Pausa de Verão na F1: Certezas e dúvidas para 2ª metade da época

Nuno CanossaAgosto 2, 20225min0

Pausa de Verão na F1: Certezas e dúvidas para 2ª metade da época

Nuno CanossaAgosto 2, 20225min0
Será Max Verstappen o campeão no fim da época? E qual é o duelo inesperado? Nuno Canossa oferecer algumas certezas e dúvidas para a pausa de Verão da F1

Para infortúnio dos seus fãs, a F1 atingiu a pausa de verão que preenche quase a totalidade do mês de Agosto. Com a última corrida a ter sido disputada naquele que é, em Portugal, conhecido como o melhor dia para casar, será necessário aguardar até dia 26 de Agosto para voltar a escutar os motores dos 20 monolugares. Porém, e enquanto se respeita esse compasso de espera, olhemos em retrospectiva para uma primeira metade de época que nos deixa algumas certezas, mas que nos coloca com sérias questões para o que falta disputar.

Questão: Conseguirá a Mercedes lutar pelo 2º lugar?

Cada vez mais, sim. Graças a uma ascensão evidente do ritmo da Mercedes e à permanente debilidade estratégica da Ferrari, estão, neste momento, as duas equipas separadas por 30 pontos, com os pilotos a caberem nos 6 primeiros lugares numa diferença máxima de 32 pontos. Com George Russell a tornar-se no 105º piloto a assegurar uma pole position na carreira, a Mercedes voltou a garantir um duplo pódio na Hungria – já o tinha conseguido no fim-de-semana anterior em França -, capitalizando o mau momento da Ferrari que foi novamente incapaz de colocar um dos seus condutores entre os 3 mais rápidos da corrida.

Assim sendo, seria mais chocante que o 2º lugar no campeonato de construtores não fosse disputado até ao final da temporada, mesmo que a Ferrari apresente o carro mais competitivo. Já no que toca ao campeonato de pilotos, será uma luta animada entre Charles Leclerc (178), Sergio Pérez (173), George Russell (158), Carlos Sainz (156) e Lewis Hamilton (146) com a particularidade de Leclerc, Russell, Sainz e Hamilton terem liderado a corrida do último domingo em algum ponto da mesma. Se o paradigma se mantiver nas próximas corridas, a competitividade entre as 3 primeiras equipas promete relançar a luta aos 2ºs lugares, mas principalmente confirmar o favoritismo à vitória de Max e Red Bull.

Certeza: Max Verstappen e Red Bull numa liga à parte

Isto, para não afirmar que o campeonato de pilotos e de construtores está entregue. Com uma vantagem de 80 pontos no primeiro e de 97 no segundo, parece inevitável que Max Verstappen se torne bicampeão da F1 e que ajude a Red Bull a vencer o 1º campeonato desde 2013 quebrando a hegemonia da Mercedes. Com os erros de estratégia constantes da Ferrari e a tardia ascensão da Mercedes, o sucesso (ou insucesso) de Max passará pela performance do seu RB18 que, apesar de esporádicas falhas como na qualificação do passado sábado, aparenta ser o mais rápido da grelha. Quanto ao campeonato de construtores, as dúvidas persistem no ritmo de Sergio Pérez que só foi ao pódio uma vez nas últimas 5 corridas (dois DNF´s). Em todo o caso, a superioridade e consistência da equipa austríaca deverá tornar a conquista dos dois campeonatos uma mera questão de “quando?” ao invés de “quem?”.

Questão: Será a batalha entre Alpine e Mclaren a mais intensa até ao final da temporada?

Possivelmente. Aliás, a luta pelo 4º lugar da F1 poderá ser mesmo a única disputada até ao final, se a Ferrari fizer jus ao evidente monolugar mais competitivo (a par da Red Bull) e voltar a distanciar-se da Mercedes. Invariavelmente, Alpine e Mclaren deverão proporcionar os maiores destaques entre os que competem no meio da grelha e muito se deverá à capacidade de Daniel Ricciardo lutar pelos pontos. É que o piloto australiano só conseguiu pontuar em 4 ocasiões, com o 6º lugar no GP caseiro a ser o seu melhor resultado da temporada.

Em comparação com o seu companheiro de equipa, só em 3 corridas Lando Norris não se posicionou no 10º posto ou melhor, sendo o principal responsável pela Mclaren se encontrar ainda na luta por esse 4º lugar do campeonato de construtores. Já a Alpine, tem visto os seus dois pilotos atingirem regularmente lugares pontuáveis ficando apenas aquém dos mesmos no GP de Emilia Romagna. Curiosamente, foi no meio deste excelente momento de forma da equipa francesa, que se soube que Fernando Alonso não renovaria com a Alpine e que viria a assinar pela Aston Martin para as duas próximas temporadas.

Certeza: Fernando Alonso na Aston Martin e alinhamento para 2023

Foi com alguma surpresa que a comunidade recebeu a notícia do acordo Alonso e Aston Martin, apesar de não ser uma estreia na carreira do piloto abandonar um cenário de maior competitividade. Apesar do progresso positivo da Alpine (que promete continuar), o espanhol optou por ocupar a vaga deixada por Sebastian Vettel que anunciou nos últimos dias a sua retirada do desporto. Para além de Alonso-Stroll, estão já também fechadas as duplas Verstappen-Perez (Red Bull), Leclerc-Sainz (Ferrari), Hamilton-Russell (Mercedes) e Norris-Ricciardo (Mclaren). Com Bottas (Alfa Romeo), Gasly (AlphaTauri), Magnussen (Haas) e Ocon (Alpine) sob contrato, falta conhecer seus parceiros e a nova dupla da Williams.

Há, claro, a possibilidade de qualquer um destes pilotos rescindirem contrato com as atuais equipas (rumores da saída de Ricciardo ou Gasly), assim como renovações de Albon (já garantida por Jost Capito), Tsunoda (AlphaTauri) ou Zhou (Alfa Romeo). Será ainda interessante perceber qual o destino de Mick Schumacher, se Nicholas Latifi voltará a sentar-se num F1 ou se o tão falado Oscar Piastri fará a sua estreia na mais prestigiada categoria de formula.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter