27 Abr, 2018

Denis Shapovalov, um meteoro no circuito ATP

André Dias PereiraMarço 12, 20182min0

Denis Shapovalov, um meteoro no circuito ATP

André Dias PereiraMarço 12, 20182min0

Denis Shapovalov saiu de cena de Indian Wells, que se joga até ao próximo domingo, na segunda ronda. O canadiano é contudo um meteoro no circuito ATP. E é o próprio que lembra que há um ano jogava Challangers e estava fora do top-200. Hoje é o 44 do mundo, com capacidade de surpreender qualquer um. Que o diga, por exemplo, Rafael Nadal.

Aos 18 anos de idade, o canadiano jogou um torneio Masters 1000, acabando eliminado por Pablo Cueva (7-6 e 6-4). A irregularidade e os erros em alturas decisivas foram determinantes. Na ronda inaugural vencera Ricardas Berankis.

“As coisas estão a sair-me muito bem nos últimos meses. Não me vejo favorito em nenhum jogo. No entanto, sou jovem em torneios deste tipo e há muitos jogadores experientes. Vou para os encontros com muita confiança e acreditar que posso vencer qualquer um”, disse o Shapovalov.

De facto, o canadiano atravessa um bom momento de forma. Este ano já atingiu as meias-finais do torneio norte-americano de Delray Beach. Em Acapulco derrotou, também, Kei Nishikori. O impacto de Shapovalov começou quando, o ano passado, derrubou Rafael Nadal nos quartos de final do torneio de Montreal.

Shapovalov lidera Canadá à primeira Taça Davis juvenil

Nascido em Israel, mas filho de pais russos, Denis Shapovalov começou a jogar ténis com apenas 5 anos de idade. O apoio familiar foi tal, que a sua mãe abriu um clube de ténis para o ajudar nos treinos. E foi já em Outubro de 2013 que o canadiano venceu o seu primeiro título júnior. Aconteceu em Burlington, nos EUA, feito que repetiria no ano seguinte.

O ano de 2015 foi o mais impactante do seu percurso juvenil. Alcançou a segunda ronda no Australian Open, e a terceira em Wimbledon e US Open. Em duplas conquistou, juntamente com o compatriota a Félix Auger-Aliassime, o título do US Open. Os dois tenistas e Benjamin Sigouin venceram também, nesse ano, a primeira Taça Davis juvenil da história do país. Por fim, em 2016,  Shapovalov foi campeão do torneio Future de Weston, nos EUA.

Agora, entre graúdos, o canadiano está a começar a construir a sua história. Jogo a jogo, competição a competição. Actualmente é 44 do mundo, mas o mais provável é continuar a galgar posições no ranking. Até onde vai este meteoro é a questão.

 

Os melhores pontos de Denis Shapovalov em 2017


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter