Rugby Português “lá fora”: Carcassonne perde mas Samuel Marques em grande

Francisco IsaacOutubro 11, 20217min0

Rugby Português “lá fora”: Carcassonne perde mas Samuel Marques em grande

Francisco IsaacOutubro 11, 20217min0
Uma excelente prestação de Samuel Marques é o grande destaque, entre vários, dos jogos em que houve bandeira portuguesa no rugby europeu

Fim-de-semana positivo para uma parte dos atletas portugueses a jogar pela Europa fora, com a referência da semana a ir para Samuel Marques, o formação que voltou a rubricar uma exibição de classe na derrota do Carcassone.

O DESTAQUE DA SEMANA: SAMUEL MARQUES BRILHA NA DERROTA DO CARCASSONE

O Carcassone pode ter consentido uma derrota inesperada na recepção ao Aix-Provence, por 30-28, mas não foi por falta de esforço e brilhantismo de Samuel Marques, pois o formação voltou a ser mais certo que um “relógio” no que toca aos pontapés, tendo acertado as 5 tentativas disponibilizadas (duas conversões e três penalidades), impondo ainda três box-kicks de grande dano, sem falar da assistência primorosa para o primeiro ensaio do seu emblema.

Num ProD2 de grande equilíbrio e de disputa total – só o Agen é que continua sem ganhar, um fado já iniciado na temporada passada -, os jaunards de Samuel Marques (José Lima não foi convocado para este encontro), o Carcassone precisava de somar pontos de vitória para se manter perto dos primeiros seis classificados, e não foi pela exibição do internacional português que não atingiram esse objectivo, uma vez que cumpriu com excelência os pormenores técnicos da sua posição – bons passes, especialmente na saída das formações-ordenadas ou alinhamentos, comunicação de qualidade entre pack e 3/4’s – e ainda foi somando pontos a partir da bota, com 13 pontos concretizados (Samuel Marques já soma 29 pontos nesta temporada).

Samuel Marques continua em grande forma depois de regressar de lesão, sendo um dos principais destaques deste Carcassone, no qual tem mostrado um nível de topo profissional, esperando agora que se mantenha no mesmo registo.

A foto de destaque não é do jogo deste fim-de-semana.

NOTÍCIAS DE OUTROS JOGADORES

Na 2ª jornada para a División de Honor, o UE Santboiana de José Conde acabou por ser surpreendentemente derrota pelo Cisneros em Madrid, num jogo em que a equipa catalã chegou a sair a ganhar para o intervalo, com o pilar português a rubricar uns primeiros 40 minutos de bom nível, tanto no que toca ao trabalho nas fases-estáticas (duas formações-ordenadas bem trabalhadas a nível individual) como no jogo contínuo, tendo registado duas boas entradas. Infelizmente, a 2ª parte não correu de feição à equipa do primeira-linha ex-GDS Cascais, já que perderiam a vantagem, acabando por regista ruma derrota por 31-25.

Vasco Baptista arrancou do banco de suplentes na vitória contundente do Alcobendas, que não deu qualquer hipótese ao CR La Villa, com o asa ex-CDUP a somar 18 minutos nesta sua segunda aparição na Divisón de Honor 2021/2022. Uma entrada para garantir “pulmão” ao sistema e esforço defensivo, o 3ª linha ainda realizou 6 placagens (nenhuma falhada) no tempo que realizou nesta segunda vitória para o campeonato espanhol.

Francisco Galveias Henriques realizou a sua estreia oficial pelo Ciências de Sevilha, mas não teve tempo suficiente para mostrar as suas principais qualidades, já que só jogou um total de 4 minutos na derrota por 1 ponto frente ao campeão VRAC.

Manuel Cardoso Pinto retornou às opções da equipa técnica do Narbonne, mas infelizmente acabou por sair lesionado à passagem do 7º minuto, num jogo que acabou com vitória do seu clube, a 2ª nesta temporada da ProD2, não sendo possível oferecer nenhuma descrição da participação do ponta.

Jean de Sousa, ultrapassado quase um mês de fora por lesão, voltou a contar para o Montauban e foi uma das peças-chave na avançada para garantir uma excelente vitória frente ao Vannes, que os coloca novamente no top-4 (zona de playoff de subida) da ProD2. A prestação do 2ª linha foi de alta qualidade, capturando duas bolas do adversário no alinhamento, para além de 93% de eficácia na placagem, retomando os bons índices de forma já demonstrados quando começou de início nesta época.

José Madeira depois de alguns jogos sem contar para a equipa técnica do Grenoble Rugby, José Madeira voltou a merecer a confiança e recebeu a titularidade no encontro frente ao Rouen Normandie para a ProD2. O 2ª linha português jogou os 80 minutos, somou cerca de 12 placagens, 1 captura no alinhamento e mais alguns pormenores de relativo interesse, num encontro extremamente físico e combativo que acabou por resultar em mais 4 pontos para o emblema defendido pelo ex-Belenenses Rugby.

Éric dos Santos realizou 71 minutos na derrota do Anglet (a 2ª da temporada) frente ao Lannemezan para a Nationale, com o 2ª linha a rubricar uma exibição positiva num jogo pulsado por bons momentos, grandes ensaios (oito no total) e um confronto físico leal.

Lionel Campergue acertou 8 introduções no alinhamento e realizou mais de uma dezena de placagens, sendo um dos nomes principais do Bassin D’Arachon que conquistou mais 5 pontos nesta Féderal 1, estando agora isolados no 1º lugar do seu grupo nesta 4ª divisão do rugby francês.

Luigi Dias, número 8 internacional português, manteve a titularidade no Marmande e foi um dos melhores na vitória por 51-08 para mais uma jornada da Féderale 1.

Vitória bem suada para o RC Rumilly de Loic Bournville, com o talonador a sair do banco e a participar na vitória por 23-21, no qual o português foi importante nos últimos minutos, altura em que o seu clube garantiu a vantagem no placard e defendeu-a até ao apito final.

Simão Bento e Anthony Alves tiveram uma noite difícil às mãos do Oyonnax de Pedro Bettencourt, com o centro português a ser um dos elementos importantes na vitória por 36-19 sob o Mont-Marsan, neste jogo praticamente dominado pela equipa da casa. Os três tiveram sortes diferentes, com Anthony Alves e Pedro Bettencourt a começarem de início – jogaram 64 e 58 minutos respectivamente -, enquanto Simão Bento veio do banco de suplentes, isto ao minuto 65, numa altura em que o resultado estava praticamente decido, tendo ainda tido tempo para mostrar um ou outro pormenor técnico de relevo. Dos três, foi Pedro Bettencourt a rubricar a melhor prestação, já que impôs, novamente, um categoria a defender de soberbo calibre, participando em umas quantas jogadas e movimentações de perigo dos Oyomen.

Diogo Hasse Ferreira jogou 60 minutos na vitória do Dax Rugby na recepção ao histórico Albi, numa prestação de relativa boa qualidade do pilar luso. Excelentes formações-ordenadas, uma defesa de bom impacto (dois momentos em que rapidamente saiu do chão para voltar a se disponibilizar na defesa, evitando uma quebra-de-linha do bloco opositor) e uma unidade de confiança no transporte de bola.

Dany Antunes um ensaio, três quebras-de-linha, um posicionamento defensivo de qualidade e… um cartão amarelo, esta foi a exibição de Dany Antunes, no seu retorno à titularidade pelo Massy. Vitória por 34-13 com dedo do português, que voltou a rubricar uma prestação de muito bom nível, tendo sido substituído aos 53 minutos.

Thibault Freitas efectuou a sua segunda aparição pelo Union Sportive Seynoise (“La Seyne”), realizando uns 80 minutos de grande fisicalidade, participando activamente na construção de jogo da sua equipa, com boas saídas à lá nº8 (posição em que alinhou neste fim-de-semana), conseguindo ainda 8 placagens efectivas e algumas sequências boas de ataque.

Rui M. Freitas com um ensaio e bons pontapés voltou a ajudar o Eemland a somar mais uma vitória na Ereklasse, a terceira nesta temporada. O antigo jogador do CR São Miguel foi novamente um dos protagonistas, carregando o encontro de bons detalhes técnicos a partir da posição de defesa.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter