Brasileirão 2021 – Antevisão

Fair PlayMaio 30, 20216min0

Brasileirão 2021 – Antevisão

Fair PlayMaio 30, 20216min0
O pontapé inicial do Brasileirão 2021 já foi dado, e os analistas do Fair Play detalham quais serão os embates para esta época!

Começou o Brasileirão 2021 e, como hábito no Fair Play, aqui está a antevisão de nossos comentadores para o que de melhor e pior poderá acontecer nesta época. Para esta edição, o torneio conta com quatro novas equipas que subiram de divisão, nomeadamente Chapecoense (campeã da Série B em 2020), América Mineiro, Juventude e Cuiabá. Já as equipas que não estarão na 1ª divisão este ano são Vasco, Goiás, Coritiba e Botafogo. Acompanhe as análises do time do Fair Play sobre a briga pelo título, por vagas continentais e para escapar do rebaixamento.

Briga pelo título

Para João Sundfeld, nunca houve um Brasileirão tão equilibrado na briga pelo título. Na época passada, este equilíbrio foi prejudicado pela pandemia. Em 2021, não deve ocorrer mais uma paralização a nível nacional e, com isso, as equipas tendem a ser mais competitivas. Sem dúvidas, Flamengo, Atlético-MG e São Paulo chegam com condições de levantar a taça, afirma João. Todos com plantéis fortes e que já iniciaram o ano com a conquista estadual.

Renato Salgado corrobora: o Brasileirão 2021 promete ser o mais emocionante e disputado dos últimos anos. As equipas favoritas ao título para Salgado são: Atlético MG, Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Grêmio. Ele ainda acredita que o Galo será o campeão brasileiro de 2021, quebrando um tabu de mais de 50 anos de espera. De qualquer maneira, será interessante analisar como as equipas continuarão lidando com as consequência da Covid-19 e também a participação em competições paralelas.

Marcial Cortez vai na mesma linha, citando que na disputa do título, além dos óbvios Palmeiras e Flamengo, correm por fora Atlético Mineiro, Internacional, Grêmio e São Paulo. Será um dos campeonatos com mais candidatos reais ao título dos últimos anos. Assim, ele lista o Palmeiras como campeão de 2021, voltando a levantar a taça como em 2018. Com essa análise, será que veremos Abel Ferreira se consolidar ainda mais no Brasil, levantando mais um título nacional (depois da Copa do Brasil de 2020) e repetindo o feito de Jorge Jesus?

O Flamengo de Rogério Ceni foi campeão em 2020 na última jornada, mas os colunistas não acreditam que o tri virá (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

As vagas do Brasileirão para a Libertadores

O Brasileirão dá, atualmente, quatro vagas diretas à competição continental, e mais duas vagas para as fases iniciais, antes da fase de grupos. Esse número pode subir para oito ou nove, dependendo se os brasileiros conquistarem vagas por outras competições, como a Copa do Brasil ou a própria Libertadores.

João Sundfeld analisa a briga como muito interessante, com equipes que, para 2021, buscam o início ou consolidação de um projeto. Palmeiras, com Abel Ferreira, está na disputa, apesar de prejudicado pela falta de opções no plantel. Internacional e Grêmio também podem integrar este seleto grupo, contando com o bom trabalho de ótimos treinadores (Ramírez e Thiago Nunes respectivamente). Além disso, Red Bull Bragantino, Ceará e Fluminense estarão na disputa por uma posição no G6, podendo ‘beliscar’ uma classificação para a pré-Libertadores.

Assim como os demais, Renato coloca Flamengo, Palmeiras, São Paulo, Grêmio, Internacional, Fluminense lutarão pelas vagas na Libertadores 2022. Como o Flu deve perder algumas de suas principais promessas no meio do ano, Salgado crê que o tricolor carioca ficará de fora da principal competição intercontinental no próximo ano

Para Marcial Cortez, Flamengo, Atlético-MG, São Paulo, Internacional e Grêmio irão compor a lista de vagas, nessa ordem, pelo Brasileirão 21. E com pouquíssima diferença de pontos entre eles. Cortez não acredita que alguma equipa vá deslanchar e abrir muita vantagem sobre o seu subsequente na tabela. Rafa Ribeiro completa, citando além de Red Bull Bragantino e Fluminense, lembrados por Sundfeld, também o Bahia, que pode enfim ir à Libertadores.

Palmeiras é o atual campeão da Libertadores, está na edição de 2021 e possivelmente na de 22, segundo nossos analistas (Foto: Nayra Halm/Lancepress!)

A zona de rebaixamento

Sundfeld entende como improvável o rebaixamento de um grande em 2021, porém com o Santos como candidato. Sem um grande plantel (que perdeu peças importantes) e com um treinador que possui alguns vícios e costuma oscilar, o Peixe não deve fazer uma grande campanha. Além disso, Sport, Juventude, Cuiabá e Atlético-GO, por serem times menores e que, em decorrência disso, possuem orçamentos limitados, devem brigar pela permanência na elite do futebol brasileiro.

Nessa ponta da tabela, a briga também será grande, para Marcial. O estreante Cuiabá precisará confirmar sua força, por isso é o candidato natural ao rebaixamento. Além dele, sempre temos uma ou mais equipas consideradas grandes a namorar com o descenso. Esta época os candidatos “grandes” são Santos e Corinthians, para ele. Assim, Z4 ficaria com Santos, Juventude, Sport e Cuiabá. Podendo o Corinthians ocupar uma dessas vagas. Rafa Ribeiro ainda alerta: já na primeira rodada, o treinador Alberto Valentim foi demitido do comando do Cuiabá, após o empate com o Juventude em 2-2. A incrível e absurda decisão pode trazer consequências a longo prazo.

E quanto ao rebaixamento para a Série B, Renato Salgado enfatiza que a briga também promete esquentar o campeonato. Dos quatro clubes que subiram no ano passado, segundo ele apenas o América-MG traz alguma confiança para permanecer na série A. Já o Cuiabá, Juventude e Chapecoense brigarão com Sport, Atlético-GO, Santos e Corinthians para não cair para a série B em 2022. Renato crava que dessas equipas, jogarão a segunda divisão Cuiabá, Atlético GO, Juventude e o Corinthians.

Cuiabá (de amarelo), que acabou de demitir seu treinador na primeira jornada, jogando contra o Juventude (verde e branco) são sérios candidatos ao Z4 (Foto: Divulgação/Juventude)

Resta saber como serão as 38 jornadas do campeonato tido por muitos como o mais equilibrado do mundo. Já é possível, por meio das análises dos comentadores, identificar quais equipas brigarão por qual faixa da classificação nacional, e ainda comparar se as equipas estão se saindo como o esperado, ou algo diferente ocorre com elas, para o bem ou para o mal. E o Fair Play discutirá todos os detalhes que acontecerão no Brasileirão por artigos aqui no site e também no Ginga Canarinha, webcast semanal do portal. Continuem ligados!


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter