Arquivo de Moto GP - Fair Play

2011311519.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1
João DuarteDezembro 1, 20182min0

Dois dias após a última etapa da época 2018, o GP de Valência, já se preparava a época 2019 nos últimos testes oficiais de 2018.

Dias 20 e 21 realizaram-se os testes oficiais de Valência e dias 28 e 29 os testes oficiais de Jerez.

Ao todo foram 4 sessões de testes onde as equipas testaram novas afinações, motas, equipamentos e onde os pilotos puderam rodar e tirar notas daquilo que são os principais pontos fortes e fracos de cada elemento, assim como definir estratégias e verificar o que têm/podem melhorar em termos de pilotagem.

Valência

Verificar tempos oficiais dos testes de Valência:

http://www.motogp.com/en/testResults/Valencia+MotoGP+Test

Por um lado havia a expectativa sobre aquilo que os roockies deste ano (Fabio Quartararo, Miguel Oliveira, Joan Mir e Francesco Bagnaia) poderiam fazer e também sobre as trocas feitas pelas principais equipas.

Dos Roockies, aquele que deu mais nas vistas foi o campeão de moto2, Francesco Bagnaia, que realizou o 11º melhor tempo na combinação dos dois dias.

Dos restantes, o melhor tempo pertenceu a Maverick Viñales, seguido de Andrea Dovizioso e Marc Marquez.

Jerez

Verificar tempos oficiais dos testes de Valência:

http://www.motogp.com/en/testResults/Jerez+MotoGP+Test

Em Jerez o piloto em destaque foi Takaaki Nakagami, o piloto japonês fez o melhor tempo das duas sessões de testes no segundo dia, aos comandos da sua Honda, com Danilo Petrucci a ficar a 23 milésimas e Marc Marquez a 25.

Dos roockies, o melhor foi novamente Francesco Bagnaia, com Fabio Quartararo a melhorar substancialmente em relação aos testes de Valência.

Para já, as KTMs parecem não estar a ter a competitividade desejada, mas esperasse que nos próximos testes oficiais e durante este período de pausa as equipas consigam melhorar as suas motas e o rendimento das mesmas.

Miguel Oliveira é um dos que tem tido uma adaptação difícil, verificada pelo 25º e 24º lugares que obteve nestes testes oficiais.

SuperSport.jpg?fit=1050%2C560&ssl=1
João DuarteNovembro 20, 20183min0

Realizou-se de 16 a 18 de Novembro a 19ª e última etapa de MotoGP, no circuito de Valência, Espanha. As condições metereológicas e de pista não foram as melhores, com os pilotos a terem de se adaptar ao mau tempo. A KTM foi a protagonista da etapa, com Can Oncu e Miguel Oliveira a vencerem e Pol Espargaro a conquistar o primeiro pódio de sempre da KTM em MotoGP. Andrea Dovizioso foi o vencedor em MotoGP.

Marquez-FormulaRapidanet.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1
João DuarteNovembro 6, 20184min0

Realizou-se, de 2 a 4 de Novembro a 18ª e penúltima etapa de MotoGP no circuito de Sepang, na Malásia. Os títulos de Moto3 e Moto2 foram atribuídos a Jorge Martin e Francesco Bagnaia, respetivamente. Já em MotoGP, Marquez acabou em primeiro e conquistou o título de construtores.

Maverick-Viñales-Ultimate-Motorcycling.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1
João DuarteOutubro 30, 20183min0

A 17ª etapa de MotoGP realizou-se de 26 a 28 de Outubro no circuito de Phillip Island, na Austrália. Com o título de MotoGP já entregue a Marc Marquez, o vencedor da etapa foi Maverick Viñales. Em Moto2 a luta pelo título ficou-se pelos 11º em 12º lugares, com o vencedor a ser Brad Binder. E em Moto3 o vencedor foi Albert Arenas, com Jorge Martin a aproveitar para se distanciar de Marco Bezzechi.

ds01421.gallery_full_top_lg.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1
João DuarteOutubro 23, 20183min0

Realizou-se de 19 a 21 de Outubro a 16ª etapa de MotoGP, no circuito de Motegi, no Japão. Uma etapa onde Marc Marquez se sagrou pentacampeão de MotoGP, o seu sétimo título do mundial de velocidades, Francesco Bagnaia deu mais um passo rumo ao título de Moto2, aumentando a vantagem para Miguel Oliveira e Marco Bezzecchi se aproximou da liderança de Moto3 e está a apenas 1 ponto de Jorge Martin.


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS