Arquivo de Estados Unidos - Fair Play

041319_MM_ATULTD_060.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1
Diogo MatosAbril 18, 20195min0

Cerca de um mês e meio depois de ter sido dado o pontapé de partida na edição de 2019 da Major League Soccer, a tabela classificativa da Conferência Este e da Conferência Oeste começa a ganhar forma. Se, no topo da tabela, equipas como os Los Angeles FC, os Seattle Sounders, os LA Galaxy e os DC United se vão destacando, a verdade é que, olhando para a metade inferior da classificação, as desilusões são muitas. Desde equipas que já venceram a competição, passando ainda por conjuntos que fizeram fortes investimentos para a presente temporada, são vários os destaques negativos até ao momento na MLS.

 

De relações cortadas com as vitórias

Neste momento, são três os clubes que ainda não conheceram o doce sabor da conquista dos três pontos na edição de 2019 da Major League Soccer (eram quatro até à madrugada de quarta para quinta-feira, mas os Vancouver Whitecaps bateram os Los Angeles FC): New York City, Colorado Rapids e Portland Timbers.

Um aspeto interessante relacionado com o conjunto nova-iorquino prende-se com o facto de, apesar de ainda não ter vencido, também só perdeu por uma vez (4-0, com os Toronto FC). A transição Patrick Vieira-Domenec Torrent tem sido tempestuosa e fica a ideia de que os New York City não têm uma ideia de jogo muito bem definida. Para além disto, perder um jogador da qualidade de David Villa, que ainda para mais era o líder do balneário, é sempre complicado para qualquer equipa.

Diego Valeri tem estado aquém das expectativas nas presente temporada (Fonte: Eighty Six Forever)

 

Na Conferência Oeste, os Portland Timbers são os lanterna vermelha e a situação parece crítica para os comandados de Giovanni Savarese. A estrela maior da companhia, Diego Valeri, tem estado em claro sub-rendimento e, em acréscimo, a qualidade questionável de alguns dos jogadores dos setores defensivo e atacante também ajuda  explicar o mau arranque de campeonato dos vencedores da prova em 2015.

Para se fechar o capítulo das equipas que ainda não venceram este ano falta apenas falar dos Colorado Rapids. A expectativa criada à volta do conjunto orientado por Anthony Hudson à partida para esta temporada era alta (com a contratação de jogadores como Feilhaber, Rosenberry, Kamara e Rubio), mas a verdade é que os vencedores da MLS em 2010 têm desiludidos, tendo empatado apenas dois dos sete jogos que disputaram.

 

Candidatos fora dos playoffs?

Sendo certo que ainda há muito campeonato para ser jogado, a verdade é que alguns candidatos ao título têm deixado muito a desejar neste arranque de temporada. Desde logo, os Atlanta United, atuais campeões em título, ocupam um frustante décimo lugar, resultante de uma vitória, dois empates e duas derrotas ao cabo de cinco jogos. As saídas de Tata Martino e de Miguel Almirón foram um duro golpe para o clube e as chegadas de Frank de Boer e de Pity Martínez ainda não surtiram o efeito desejado. O técnico holandês tem tentado implementar uma estratégia baseada na posse de bola, mas as características dos jogadores do plantel parecem pedir uma maior aposta nas transições rápidas.

Do lote de candidatos ao título, os New York Red Bulls são outra das equipas que têm desiludido. A formação comandada por Chris Armas sentiu a saída de Tyler Adams, aquele que era o verdadeiro motor da equipa, para o Leipzig e tem passado por algumas dificuldades (seis jogos, uma vitória, dois empates e três derrotas).

Conseguirá Marc dos Santos levar os Vancouver Whitecaps ao playoffs? (Fonte: Los Angeles Times)

 

Para além destas equipas, é ainda importante referir-se o caso dos New England Revolution, dos San Jose Earthquakes e dos Vancouver Whitecaps. Os primeiros ocupam o último lugar da Conferência Este e as indefinições a nível de 11 titular podem levar a que os Revs fiquem fora dos playoffs pelo quarto ano consecutivo. Apesar da expectativa criada à volta da chegada de Matías Almeyda ao comando técnico dos Quakes, a equipa tem dado continuidade à péssima temporada que realizou no ano transato, somando apenas uma vitória em seis partidas disputadas. Por fim, os Vancouver Whitecaps, tal como já foi referido no artigo, alcançaram a sua primeira vitória apenas na jornada oito. Marc dos Santos chegou à formação canadiana com um discurso muito positivo, mas a falta de soluções efetivamente válidas parece estar a colocar em causa o trabalho do treinador luso-canadiano.

Artigo escrito por Diogo Matos, administrador e fundador da página MLS Portugal.


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS