Lewis Hamilton vence com ajuda de Bottas

Luís PereiraOutubro 2, 20183min0

Lewis Hamilton vence com ajuda de Bottas

Luís PereiraOutubro 2, 20183min0

Lewis Hamilton está cada vez mais próximo de renovar o seu título de Campeão do Mundo. O britânico venceu o GP da Rússia e está agora com 50 pontos da vantagem! O título depende apenas de si!

Apesar de a corrida ter sido vencida e dominada por Hamilton, não deixou de haver alguma polémica na mesma. Muitos são os críticos da postura da Mercedes, que forçou ordens de equipa, para Bottas ajudar Hamilton.

Esta polémica começou logo pelo resultado da qualificação, onde Bottas bateu o companheiro de equipa e ficou na Pole. Logo aí ficou no ar a ideia de que a Mercedes iria impor alguma forma de ordens de equipa.

No arranque, Bottas manteve a 1ª posição e ficou com um bom andamento, que lhe permitiu manter a liderança. Só que esse não era o resultado que mais agradava a Mercedes. Por isso, a Mercedes pediu a Bottas que não lutasse e deixasse Hamilton passar para a sua frente.

Essa ordem permitia Hamilton ganhar o máximo de pontos e ainda a Bottas impedir Vettel de ficar no 2º lugar, alargando ainda mais a distância pontual entre os dois candidatos ao título.

Vettel não conseguiu então melhor do que o último lugar do posto, longe de conseguir lutar com ambos os Mercedes e ciente que está cada vez mais difícil lutar pelo “seu” Pentacampeonato.

No final da corrida, viu-se um Hamilton que apesar de satisfeito, não parecia confortável com a forma como conseguiu a sua 70ª vitória da carreira. Hamilton agradeceu o enorme espírito de equipa de Bottas, que também não estava muito satisfeito, mas que aceitou a sua função de ajudar a equipa a atingir os seus objetivos.

Apesar de algumas críticas pela imposição das ordens de equipa, houve quem defendesse a posição da Mercedes, como Vettel. Vettel considerou óbvias as ações dos seus rivais, que apenas fizeram o mais lógico para conseguir levar Hamilton ao Campeonato do Mundo.

Os mais puristas irão ser contra estas estratégias, muitos fazendo paralelismos com o que fez a Ferrari nos tempos de Schumacher, mas devemos lembrar que nos últimos anos a Mercedes também teve os seus pilotos a lutar entre si pelo título e aí a equipa não impôs ordens de equipa.

O mais importante de reter da corrida é que parece que a Mercedes é, agora, a equipa mais rápida, o que irá ajudar Hamilton a vencer o campeonato. 50 pontos de vantagem é muita coisa, mas tudo pode mudar com uma desistência ou problema mecânico e Vettel vai estar sempre à espreita, para procurar o cada vez mais difícil Campeonato.

GRANDE PRÉMIO DA RÚSSIA

(foto: f1.com)

CAMPEONATO MUNDIAL DE PILOTOS

(foto: f1.com)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter