do jovem defesa português, é o destaque da semana para o Fai Play. Descobre o que Simão Bento fez pelo Stade Montois neste artigo

Simão Bento marcou pela primeira vez ao serviço do Stade Montois, mas não foi só por essa razão que o escolhemos como o protagonista semana entre os vários jogadores portugueses a actuar fora de Portugal. Fica a saber quem jogou, como correram as exibições e os principais destaques.

O DESTAQUE DA SEMANA: 20 MINUTOS À SIMÃO BENTO

Entrar do banco de suplentes e ter uma influência imediata no desenrolar da recta final de um jogo, é sempre um sonho para qualquer jogador e Simão Bento foi o protagonista que vestiu esse papel com uma excelente entrada aos 60 minutos, para ajudar o Stade Montois a somar 5 pontos e continuar a seguir de perto o Oyonnax pelo primeiro lugar na ProD2, quando já se jogaram 18 jornadas desta segunda divisão do rugby francês.

O antigo defesa do Técnico Rugby foi convocado para este fim-de-semana (Anthony Alves continua a recuperar de uma pequena lesão, que não devera impedi-lo de marcar presença nos trabalhos da selecção nacional) e acabou por ser chamado à refrega aos 60 minutos, numa altura em que a equipa da casa vencia “confortavelmente” por 16-06, apesar do Narbonne estar à procura de um movimento que os empurrasse na direcção da linha-de-ensaio (Geoffrey Moïse ficou de fora da convocatória).

Porém, logo Simão Bento fez logo a diferença logo na primeira acção com bola, arrancando uns preciosos 10 metros que geraram problemas defensivos aos seus adversários, não conseguindo estes travar um movimento de qualidade do emblema do Mont-de-Marsan, que iria forçar um cartão amarelo e 3 pontos no seguimento. Durante estes 20 minutos de intervenção de Simão Bento, o polivalente três-de-trás conquistou 65 metros, quebrou a linha por duas vezes, fintou 5 adversários e, a “cereja no topo do bolo”, marcou o ensaio que valeu o ponto de bónus ao Stade Montois, numa saída inteligente num ruck, ludibriando tudo e todos até cruzar a linha branca da área de validação.

Genial, efusivo e capaz de fazer a diferença, Simão Bento continua numa trajectória fenomenal de crescimento e evolução, estando a seguir os mesmos passos trilhados por José Madeira, nesta sua primeira temporada a actuar em França.

NOTÍCIAS DE OUTROS JOGADORES

Francisco Fernandes entrou aos 58 minutos, mas acabou por ser expulso temporariamente passado 3 minutos, em virtude de um derrube de maul intencional. O pilar voltaria a entrar aos 71, e apesar de ter estado bem ao nível da formação-ordenada e placagem (3 placagens efectivas em pouco mais de 12 minutos de jogo nas pernas), não foi capaz de impedir o ensaio da reviravolta e vitória marcado pelo Aurillac, nos instantes finais do encontro.

Quase 40 minutos jogados para José Madeira na vitória emocionante do Grenoble no campo do Aviron Bayonnais, e o segunda-linha realizou uma prestação de boa qualidade com 6 placagens (apenas 1 falhada), duas boas entradas no contacto, 3 alinhamentos resgatados no ar e um trabalho intenso e focado na formação-ordenada, mostrando serviço em mais uma semana.

Pedro Bettencourt voltou à titularidade e mostrou alguns dos seus melhores atributos na vitória do Oyonnax em casa frente ao Nevers, tendo o centro somado 32 metros de conquista, 4 defesas batidos, 2 tackle-busts, 6 placagens efectivas, compondo assim uma exibição compacta do internacional luso.

Luigi Dias participou na derrota do Marmande, com o clube do nº8 português a sair derrotado na visita ao campo do Céret. A prestação do 3ª linha luso foi de bom nível – sem deslumbrar – com 3 tackle-busts, 9 placagens e uma assistência para ensaio.

O capitão do Anglet, Éric do Santos, esteve em campo até ao início da 2ª parte altura em que rendeu o lugar depois de ter sido extremamente “castigado” durante os primeiros 40 minutos da vitória frente ao Mauléon, conseguindo o 2ª linha conquistar diversos alinhamentos (captou duas bolas do adversário), somando ainda 7 placagens e um quebra-de-linha.

Derrota para o Bassin d’Aranchon de Lionel Campergue, num encontro excessivamente quizilento frente ao Périgueux, que terminou em 15-18. O talonador entrou aos 58′ e teve uma participação média neste encontro para a Federale 1.

Jogo de duas medidas para José Conde, já que o pilar português foi castigado com um cartão amarelo à passagem da meia-hora de jogo, para depois marcar um ensaio logo no arranque da 2ª parte, num jogo onde até arrancou duas penalidades na formação-ordenada, mas que acabaria em derrota para o Santaboiana na casa do Ciências de Sevilha (41-40).

Francisco Bessa realizou uma excelente exibição ao serviço do Barcelona Rugby, com os blaugrana a conquistarem 4 importantes pontos na luta pelos primeiros lugares na Division de Honor. O centro português foi responsável por duas quebras-de-linha, uma assistência para ensaio, 8 placagens efectivas (uma dominante) e dois tackle-busts, sendo peça importante na recepção ao VRAC.

José de Andrade voltou a ser titular pelo Nottingham Forrest, com este emblema a ceder uma derrota complicada no campo dos Cornish Pirates, isto para a Championship inglesa. O 2ª linha não foi substituído e somou alguns números de interesse: 12 placagens (1 falhada), 2 intercepções no alinhamento e 4 entradas no contacto.

Rui M. Freitas voltou a ser titular pelo Eemland, mas ao fim de algumas jornadas, o emblema do defesa português sofreu uma derrota para o Ereklasse. O português cumpriu os 80 minutos, marcou um ensaio, converteu um dos ensaios e ainda somou mais três pontos numa penalidade, sem esquecer as duas quebras-de-linha realizadas em mais uma jornada do campeonato holandês.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter