Arquivo de GP da Hungria - Fair Play

destaque.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1
Luís PereiraAgosto 5, 20192min0

Mais uma grande corrida na F1, desta vez com a vitória a sorrir a Lewis Hamilton. Hamilton venceu pela 7ªa vez o GP da Hungria e vai para as férias de verão com uma confortável vantagem pontual na liderança do Campeonato.

A corrida teve bastantes trocas de posição em pista, mas o foque foi na frente, no duelo entre Verstappen e Hamiton. Verstappen começou o fim de semana a fazer uma brilhante volta de qualificação, que lhe deu a sua primeira pole da carreira e a primeira da Honda desde 2006.

No arranque Verstappen manteve a posição, com Hamilton em perseguição. Hamilton mantinha-se bem perto de Verstappen e depois das primeiras paragens Hamilton parecia bem mais confortável e rápido do que Verstappen.

Apesar das várias tentativas, Verstappen mantinha a posição, defendendo-se bem. Foi nessa altura que a Mercedes teve a jogada de mestre e mandar Hamilton parar mais uma vez e montar pneus novos.

Com 15 voltas para o final, mas a cerca de 18 segundos do piloto da Red Bull, parecia uma gigante tarefa para Hamilton. Mas foi aí que o britânico puxou dos galões, fez 10 voltas que pareciam de qualificação e apanhou Verstappen.

A diferença de andamento era tanta que Hamilton facilmente passou Verstappen, que por esta fase já tinha os seus pneus “mortos” e pedia para parar para montar borracha nova.

Desta vez Verstappen teve de se contentar com a 2ª posição, mas parece cada vez mais óbvio que nesta fase Verstappen é o principal rival de Hamilton na luta para o título.

Em 3º e 4º lugares ficaram os Ferrari, com Vettel a bater Leclerc ao lugar no pódio. A Ferrari simplesmente não teve andamento para mais e parece precisar de bastante reflexão.

Pela segunda corrida consecutiva o melhor dos restantes voltou a ser Carlos Sainz e a McLaren. Resultado que deixa a McLaren cada vez mais perto de voltar ao pódio.

A F1 vai agora para a pausa de verão, voltando no final de agosto, para mais uma pista onde clássicos acontecem, em Spa, na Bélgica.

GRANDE PRÉMIO DA HUNGRIA

(foto: formula1.com)

CAMPEONATO DO MUNDO DE PILOTOS

(foto: formula1.com)
destaque.jpg?fit=1200%2C675&ssl=1
Luís PereiraAgosto 1, 20183min0

Lewis Hamilton venceu o GP da Hungria e aumentou a sua vantagem pontual na liderança do Campeonato Mundial de F1.

Hamilton começou por assegurar esta vitória na qualificação de sábado. Durante a qualificação houve chuva forte, que acabou com o domínio da Ferrari, e fez Hamilton brilhar. Hamilton conseguia começar em 1º, num fim de semana que parecia que os Mercedes iam estar fora da corrida pela vitória.

Na corrida, Hamilton arrancou muito bem, saiu na frente do colega de equipa, Bottas, e dominou a seu belo prazer.

Bottas bem tentou lutar pela vitória, mas o andamento e a estratégia diferente de Hamilton não lhe permitiram ter armas para lutar sequer pelos lugares do pódio.

Vettel conseguiu terminar em 2º, minimizando as perdas, mas ficou a imaginar-se o que poderia ter sido não tivesse chovido na qualificação. Vettel aprecia lançado para a vitória, pelos treinos de sexta, mas na qualificação não conseguiu melhor do que um 4º lugar. Na corrida, o arranque também não foi o melhor, ainda assim teve andamento para superar Raikkonen e ultrapassar, já no fim, Bottas, com um pequeno toque à mistura.

Vettel sabe que o fosso pontual para a Hamilton é agora maior, mas também sabe que o Ferrari tem mostrado ter um andamento igual ou superior ao Mercedes.

Kimi Raikkonen aproveitou o toque entre Vettel e Bottas para também passar Bottas, que perdeu ainda mais uma posição para Daniel Ricciardo. Depois de uma primeira tentativa do australiano em que os dois carros se tocaram, o piloto da Red Bull conseguiu passar o finlandês.

Desta forma, Bottas teve que se contentar com o quinto lugar, com o Toro Rosso de Pierre Gasly em sexto, em mais um excelente trabalho do francês. Kevin Magnussen colocou o Haas na sétima posição, na frente de Fernando Alonso, Carlos Sainz e Romain Grosjean.

Foi uma grande vitória para Hamilton, que agora fica mais confiante de que está na forma da sua vida, que lhe irá permitir chegar ao pentacampeonato. Vettel começa a ficar sem margem para cometer mais erros, mas a qualquer momento pode ser Hamilton a começar a ter falhas.

A Fórmula 1 só volta no final de agosto e entra no período de férias com a liderança reforçada de Lewis Hamilton, agora com 24 pontos de vantagem. Apesar disso, muito ainda pode e vai acontecer e o título vai decidido até à última volta.

GRANDE PRÉMIO DA HUNGRIA

(foto: f1.com)

CAMPEONATO MUNDIAL DE PILOTOS

(foto: f1.com)

Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS