Max Verstappen ascende à liderança do Mundial com vitória no Mónaco

Luís PereiraMaio 23, 20214min0

Max Verstappen ascende à liderança do Mundial com vitória no Mónaco

Luís PereiraMaio 23, 20214min0
Max Verstappen venceu o GP do Mónaco e encontra-se pela primeira vez na carreira na liderança do Mundial de Fórmula 1.

Max Verstappen venceu o GP do Mónaco e encontra-se pela primeira vez na carreira na liderança do Mundial de Fórmula 1. Apesar de ter dominado toda a corrida no principado, nem sempre pareceu que este fim de semana iria trazer uma vitória da Red Bull, já que durante todos os treinos foram os Ferrari que se destacaram, ao serem constantemente os mais rápidos.

Numa corrida onde ultrapassar é extremamente difícil, a qualificação era de extrema importância. Quem começou por mostrar que estava decidido a começar a corrida na posição mais desejada, foi Charles Leclerc, que conseguiu o tempo mais rápido. Só que a felicidade de Leclerc ficaria por aqui. Na segunda tentativa para chegar à tão desejada posição, Leclerc bateu nas barreiras, danificando o seu Ferrari e trazendo a bandeira vermelha.

Essa bandeira vermelha fechou a qualificação, dando a pole a Leclerc, mas com receio de que o seu carro tivesse demasiados danos na caixa de velocidades, o que faria Leclerc perder cinco lugares na grelha.

As análises feitas pela Ferrari levavam a crer que o monolugar do monegasco não teria qualquer problema, mas quando Leclerc se deslocou para a pista para começar a corrida verificou que o carro não estava bem e teria problemas, razões que levaram a Ferrari a retirar o carro.

Leclerc não conseguiu assim começar a corrida, elevando assim Max Verstappen para a pole e Bottas no segundo lugar da grelha. No arranque Bottas até começou melhor, mas o holandês conseguiu tapar o caminho e manter-se na liderança. A partir daí só deu Verstappen, que começou a fazer o que qualquer líder do Mónaco deve fazer, gerir o ritmo.

Como é já tradicional no Mónaco, não havia mudanças de posição em pista, até que se chega ao momento de pensar no momento ideal para parar e trocar de pneus. É neste período que a corrida de Bottas é estragada. Na mudança de pneus a roda direita dianteira colou e simplesmente não saiu. Um extremo azar e um desastre para o finlandês, que provocou a sua desistência.

Desta forma, Verstappen perdeu o seu perseguidor mais próximo, ficando o segundo lugar para Carlos Sainz, com este ainda a tentar forçar algum andamento, mas não o suficiente para se chegar perto de Verstappen, muito menos ser uma ameaça. E, assim, o piloto da Red Bull venceu pela primeira vez um Grande Prémio no Mónaco, de uma forma dominante e tranquila.

Sainz teve de se contentar com o segundo lugar, apesar de frustração de acreditar que teria andamento para chegar à pole, não tivesse Leclerc causado a bandeira vermelha. Lando Norris ficou em terceiro lugar, ascendendo ao pódio graças ao azar de Bottas, em mais uma corrida de grande nível do jovem britânico. Norris conseguiu o pódio também por aguentar um assalto final de Sérgio Perez, um dos que melhor beneficiou de uma paragem no momento certo, para subir posições.

Em quinto ficou Sebastian Vettel, na sua melhor corrida, e primeira nos pontos, pela Aston Martin, à frente de Gasly. Gasly ficou à frente de um frustrado Lewis Hamilton. Hamilton teve um fim de semana para esquecer. Depois de uma má escolha de configuração para o carro, também uma má decisão da equipa levou a que o Campeão do Mundo parasse demasiado cedo, perdendo lugares em pista. Foi um fim de semana onde a má coordenação da Mercedes com Hamilton custou muitos pontos na corrida pelo título.

Com este resultado Verstappen passou para a liderança do Mundial, algo que acontece pela primeira vez na carreira do jovem piloto. A fechar o top 10 ficaram Stroll, Ocon e Giovinazzi, que conseguiram os primeiros pontos da época para a Alfa Romeo.

GRANDE PRÉMIO DO MÓNACO

CAMPEONATO MUNDIAL DE PILOTOS / CAMPEONATO DO MUNDO DE CONSTRUTORES


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter