Novak Djokovic, o grande mestre

André Dias PereiraAgosto 20, 20182min0

Novak Djokovic, o grande mestre

André Dias PereiraAgosto 20, 20182min0

Novak Djokovic tornou-se, este domingo, o primeiro tenista da história a conquistar os nove torneios Masters 1000. Frente a Roger Federer, o sérvio arrecadou o torneio Cincinnati, o troféu que lhe faltava. Esta foi, de resto, a sexta tentativa de Nolan para conquistar a prova. Nas cinco primeiras acumulou duas derrotas para Andy Murray e três para Roger Federer.

Djokovic precisou de dois set e 1h25 de jogo para quebrar a malapata. O sérvio defendeu bem os seus jogos. Na sétima partida do primeiro set conseguiu, enfim, quebrar o serviço a Federer, fechando o jogo por 6-4. O suíço respondeu no segundo set, quebrando o jogo a Djokovic. Só que Federer cometeu dupla falta e um erro não forçado. Fed esteve, nesse capítulo irreconhecível. No sétimo jogo chegou a estar a ganhar por 40-0 só que Djokovic conseguiu nova quebra de jogo e fechou, depois, em 6-4.

A sensação David Goffin

Neste torneio, Djokovic deixou para trás também Steve Johnson, Adrian Mannarino, Grigor Dimitrov, Milos Raonic e Marin Cilic. Destaque neste torneio também para o belga Davic Goffin. O belga chegou às meias-finais, onde foi afastado por Federer, após se retirar por lesão no braço. Saída inglória depois de afastar Juan Martin del Potro, Kevin Anderson, Benoit Paire e a sensação Stefanos Tsitsipas.

Vencedor de Wimbledon, Djokovic continua em ascensão no circuito depois de longa paragem por lesão. Este foi o 70º troféu de Nolan no circuito ATP. Com o US Open às portas, o sérvio parte como um candidato sério à vitória final. Federer, por seu lado, tem-se resguardado para os principais torneios. Em Cincinnati mostrou que continua fiável, mas acumula erros que, neste domingo, foram capitais. O US Open arranca no próximo dia 27.

A história escrita por Novak Djokovic nos Master 1000. Foto: Twitter ATP World Tour


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter