Brasileirão 2022 – Antevisão

Fair PlayAbril 10, 20226min0

Brasileirão 2022 – Antevisão

Fair PlayAbril 10, 20226min0
O Brasileirão de 2022 está de volta e com ela a tradicional antevisão dos comentadores do Fair Play sobre como se dará esta época!

Como é de praxe, está no ar a antevisão do Campeonato Brasileiro de 2022! Aqui, os comentadores do Fair Play para o futebol no Brasil darão seus pitacos sobre o que pode acontecer neste que, como sempre falamos, é um dos torneios mais disputados do mundo. Para a época de 2022, temos o retorno de quatro equipas que estavam na segunda divisão ano passado: o campeão Botafogo, além de Goiás, Coritiba e Avaí. Da mesma forma, outras quatro equipas que estavam até o ano passado caíram de divisão: Grêmio, Bahia, Sport e Chapecoense.

Os últimos anos foram marcados por duelos marcantes, como os seguidos favoritismos trocando de mãos entre Palmeiras, Flamengo e Agora Atlético Mineiro. Será que mais alguém poderá ameaçar o reinado dessas equipas? Quem conquistará uma vaga na Libertadores da América ficando nas primeiras posições do Brasileirão? E quem por fim cairá para a segunda divisão ao final do certame? Confira agora em antevisão especial para o Fair Play.

A disputa do título

Para Marcial Cortez, o título ficará justamente entre Palmeiras, Flamengo e Atlético Mineiro, mas não necessariamente nessa ordem. Na disputa do título, não há muita dúvida e é quase unanimidade entre os especialistas não fanáticos por seus clubes que Galo, Flamengo e Palmeiras vão realmente brigar ponto a ponto para garantir a Taça. Acredito no título do Palmeiras, porque é o único que Abel Ferreira ainda não ganhou por aqui. Mas não será fácil e essas mesmas três equipas também vão brigar pela Copa do Brasil e pela Glória Eterna.

Renato Salgado corrobora, apontando que a luta pelo título do Brasileirão 2022 deverá ficar entre Atlético-MG, Palmeiras e Flamengo. Mas afirma: com o Galo sendo bi-campeão! Já João Sundfeld analisa: “Para mim, é muito difícil o título fugir de dois times, sendo estes Palmeiras e Atlético-MG. São os coletivos mais fortes do país e isso pesa muito nessa briga. Flamengo poderia entrar, mas os problemas internos e falta de união fazem com que a equipe corra por fora na disputa”.

Atlético Mineiro e Palmeiras já protagonizaram a semifinal da Libertadores em 2021! (Foto: Getty Images)

A briga por vagas na Libertadores

Marcial se empolga com esta parte da antevisão: “aqui o Brasileirão promete. Há uma nova configuração do futebol brasileiro, na qual equipas antes tradicionais já não estão com a mesma força de outrora, e foram substituídas por novos times com menos glamour e mais futebol. Assim, clubes como Bragantino, Athletico, Atlético GO, América, Fortaleza, Ceará e Cuiabá devem entrar na briga por vagas nas competições continentais em 2023, ao lado dos já consagrados Botafogo, Internacional, Fluminense e São Paulo. Façam as contas – são 11 clubes para 9 vagas, três na Libertadores e seis na sulamericana. A briga nesse bloco será sensacional”.

Salgado define que São Paulo, Corinthians, Fluminense, Red Bull Bragantino e Fortaleza estarão na disputa. Como são seis vagas, acredita que São Paulo, Fluminense e Corinthians se classificarão para a Libertadores do ano que vem. Lembrando que o número de vagas pode subir para oito, se o campeão da Libertadores e da Sul-americana deste ano forem do Brasil e ficarem entre os seis primeiros colocados. E Sundfeld completa que, nestas posições, Flamengo certamente estará, por contar do melhor elenco do país. Além dele, Fortaleza, Red Bull Bragantino e Fluminense podem entrar na disputa. Os dois primeiros são projetos mais consolidados, enquanto o último pode embalar após a conquista do Cariocão.

São Paulo e Red Bull Bragantino protagonizaram bons jogos no Paulistão 2022 (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

A fuga do rebaixamento para a Série B

Nossa antevisão não é traiçoeira, mas apontamos alguns nomes para bloco de baixo. Seguindo a tradição brasileira, Marcial Cortez aponta que um clube grande deve cair. E, para ele, a bola da vez será o Santos, que brigará de perto com Corinthians, Avaí, Goiás, Juventude e Coritiba. O Corinthians enfrenta muitos problemas extra-campo, que se não forem resolvidos rapidamente, pode complicar muito a situação do Timão, mesma situação do Santos, que não consegue se organizar internamente e isso vai se refletir no relvado. Quase certa é a queda do Avaí, mas Coritiba e Goiás farão um imenso esforço para estarem na Série B em 2023.

Renato Salgado diz: “Na parte de baixo da tabela, a luta deve ficar entre alguns clubes que subiram esse ano e aqueles que quase caíram no ano passado! Mas no final, deverão ser rebaixados para a série B em 2023: Avaí, Juventude, Goiás e Ceará”. E, concordando em alguns times, João Sundfeld completa: “Mais uma vez, é muito difícil um grande não brigar na parte de baixo da tabela. Santos é o principal que deve permanecer nas posições finais e talvez cair. Corinthians também pode surpreender negativamente. Além deles, Coritiba, Avaí, Juventude e Goiás devem permanecer a competição inteira tentando fugir da degola”.

Santos e Corinthians brigarão na parte de baixo da tabela? (Foto: Edu Garcia/Portal R7)

Vocês agora já tem um cenário bem definido nesta antevisão sobre o que pode acontecer no Brasileirão de 2022. Mas como serão os desdobramentos do torneio? Você descobre em nosso webcast semanal, o Ginga Canarinha, clicando aqui! Acompanhe conosco o que de melhor e pior acontece no futebol brasileiro semana após semana, com convidados mais do que especiais analisando os pormenores do mundo da bola no Brasil! Você também pode acompanhar o andamento da tabela clicando aqui.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter