Brasileirão 2019 – Antevisão

Rafael RibeiroAbril 30, 20196min0

Brasileirão 2019 – Antevisão

Rafael RibeiroAbril 30, 20196min0
É início de época no Brasil e as equipas despontam rumo ao estrelato. Depois de campeonatos estaduais, chegou a vez das equipas de todo o território se enfrentarem na principal competição nacional!

Como de costume, o Fair Play garante a antevisão do Campeonato Brasileiro para detalhar quais equipas brigam pelo título, quais conseguirão se classificar para competições continentais, e quais aquelas que terão em sua principal batalha a permanência na Série A.

Mesmo com a parada para a Copa América, que será disputada em solo tupiniquim, começamos em Abril de 2019 o Brasileirão deste ano, após os campeonatos estaduais terem fim. Diferente do ano de 2018, neste momento teremos o aclamado e polêmico VAR (árbitro de vídeo), que já foi testado em vários estados do país, desde a primeira rodada do Brasileirão, já que equipas e CBF entraram em acordo com relação aos custos da tecnologia.

Os que correm pela taça

Se em 2018 colocamos cinco equipas na corrida pelo título, este ano diminuímos a lista para quatro. Palmeiras e Flamengo se mantém na briga, desde 2017, e permanecem. Financeiramente equilibrados e com elencos recheados, as duas potências chegam novamente como favoritas. A equipa paulista conta com as chegadas de Ricardo Goulart, por empréstimo da China, e os extremos Felipe Pires (contratado junto ao Hoffenheim-ALE) e Carlos Eduardo (do Pyramids FC-EGI).

Já o Flamengo turbinou sua equipa com Gabriel Barbosa (empréstimo da Inter de Milão), Bruno Henrique (ex-Santos) e a principal contratação da pré-temporada, Giorgian De Arrascaeta (ex-Cruzeiro). O atual campeão carioca ainda trouxe Rodrigo Caio do São Paulo, e manteve nomes como Vitinho, Éverton Ribeiro e Diego Ribas. Porém, ambas as equipas, mesmo contando com excelentes nomes para um campeonato longo, não apresentaram um futebol convincente até agora. Assim como em 2018, o início ainda carece de melhorias por parte de Felipão e Abel Braga, respectivamente.

Palmeiras e Flamengo seguem como favoritos ao título no Brasil (Foto: César Greco/AG Palmeiras)

Além destes, Cruzeiro e Grêmio aparecem com boas chances devido ao ótimo trabalho de manutenção de suas peças. O Cruzeiro possui o treinador a mais tempo no cargo no Brasil, desde Julho de 2016 (curiosamente o primeiro treinador a receber cartão amarelo no Brasileirão, nova regra do futebol aplicada já este ano). Ao perder De Arrascaeta no meio campo, contratou Rodriguinho (ex-Corinthians que estava no Egito), o lateral esquerdo Dodô (por empréstimo da Sampdoria) e o extremo Pedro Rocha (ex-Grêmio que estava no Spartak Moscou).

O campeão mineiro faz dupla com o Campeão Gaúcho, o Grêmio, que por coincidência também mantém seu treinador há um bom tempo. Renato Gaúcho está a frente da equipa desde Setembro de 2016, e não por acaso faz junto com o Cruzeiro um bom trabalho de manutenção de elenco, e contratando pontualmente boas peças. Casos de Diego Tardelli (vindo da China) e Felipe Vizeu (ex-Flamengo que estava na Udinese). Ao contrário de Flamengo e Palmeiras, aparecem aqui por apresentarem futebol mais vistoso, com mais propostas ofensivas e variações de jogadas.

As chances de classificação na Libertadores

Inicialmente contamos com quatro vagas diretas na competição da América do Sul e mais duas nos playoffs antes da fase de grupos (São Paulo e Atlético Mineiro se classificaram desta maneira em 2018). E aqui citamos mais quatro equipas que podem brigar por estas vagas. O Santos merece destaque pelo excelente começo de ano executado por Jorge Sampaoli. Mesmo com poucos reforços, conseguiu imprimir seu estilo de jogo em pouco tempo e fez jogadores desacreditados voltarem a ter força na própria equipa. Casos de Jean Mota (eleito o melhor jogador do Paulistão 2019), Diego Pituca, médio defensivo presente na seleção do campeonato estadual e Derlis González, paraguaio contratado junto ao Dínamo de Kiev que também se adaptou muito bem.

O Internacional subiu muito bem da Série B para a Série A em 2018 e consolida sua fase em 2019. Chegando a final do Campeonato Gaúcho com o Grêmio, o Inter pode sonhar com a volta a Libertadores em 2020, ainda mais com o retorno de Guerrero, afastado do relvado por dopping, e da chegada do já identificado Rafael Sóbis, que surgiu para o futebol na equipa. Para fecharmos a lista, Athletico Paranaense (que poupa seus jogadores durante o início do ano pelo Campeonato Paranaense e se prepara diretamente para o Brasileirão) atual campeão da Copa Sulamericana, já está na Libertadores 2019 e pode ficar entre os seis primeiros do Brasil para 2020. O São Paulo, depois de uma virada de ano muito turbulenta, e a chegada do técnico Cuca, conseguiu subir de produção e chegar a final do Paulista. Jovens como Luan e Liziero (médios defensivos), o extremo Antony (todos da base são-paulina) além das contratações do médio ofensivo Hernanes e os avançados Pablo e Alexandre Pato fazem a equipa ter uma base sólida para o restante do ano.

Santos de Sampaoli e Inter de Odair Hellmann poderão estar nas primeiras colocações (Foto: Ricardo Duarte/SC.Internacional)

A fuga do rebaixamento e permanência na Série A

Da mesma maneira que nos anos anteriores, sempre colocamos as equipas que acabaram de subir de divisão como concorrentes para permanecerem na primeira divisão. Nesta ordem, Fortaleza, CSA, Avaí e Goiás foram as 4 equipas que subiram pelo Brasileirão Série B de 2018, e que automaticamente lutam pela permanência. O Fortaleza, inclusive, perdeu sua principal referência para o Corinthians. Gustavo (Gustagol) cresceu muito de produção a ponto de retornar ao time que o emprestou. Servindo de consolo, a equipa dirigida por Rogério Ceni levou o estadual Cearense contra o Ceará, e vem motivado.

Junto destas equipas, Botafogo e Vasco correm sério risco. As duas equipas cariocas sofrem de problemas administrativos, financeiros e obviamente desportivos. Ambas as equipas demitiram seus treinadores recentemente, (Zé Ricardo pelo Botafogo e Alberto Valentim pelo Vasco) mesmo que ainda precocemente, segundo muitos adeptos e analistas brasileiros. O Vasco chegou a definir Jorge Jesus como principal alvo, mas rumores apontam que o treinador português foi aconselhado a não fechar com a equipa (nem com o Atlético Mineiro, que também o sondou) e esperar por uma chance na Europa.

Rogério Ceni terá a missão de permanecer na Série A com o Fortaleza (Foto: Reprodução/Fortaleza)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter