Arquivo de Campeonato Brasileiro - Fair Play

Hernanes-Divulgacao-Sport.jpg?fit=1200%2C675&ssl=1
Rafael RibeiroAgosto 25, 20215min0

O Brasileirão está com, pelo menos, 15 de suas 38 jornadas realizadas. Depois dos passos iniciais, chegou o momento de cada equipa decidir pelo que briga no campeonato. Da mesma forma, jogadores que não estavam sendo aproveitados também optaram por uma mudança, dentro de casa, para defender outras equipas brasileiras que estivessem interessadas em seus trabalhos. O regulamento atual permite que um jogador se transfira para outra equipa da mesma divisão caso não tenha atingido sete jogos de participação no Brasileirão.

Com isso, Rafa Ribeiro detalha ao Fair Play três boas mudanças que ocorreram neste início de Campeonato Brasileiro. Quais jogadores que, não satisfeitos ou não utilizados em suas equipas iniciais, acabaram sendo transferidos para outras ainda no Brasil, e despontam como jogadores que, pelo menos nas equipas atuais, poderão ser mais utilizados do que vinham sendo previamente. Vale lembrar de alguns nomes que se transferiram, porém não de forma caseira.

Douglas Costa deixou a Juventus por empréstimo ao Grêmio, Giuliano e Renato Augusto vieram de fora reforçar o Corinthians (e ainda podem chegar Róger Guedes e William), assim como Hulk e Diego Costa vieram ao Atlético Mineiro e Andreas Pereira e Kennedy ao Flamengo. Já de partida do futebol canarinha, Gerson deixou o Flamengo rumo ao Olympique de Marseille, Kaio Jorge foi do Santos à Juventus e Matias Vinã foi do Palmeiras à Roma, apenas para citar alguns casos.

Hernanes (São Paulo > Sport)

Hernanes, ídolo tricolor, deixou o São Paulo pela primeira vez desde que apareceu nas categorias de base, para defender outra equipa no Brasil de forma definitiva. Não utilizado no São Paulo desde a campanha do título do Campeonato Paulista de 2021, Hernanes entendeu que não se tratava apenas de sua condição física mas também uma opção técnica deixá-lo de fora do esquema tático atual. E ainda de forma muito condescendente, ajudou o tricolor paulista rescindindo seu contrato e evitando que o São Paulo tivesse que arcar com seu alto salário até o fim do contrato.

Com isso, Hernanes voltou para sua terra natal. Nascido em Recife (Pernambuco), cidade da equipa do Sport, Hernanes foi contratado com pompa e circunstância para ajudar o time na tentativa de se livrar do rebaixamento. Atualmente, o Sport está na 18ª colocação, e briga ponto a ponto com América-MG e Grêmio nas últimas colocações. O “profeta”, como é chamado, recebeu a camisola 8, a faixa de capitão da equipa, e será peça fundamental, mesmo com a recente demissão do treinador Umberto Louzer.

Borja (Palmeiras > Grêmio)

O avançado palmeirense retornou de empréstimo do Júnior Barranquilla mas não conseguiu se firmar na equipa paulista novamente. Com outras opções consideradas mais confiáveis, como Luiz Adriano, William, a volta de Dudu, além de Rony, Breno Lopes e também Deyverson, Borja não chegou a jogar pelo alviverde nesse momento, após defender a Colômbia na Copa América de 2021, e desembarcou diretamente no sul, para empréstimo ao Grêmio.

Curiosamente, são quatro jogos pelo tricolor gaúcho, e três golos (tudo bem que dois foram de pênalti). Mas as atuações foram relativamente boas, tirando no jogo contra o São Paulo, único em que não fez gol até agora em sua passagem gremista. Vale lembrar que as condições de empréstimo foram bem favoráveis ao Palmeiras, com o pagamento de 1 milhão de euros até o fim de 2022, e ainda arcando com boa parte do salário a que o jogador tem direito.

Os adeptos do Grêmio já pedem nas redes sociais que a equipa compre Borja do Palmeiras (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Praxedes (Internacional > Red Bull Bragantino)

O Red Bull faz excelente campanha até agora no Brasileirão. Quarto colocado, brigando ponto a ponto com o terceiro Fortaleza e o segundo Palmeiras, a equipa de Bragança Paulista tem bons nomes a se destacar até aqui, como o guarda-redes Cleiton, os defesas Aderlan e Léo Ortiz, o médio defensivo Raul, e também os avançados Ytalo e Artur. A equipa gerida pela empresa de energéticos colocou um modus operandi de sempre contratar jogadores promissores e novos, para que rendam frutos desportivos e financeiros.

Mas o nomes de Praxedes também vem em alta com os adeptos bragantinos. O jogador chegou contratado do Internacional, em cifras que giram em torno de 6 milhões de euros por 60% do seu passe (10% ainda pertencem a outro time, o Fluminense). A maior contratação do Bragantino, superando a do avançado Artur. O meio campista é o vice artilheiro da equipa com três golos e uma assistência, em oito jornadas. E que outros nomes podem aparecer nessa lista? Certamente outros jogadores que trocaram de equipa dentro do território brasileiro ainda podem surpreender no campeonato.

Bruno Praxedes é a contratação mais cara da história do Bragantino (Foto: Divulgação)

 

 

Palmeiras-x-Flamengo.jpg?fit=739%2C415&ssl=1
Renato SalgadoMarço 26, 20217min1

A época de 2020 acabou no futebol brasileiro, no dia 07 de Março de 2021, com mais um título do Palmeiras. A equipa alviverde conquistou o quarto título da Copa do Brasil. Além desse campeonato, o Verdão ainda conquistou, o Campeonato Paulista, e a Copa Libertadores da América. Vale lembrar, que o Palmeiras não tinha uma época assim, com três títulos desde 1993, ano que saiu da fila de 16 anos sem ser campeão com o início da era Parmalat.

Já o Flamengo, começou o ano favorito a conquistar todos os títulos da temporada de 2020. O Rubro-Negro veio de uma temporada excepcional em 2019 com Jorge Jesus, conquistando o Brasileirão e a Libertadores da América, além do Campeonato Carioca (vencido com o treinador Abel Braga). Já em 2020 o Mengão conquistou os títulos do Campeonato Carioca, as Copas Recopa Sul-Americana (torneio que reune os campeões da Libertadores x Sul-Americana) e a Supercopa do Brasil (torneio que reune os campeões do Brasileião x Copa do Brasil) e o Campeonato Brasileiro.

Palmeiras

O ano do Verdão em 2020 começou com grande expectativa para a contratação de um novo treinador, e o principal nome era o de Jorge Sampaoli. Após muita negociação e uma tentativa de realizar um leilão para obter um contrato ainda mais vantajoso financeiramente falando, o Palmeiras encerrou as negociações com Sampaoli e foi atrás de um velho conhecido da torcida, Vanderlei Luxemburgo. E apesar de não apresentar um futebol vistoso, ofensivo, a equipa alviverde apresentava um futebol de resultado, até, muito burocrático.

Siga a página do Fair Play no Facebook

Foto:Divulgação/Rodrigo Corsi

Mesmo assim, o Palmeiras foi campeão Paulista, quebrando um jejum de 12 anos de espera. E Luxemburgo alcançou seu nono título estadual (Paulistão) na carreira. Além do título, o verdão fazia uma campanha irretocável na Copa Libertadores, estando invicto até a demissão de Luxa occorer após uma terrível derrota em casa (0x3) para o Coritiba, um dos últimos colocados no campeonato. Com a demissão do treinador, o Palmeiras iniciou uma procura por treinadores estrangeiros… Recebeu muitas negativas de diversos treinadores, equanto isso, o auxiliar técnico Andrey Lopes, (conhecido como Cebola) assumia o comando da equipa, alterando a forma do time jogar e dando mais oportunidades aos jogadores promissores da base.

Andrey Lopes “Cebola” esteve no comando interino da equipa por cinco jogos em aproximadamente duas semanas. Nesse curto espaço de tempo, foi capaz de identificar coisas/situações que incomodavam o plantel durante a passagem de Luxemburgo: Trouxe Felipe Melo da zaga para o meio de campo para ser volante, colocou Gabriel Menino na lateral direita, fixou Raphael Veiga de armador, e ainda escalou Wesley como titular e mostrou que Rony poderia ser muito útil. Com isso, Cebola conseguiu devolver a confiança ao grupo e à torcida palmeirense. Nesse meio tempo, a diretoria do Palmeiras fechou contrato com o treinador português Abel Ferreira, que estava treinando o Paok da Grécia.

Assista ao Webcast Ginga Canarinha

Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Após a chegada de Abel, o que se viu foi a manutenção de esquema de jogo implementado pelo auxiliar Andrey Lopes, pela falta de tempo para treinos. O treinador português, conseguiu rapidamente conquistar o elenco, com treinamentos com muita intesidade e dando oportunidades para todos os jogadores do plantel, principalmente pelos surtos de Covid-19 que atingiram a equipa.

Foto: Dolores Ochoa – via Getty Images

E com certeza, foi nas semi-finais da Libertadores que Abel teve o seu maior desafio no Palmeiras, e quem sabe na carreira. Confronto contra o River Plate. Jogando fora de casa no primeiro jogo, Vitória (com V maíusculo) por 0x3, sendo que o placar poderia ter sido 5 ou 6, tamanha facilidade encontrada pelos palmeirenses no confronto. No jogo de volta no Allianz Parque, um susto! Derrota por 0x2 para o River Plate. Mesmo com a derrota, a equipa palmeirense estava classificada para a final da competição. Na grange final da Libertadores, brilhou mais uma vez a estrela de Abel Ferreira. Ao realizar uma substituição e colocar em campo, o atacante Breno Lopes, quase nos acréscimos do segundo tempo, e que marcou o gol da vitória aos 53 minutos, garantindo o título continental após 20 anos de espera.

Na Copa do Brasil, a campanha foi perfeita. Diante do Grêmio, o Palmeiras ganhou o tetracampeonato do torneio, alcançando a tríplice coroa. De forma invicta, o Verdão derrotou o tricolor gaúcho nos dois jogos, 0x1 em Porto Alegre, na casa do Grêmio e venceu novamente, agora em casa, por 2×0.

Flamengo

O Rubro-Negro começou o ano contratando vários jogadores, reforçando ainda mais o melhor elenco do Brasil e talvez da América do Sul. E ainda contava com o excelente Jorge Jesus. Conquistou tranquilamente o Campeonato Carioca, vencendo na final o Fluminense. Além do Carioca, o Flamengo ainda conquistou a Supercopa do Brasil, vencendo o Athletico-PR por 3×0 e a Recopa Sul-Americana também por 3×0, mas dessa vez o adversário foi o Independiente del Valle, no Maracanã. Após a conquista do título, JJ recebeu uma proposta do Benfica, e pediu para deixar e equipa. Assim, começou a procura por um novo nome estrangeiro para assumir o Fla.

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo.

Após muitas entrevistas, o nome escolhido foi do espanhol Domenèc Torrent. O treinador chegou ao Mengão com certa desconfiança por ter um estilo diferente ao seu antecessor. E foi justamente essa diferença de estilo que minou o trabalho de Domenèc. A torcida estava acostumada com uma equipa que atuava de forma vertical, sempre procurando o gol, apertando o adversário em seu campo e realizando uma forte marcação por pressão, enquanto o espanhol presava mais pelo toque de bola e ser sempre menos agressiva. Resultado: após exatos três meses, Demènec foi demitido do comando do time após derrota por 4×0 para o Atlético-MG, no Mineirão.

Foto: Reprodução/ Youtube

O Flamengo não perdeu tempo e contratou Rogério Ceni. O ex guarda-redes do São Paulo e que naquele momento era o treinador do Fortaleza, recebeu uma proposta irrecusável e aceitou o desafio de comandar o time Rubro-Negro. Apesar de realizar uma campanha muito irregular, o Flamengo conseguiu uma arrancada com várias vitórias importantes e contra adversários diretos pelo título e se sagrou campeão brasileiro pela sétima vez!

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Tira-Teima

Campeões do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil da temporada passada, respectivamente, Flamengo e Palmeiras duelarão pela Supercopa do Brasil no dia 11 de abril, agora com local encaminhado pela CBF. O palco do jogo deverá ser no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. O duelo definirá a equipa mais vencedora da temporada, aflorando ainda mais a rivalidade entra as duas equipas!

Apesar de ainda termos esse confronto pela frente, na minha opinião, mesmo com o Flamengo tendo ganho quatro títulos na época passada contra três títulos do Palmeiras, o Verdão levou vantagem pela importância dos campeonatos conquistados. E para você, quem se deu melhor na época de 2020?

Leia mais:

https://fairplay.pt/futebol/brasil/do-quase-rebaixamento-a-gloria-eterna-a-trajetoria-do-palmeiras-libertadores-1/

https://fairplay.pt/futebol/brasil/saiba-quais-equipas-mais-prometem-no-brasil-para-a-epoca-2021/

https://fairplay.pt/futebol/brasil/brasileirao-2019-antevisao/

 


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS