Ginga Canarinha 25# Naming rights no Brasil: como funciona e o que pode mudar

Fair PlaySetembro 10, 20201min0

Ginga Canarinha 25# Naming rights no Brasil: como funciona e o que pode mudar

Fair PlaySetembro 10, 20201min0
Os naming rights de estádios brasileiros pode entrar agora numa nova fase com o acordo do Corinthians com a Neo Quimica. O Ginga Canarinha explica tudo!

Naming rights nos estádios brasileiros

Depois de um longo caminho e muitas negociações, o Corinthians conseguiu vender os naming rights do seu estádio à empresa Neo Quimica. O negócio não é inédito no Brasil, mas vem agitar as águas de uma prática que não via um novo membro em algum tempo.

O Ginga Canarinha de hoje explora os prós e os contras deste e de outros negócios de naming rights, explica as mudanças e o futuro desta prática no Brasil. Renato Salgado, Marcial Cortez e Rafa Ribeiro dissertam sobre a decisão do Corinthians e fazem previsões para os próximos clubes a irem por este caminho. Ouve tudo aqui!


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter