Dominic Thiem agiganta-se em Indian Wells

André Dias PereiraMarço 18, 20192min0

Dominic Thiem agiganta-se em Indian Wells

André Dias PereiraMarço 18, 20192min0

Dominic Thiem conquistou, este domingo, a mais importante vitória da sua carreira. O austríaco surpreendeu Roger Federer (3-6, 6-3 e 7-5) na final de Indian Wells, sucedendo a Del Potro. E não fez por menos. Thiem conseguiu uma vitória  de virada contra Federer, que perseguia o 101º título da carreira.

O suíço entrou a pressionar muito, conseguiu quebrar o serviço a Thiem para fechar o jogo em 6-3. Só que, aos poucos, o austríaco foi-se reencontrando e foi equilibrando a partida, consumando a reviravolta que lhe garantiu o título.

Apesar de já ter vencido Federer, Nadal e Djokovic anteriormente, uma vitória como esta eleva o austríaco a outro patamar. Não só porque ascende ao 4º lugar do ranking, mas porque reforça a sua confiança e lhe garante maior estatuto. Há muito, de resto, que o austríaco perseguia uma vitória importante.  No último US Open, Thiem fez um dos melhores jogos da sua carreira contra Nadal, mas acabou afastado pelo espanhol nos quartos de final.

O título coroa uma grande semana de Thiem. Deixou para trás jogadores como Jordan Thompson, Ivo Karlovic, Gael Monfils e Milos Raonic. Já Federer eliminou John Isner, Peter Gojowczyk, Stan Wawrinka, Kyle Edmund e Herbert Hurkacz.

Thiem olha para Roland Garros

Este é o 12º troféu da carreira de Thiem. Desde 2015 que o austríaco vem colecionado títulos e a galgar posições no ranking. Este foi o primeiro de 2019. Aliás, nos 19 torneios ATP realizados esta temporada todos tiveram campeões diferentes. Federer venceu em Doha. Contudo, o suíço cai agora para quinto no ranking ATP.

Dominic Thiem tem, na terra batida, o seu piso preferencial. Agora como número 4 mundial e com um Masters 1000 sobre Federer, será interessante acompanhar o que poderá fazer em Roland Garros.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter