Arquivo de Entrevistas - Fair Play

Ryan-Day-Snooker.jpg?fit=1061%2C639&ssl=1
Xavier OliveiraJulho 21, 201811min0

Ryan Day, 37 anos, jogador profissional de snooker. Vencedor do Riga Masters e do Gibraltar Open na temporada passada. É galês e deu uma entrevista em exclusivo ao Fair Play onde fala não só sobre snooker, mas também sobre futebol e principalmente sobre Cristiano Ronaldo. Para saberem mais sobre Ryan Day e acompanhar todas as novidades sigam-no no Twitter

No ano passado, venceu o seu primeiro ‘major’ da carreira. Quais são as suas expectativas para o Riga Masters deste ano?

RD. Será a primeira vez que estarei a defender um título de campeão, sendo algo totalmente novo para mim. Trabalharei no meu jogo, depois de vencer o jogo de qualificação que ainda tenho, procurando começar a temporada com um torneio positivo.

Depois de vencer o Riga Masters em 2017, alcançou as meias-finais do UK Championship e venceu o Gibraltar Open. Podemos considerar que 2017 foi a sua melhor temporada de sempre?

RD. Sim, penso que seja fácil acabar por concluir isso. A minha época começou muito bem em Riga, o que me deu um grande alívio para os torneios que seguiram, tendo terminado com um mau resultado no Campeonato do Mundo, onde perdi precocemente. Mas sim, penso que foi um excelente ano.

Aquando da entrevista feita pelo Fair Play em 2017, o Ryan disse que o encontro que iria ter contra o Ding Junhui no Masters iria ser muito difícil, mas no final acabou por vencer. Alcançar os quartos-de-final de um torneio como o Masters, foi um grande ‘boost’ para tudo o que veio a seguir?

RD. Relatvamente ao Masters, foi um bom torneio. Eu estava a perder por 3-0 contra o Ding e no final acabei por vencer, depois de um começo fraco. Conta o Higgins, nos quartos-de-final, ele esteve realmente forte e foi demasiado para mim nesse dia.

O ultimo Campeonato do Mundo não foi tão bom como o Ryan esperava, com certeza. O que é que correu mal nesse mundial? E porque é que falhou a vitória na primeira ronda?

RD. Mesmo agora é muito difícil para mim perceber como é que saí derrotado desse encontro. Perdi a confiança e o foco perto do final do encontro. Mas depois de uma pequena reflexão, aceitei o que aconteceu e permitiu que tivesse aprendido com isso.

O Ryan é um dos jogadores mais bem sucedidos no mundo do snooker. Que conselhos recebeu no início da sua carreira que considera importantes? E que outros conselhos gostaria de dar aos jovens que estão agora a começar as suas carreiras no snooker?

RD. Eles têm de jogar o mais possível, simplesmente praticar e praticar. E quando eles estão a jogar os encontros, devem aprender como entrar e conduzir o ‘frame’, desfrutando do jogo e tentando jogar como se estivessem a treinar. Antes de se focarem nos resultados, eles devem praticar apropriadamente. Agora existem estruturas muito boas para treinar, o que lhes permite praticar com um objectivo e, portanto eu acho que isso é o mais importante.

Acaba por ser muito cansativo ter de jogar pelo mundo fora? Quão difícil é ter de jogar na China e poucos dias depois jogar no Reino Unido num tão curto espaço de tempo?

RD. Sim, é muito difícil. Claro que por outro lado, é bom viajar à volta do mundo, vendo diferentes partes do mundo. Mas como tu disseste, às vezes vamos da Tailândia para Shanghai, Guangzhou. Índia, no espaço de quatro semanas. Quando isso acontece, temos de encontrar um ‘hobby’, algo que nos mantenha entretidos, que nos permita manter ocupados durante o tempo livre. Pessoalmente, quando estou no quarto do hotel, com muito tempo livre, eu costume ler livros. Normalmente eu viajo com um grupo de jogadores galeses, nós somos amigos, porque realmente isso ajuda a manter a nossa mente ocupada. Há jogadores que se trancam nos seus quartos durante esse tempo livre, mas sinceramente acho que isso não é benéfico para eles.

Para além do snooker, que outros desportos segue? E o que pensa sobre a transferência do Cristano Ronaldo para a Juventus?

RD. O futebol é o meu desporto favorito, o meu irmão foi um jogador de futebol profissional, eu próprio gostava de jogar futebol e realmente sinto falta disso. Gostei muito de ver o Mundial na TV, foi provavelmente o melhor Mundial que me recordo, por isso foi um ultimo mês muito bom. Gosto também de ver golfe na TV e em relação a isso, o British Open começará esta semana, então é muito provável que irei despender a maioria do fim-de-semana vendo isso. Ao nível de clubes, sou adepto do Cardiff e do Swansea City, porque são duas equipas do País de Gales, mas a minha principal equipa é o Manchester United. Relativamente ao Ronaldo, ele é uma “aberração” perfeita da natureza em termos de performance desde há muito tempo até aos dias de hoje e por isso é para mim um dos melhores jogadores de sempre que por cá já viveram.

O Fair Play agradece ao Ryan Day, pela disponibilidade e simpatia demonstrada em todo o processo da entrevista. Desejando as maiores felicidades e o maior sucesso a este grande profissional. Um agradecimento especial ao Vasco Simões, que em representação do Eurosport Portugal, tornou possível esta entrevista.

Ryan Day no Masters 2010 (Fonte: Getty Images)

ENGLISH VERSION | VERSÃO INGLESA

Ryan Day, 37 years old, snooker professional player. Won two major titles last season, the Riga Masters and Gibraltar Open. He is welsh and gave an exclusive interview to Fair Play, where talks about not only about snooker, but also of football and mainly of Cristiano Ronaldo. To keep update with everything about Ryan Day follow him on Twitter

Last year, you won your first major title in your career. What are your expectations for this year’s Riga Masters?

It’s first time I will be defending a title, something totally new for me. I will be working on my game, after play my qualification game, looking forward to start this season with a positive tournament.

After 2017 Riga Masters title, you reached the UK Championship semi-final and won the Gibraltar Open. Was 2017 the best season in your career?

Yes, I think it’s a quite easy thing to conclude it. My season started very well in Riga, what game me a relief going throw that season, finished with a bad result in World Championship, where I lost early. But, yes, I can conclude that was a great year.

When we last talked in 2017 you said that your match against Ding Junhui in the Masters would be very difficult but in the end you won. Reaching the Masters quarter-finals was a big boost for everything?

I’m not so sure about the Masters, it was a good tournament. I was loosing 3-0 down against Ding and in the final I won, after poor start. Against John Higgins, in the quarter-finals, he played really strong and it was too much for me in that day.

The last World Championship wasn’t as good as you expected for sure. What went wrong for you? And why didn’t you win the first round match?

Now it’s still very strange for me to understand how I lost that match, I lost the better belief and focus near the end of match. But after a bit of reflection, I accepted it all and allowed me to learn with it.

You are one of the most successful snooker players. What advices were important to you? And what would you say to the younger players that are starting to play snooker?

They need to play as much as they can, just practice and practice. And when they are playing the matches, they must learn how to enter the frame, enjoying the play and trying to play as they are training. Before think on the results, they should practice properly. Now they have real good structures to train, going to practice with a purpose, so I think that’s the most important.

It’s very tiresome to play around the world? How hard is it for professional players to go from China to United Kingdom in a short space of time?

Yes, it’s difficult. Of course it’s nice to travel around the world, seeing different parts of the world. But like you said, sometimes we go from Thailand to Shanghai, Guangzhou, India, in a space time of four weeks. When it happens, we need to find an hobby, something to entertain ourselves, we need to keep ourselves occupied during that free time. About my hobbies and when I’m in an hotel room, plenty of free time, I usually read books. Normally I travel with a Welsh group of players, we are friendly, because we really need to maintain our mind occupied. Sometimes some players lock themselves in the rooms and I don’t think it’s the most healthy thing for them.

Apart of snooker, what sports do you follow? What do you think about the transfer of Cristiano Ronaldo for Juventus?

Football is my favorite sport, my brother used to be a football professional player, I enjoy to playing myself, I really miss it. I enjoyed to watch the World Cup in the TV, it has been probably the best World Cup I can remember, so I enjoyed that in last month. I like to see golf in the TV too and about that, British Open will start this week, so probably I will spend most of the weekend seeing it. In football, I support Cardiff and Swansea City, because they are two teams from Wales, but my main team is probably Manchester United. About Ronaldo, he is a “perfect freak” of nature in terms of level of performance for such a long time until the age he is now. I think he is one of the best players ever lived.

Ryan Day of Wales lines up a shot in his quarter final game against Stephen Maguire of Scotland during the PokerStars.com Masters tournament at Wembley Arena on 2010 in London, England. (Photo by John Gichigi/Getty Images)

Fair Play thanks Ryan Day, for the availability and sympathy shown throughout the interview process. Wishing all the best and greatest success to this big professional. A special thanks to Vasco Simões, who represented Eurosport Portugal and made this interview possible.

The following events are available on the Eurosport Player in 2018/19:

* Also televised on Eurosport

** Not available in the UK

Kaspersky Riga Masters*  

July 27-29, 2018

Yushan World Open* 

August 6-12, 2018

Qualifiers: Indian Open, European Masters and China Championship      

August 15-22, 2018

Paul Hunter Classic   

August 24-26, 2018

Six Red World Championship 

September 3-8, 2018

Shanghai Masters*      

September 10-16, 2018

Indian Open     

September 18-22, 2018

China Championship*   

September 24-30, 2018

D88.com European Masters*

October 1-7, 2018

Qualifiers: International Championship  

October 9-12, 2018

English Open*  

October 15-21, 2018

International Championship*

October 28 to November 4, 2018

Northern Ireland Open*

November 12-18, 2018

Betway UK Championship*       

November 27 to December 9, 2018

Scottish Open* 

December 10-16, 2018

Qualifiers: German Masters     

December 18-21, 2018

Dafabet Masters*         

January 13-20, 2019

D88.com German Masters*      

January 30 February 3, 2019

Ladbrokes World Grand Prix* **

February 4-10, 2019

ManBetX Welsh Open* 

February 11-17, 2019

Shoot Out*       

February 21-24, 2019

Qualifiers: China Open 

February 27 to March 2, 2019

Ladbrokes Players Championship* **

March 4-10, 2019

Gibraltar Open*

March 15-17, 2019

China Open*    

April 1-7, 2019

Qualifiers: Betfred World Championship 

April 10-17, 2019

Betfred World Championship*

April 20 to May 6, 2019


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS