Verão quente na Europa do basquetebol

Tiago MagalhãesJulho 27, 20206min0

Verão quente na Europa do basquetebol

Tiago MagalhãesJulho 27, 20206min0
Muitas e boas (outras nem tanto) novidades no basquetebol europeu, que para lá do retorno de várias ligas, já também o mercado mexe. Da Euroleague ao Turk Telekom, estes são alguns dos pontos mais importantes de referir no momento

Fenerbahçe e o fim da era Obradovic

Após sete temporadas ao comando dos turcos do Fenerbahce Beko, Zeljko Obradovic deixa o clube que levou ao título da Euroleague em 2017. O treinador sérvio fará assim um ano sabático para passar mais tempo com a sua família, pondo em standy by uma das carreiras mais condecoradas em toda a Europa de basquetebol com títulos em cinco países diferentes.

Para além da saída de Obradovic, alguns dos jogadores que marcaram o enorme investimento feito nas últimas temporadas também estão de saída como Gigi Datome, Nikola Kalinic, Joffrey Lauvergne, Derrick Williams e Koustas Sloukas.

A verdade é que, apesar do reportado, desinvestimento que irá acontecer esta temporada, os turcos já assinaram Igor Kokoskov como treinador e alguns reforços de renome como Edgaras Ulanovas (ex Zalgiris), Danilo Barthel (ex Bayern Munique) e Lorenzo Brown (ex Crvena Zvezda).

Sarunas Jasikevicius volta a Barcelona

Depois de várias temporadas em que o treinador lituano foi apontado ao FC Barcelona, o desejo finalmente concretizou-se para os catalães e Jasikevicius volta a uma casa que bem conhece, onde já foi campeão como jogador.

Depois de uma fase final “excecional” da Liga ACB onde o FC Barcelona partia como um dos favoritos e acabou por claudicar nos momentos decisivos perante o Kirolbet Baskonia, o clube promete continuar o forte investimento depois de contratações de luxo como Nikola Mirotic e Alex Abrines.

Pau Gasol é o nome mais sonante apontado ao clube, o que seria também um retorno a casa passados quase 20 anos desde a sua saída para NBA onde viria a ser a primeira escolha no Draft.

Olimpia Milano e o ataque milionário

Ettore Messina terá um plantel renovado para a próxima temporada e a reconstrução do mesmo começou com algumas saídas de jogadores influentes como Arturas Gudaitis (que reforça o Zenit St. Petersburg), Luis Scola (ruma ao Pallacanestro Varese), Nemanja Nedovic (assinou pelo Panathinaikos) e Amadeo Della Valle (que tem a sua primeira experiência em Espanha no Gran Canaria).

Porém, para quem julgava que estas saídas de jogadores importantes na rotação dos italianos seriam difíceis de colmatar, a equipa da Milão fez questão de ser uma das mais ativas no mercado de Verão até esta altura.

As contratações de Gigi Datome (Fenerbahce), Zach Leday (Zalgiris Kaunas), Kevin Punter (Crvena Zvezda), Malcolm Delaney (Barcelona) e Shavon Shields (Baskonia) são verdadeiras aquisições que podem potenciar esta equipa a mais um título italiano e à chegada a uma possível Final 4 da Euroleague.

Pablo Laso e a procura da fórmula secreta

O clube da capital espanhola tenta manter-se como a melhor equipa dos últimos anos a nível europeu, e apesar dos “blancos” serem uma das equipas mais estáveis e com menos trocas feitas nas últimas temporadas, este Verão parece ser ligeiramente diferente.

Até ao momento poucas foram as saídas confirmadas por parte do Real Madrid, sendo que apenas Jordan Mickey (contratação do Khimki Moscow), Mario Nakic (o jovem quer tempo de jogo e assina em Oostende) e, muito provavelmente irão perder, Nicolas Laprovittola. Klemen Prepelic, depois de uma temporada em que teve emprestado ao Joventut Baladona e onde se destacou, assinou em Valencia recentemente.

Para colmatar estas saídas, o Real Madrid reforçou-se com talento espanhol com o melhor jovem da Liga ACB da temporada passada em Carlos Alocen (Zaragoza) e também Alberto Abalde, num negócio com contornos poucos normais entre os madrilenos e o Valencia Basket.

Ante Zizic, jogador interior que representa os Cleveland Cavaliers, poderá ser o grande trunfo para este conjunto no novo ataque aos títulos.

A incerteza que paira em Atenas

No reino de Dimitris Giannakopoulos a palavra que impera é confusão, ainda mais do que é habitual para os lados de um dos clubes mais históricos da Europa de basquetebol. Rick Pittino deixará de liderar o clube e seu assistente, George Vovoras, será o timoneiro dos verdes na próxima temporada em todas as competições.

Com a incerteza que ainda é vivida na relação entre o Panathinaikos e o máximo represente da Euroleague Jordi Bertomeu, os gregos continuam a restruturação do seu plantel com algumas mexidas importantes até ao momento. O interior Ian Vogiouskas deixa o clube após três temporadas e Jimmer Fredette deverá ir pelo mesmo caminho depois de lhe ter sido pedido um corte de 50% do seu salário para a época que se avizinha.

Todavia, a grande perda do Panathinaikos para a próxima temporada está no seu líder Nick Calathes que numa movimentação surpreendente assinou pelo FC Barcelona, na maior bomba até ao momento do basquetebol europeu.

As chegadas de Howard Sant-Roos (CSKA Moscow), Lefteris Bochoridis (Aris Salonica), Nemanja Nedovic (Olimpia Milano), Zach Auguste (Galatasaray) e Marcus Foster (Hapoel Holon) são as primeiras movimentações dos “verdes”.

O quente mercado em toda a Europa

Virtus Bologna

O renascimento gradual de um dos clubes italianos mais históricos continua sendo que para a próxima temporada o orçamento passa de 15 milhões para 18 milhões, o que lhes dará uma maior margem para competir na Eurocup e, possivelmente, na Euroleague na temporada seguinte.

Num clube que já conta com a presença de Milos Teodosic, os italianos também já asseguraram Josh Adams (Unicaja Malaga), o internacional italiano Awudu Bass (Brescia) e Amar Alibegovic (Roma).

O grande rumor, que poderá chocar o basquetebol europeu, é a possível contratação de Nando de Colo, um dos melhores jogadores europeus da última década que representa o Fenerbahce atualmente.

Zenit St. Petersburg

O milionário clube russo continua a tentar várias movimentações para chegar perto dos seus grandes rivais russos e até ao momento já realizou algumas contratações que, certamente, não ficarão por aqui.

KC Rivers (Zalgiris), Billy Baron (Crvena Zvezda), Alex Poytress (Galatasaray), Arturas Gudaitis (Olimpia Milano) e Kevin Pangos (Barcelona), são nomes sonantes no mercado europeu e serão certamente um grande reforço para as trincheiras deste clube que irá participar na próxima temporada da Euroleague.

Valencia Basket

Depois de terem perdido o seu maior talento em Alberto Abalde que ruma ao rival Real Madrid, os espanhóis também não contarão na próxima temporada com Jordan Lloyd que se muda para o Crvena Zvezda, Maurice N’Dour e Brock Motum.

Os valencianos atacaram fortemente o mercado para subir o seu nível competitivo quer em Espanha quer na Euroleague e conseguiram verdadeiras contratações de luxo como Nikola Kalinic (Fenerbahce), Martin Hermannsson (Alba Berlin), Derrrick Williams (Fenerbahce) e Klemen Prepelic (Real Madrid).

Esta é uma das temporadas de maior investimento por parte deste clube e existe muita curiosidade em saber como irá correr esta transformação a nível competitivo.

Turk Telekom

Para os lados da Turquia, um “novo clube” quer entrar na luta entre os históricos deste país, com o Turk Telekom a ser muito ativo no mercado até ao momento.

O clube da capital turca já assinou Sam Dekker (Lokomotiv Kuban), Tyler Ennis (que tenta relançar a sua carreira) e Michael Eric (Baskonia), três contratações de um enorme peso para um conjunto que irá alinhar na Champions League.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter