Hamilton segura mais uma vitória

Luís PereiraSetembro 18, 20183min0

Hamilton segura mais uma vitória

Luís PereiraSetembro 18, 20183min0

Lewis Hamilton está em plena forma! É o que tem de ser dito sobre a fantástica performance que o britânico teve durante todo o GP de Singapura. Antes do fim de semana e durante os treinos tudo apontava a um domínio dos Ferrari, mas Hamilton mudou completamente as regras do jogo.

Durante a qualificação Hamilton decidiu tirar os coelhos da cartola e fez uma perfeita e algo inesperada volta rápida para a pole position. A partir daí, saber-se-ia que a vitória estaria ao seu alcance, mas não se podia subestimar o andamento, este ano, superior dos Ferrari.

Só que na corrida, Hamilton voltou a ser Hamilton e dominou a seu belo prazer. Hamilton mostrou sempre o andamento que precisava, parecia, inclusive, que teria mais andamento no “bolso”, caso fosse preciso. Foi uma corrida longa, mas tranquila, que não teve um único momento de aperto para o Campeão do Mundo.

Atrás de si ficou Verstappen, que lutou muito com Vettel para ganhar esta posição, quer no arranque, quer na mudança de pneus. Verstappen usou o seu espírito combativo para sair das boxes e ficar milímetros à frente do piloto da Ferrari.

Vettel terminou em 3º e viu o fosso pontual ficar ainda maior. Depois de ter dito que a volta de qualificação de Hamilton tinha sido boa, mas não era imbatível, ficou no ar se Vettel teria assim tanto andamento no seu carro ou se estaria a fazer mind games.

Tendo em conta a estratégia de pneus mais macia e agressiva que a Ferrari utilizou, que nem assim levou o alemão a passar Verstappen, os comentários de Vettel deveriam ter sido apenas uma tentativa de pressão para Hamilton.

A luta pelo quarto lugar foi entre os “outros” pilotos das três equipas da frente, Bottas, Kimi Raikkonen e Ricciardo.  Durante esta luta, os três passaram a derradeira dezena e meia de voltas muitos juntos, em luta direta. Acabou por ser o piloto da Mercedes a levar a melhor, mas seguido de perto pelo seu compatriota.

Grande sétimo lugar para Fernando Alonso, que conquistou o lugar dos “vencedores do segundo pelotão”, depois duma corrida muito sólida, terminando bem na frente de Carlos Sainz, que o vai substituir na McLaren. A fechar o top 10 terminaram Charles Leclerc e Nico Hulkenberg.

Era suposto as duas últimas corridas terem sido dominadas pela Ferrari e Vettel, mas o vencedor em ambas foi Lewis Hamilton. Isso mostra o quanto nada está garantido na F1, mas mostra também o atual estado de espírito do inglês, que o está a fazer superiorizar-se aos restantes. Hamilton não tem cometido erros, ao contrário de Vettel, e por isso tem agora uma vantagem de 40 pontos.

As contas começam a ser muito favoráveis para Hamilton, mas ainda há muito por disputar. Hamilton pode estar preste a tornar-se no novo pentacampeão da F1, mas Vettel tem exatamente o mesmo objetivo e os erros do alemão podem ter servido para começar uma grande reta final de Campeonato.

GRANDE PRÉMIO DE SINGAPURA

(foto: f1.com)

CAMPEONATO MUNDIAL DE PILOTOS

(foto: f1.com)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter