Verstappen vence corrida espetacular no Brasil

Luís PereiraNovembro 18, 20194min0

Verstappen vence corrida espetacular no Brasil

Luís PereiraNovembro 18, 20194min0

Max Verstappen foi o vencedor do GP do Brasil, uma corrida que forneceu alto espetáculo em pista. Verstappen mostrou um nível altíssimo durante toda a corrida, conseguindo-se impor ao recém campeão do mundo, Lewis Hamilton.

Verstappen começou a mostrar que estava no Brasil parece vencer logo na qualificação, ao conseguir a pole, deixando para trás tanto Vettel como Hamilton. O holandês não estaria desposto a perder a sua vantagem logo no arranque, e foi o que fez.

No arranque, apesar do bom arranque de Hamilton e Vettel, Verstappen fechou a porta e não deixou que nenhum o ultrapassasse, deixando Hamilton e Vettel a lutar pelo segundo posto.

Hamilton, sempre interessado na vitória, não se queria ficar pelo segundo lugar. Hamilton não só é novamente campeão, mas gosta sempre de se mostrar no Brasil, por ser a terra natal do seu ídolo, Ayrton Senna.

Por isso, o hexacampeão do mundo tentou forçar o seu ritmo, e parou mais cedo para sair das paragens à frente de Verstappen, só que o holandês parecia voador, ultrapassando logo de seguida Hamilton. O britânico não se deixou ficar, lutando e voltando a passar Verstappen, mas o piloto da Red Bull mostrou que desta vez seria o seu dia, passando Hamilton pela segunda e ultima vez.

A partir daí Hamilton não conseguiu aproximar-se mais de Verstappen, precisando de que algo fosse acontecer para conseguirem chegar à vitória. E foi isso mesmo que aconteceu, uma falha do motor Mercedes de Bottas.

Bottas andava a lutar pela quarta posição, com Vettel e Albon, mas o motor Mercedes deu o melhor de si, o que trouxe o safety car. A estratégia da Mercedes para bater Verstappen era fazer o contrário do que Verstappen fosse fazer, neste caso, parar nas boxes, ficando Hamilton na frente, no recomeço da corrida.

(foto: formula1.com)

Só que durou pouco, logo no recomeço Vertappen voltou a ultrapassar Hamilton, deixando inclusive o inglês à merce de Albon e dos Ferrari. Só que o safety car também levou a que os Ferrari ficassem bem perto, o que fez lançar foguetes.

Leclerc sentiu-se muito mais rápido do que Vettel, tentou ultrapassar, e na reta os pilotos tocaram-se, acabando a corrida de ambos os Ferrari! O pior cenário possível para a Ferrari.

Isso levou a outra saída do safety car, e desta vez a Mercedes mandou parar Hamilton, ficando atrás de Albon e Gasly. Hamilton, com borracha nova, estava bem mais rápido, passou Gasly, mas enquanto tentava passar Albon, bateu no Red Bull, destruindo a corrida do piloto da Red Bull. Hamilton assumiu as culpas pelo incidente, sendo mais tarde penalizado, o que faria com que o Hamilton terminasse a corrida em sétimo lugar.

Todo este espetáculo não só fez a vitória de Verstappen parecer ainda mais imperial, como também promoveu estreias, com Gasly a ficar em segundo, pela Toro Rosso. Foi a primeira vez de Gasly no pódio, e conseguiu-o na equipa para o qual foi despromovido, provando que ainda está bem vivo.

Outra estreia foi para Carlos Sainz. O espanhol da McLaren tem feito uma temporada de enorme qualidade, muitas vezes o “melhor dos restantes”, mas nesta corrida Carlos Sainz arrancou da última posição, mas o seu andamento e apenas uma paragem fizeram-no terminar no pódio, a sua estreia, e primeiro pódio da McLaren desde 2014.

No geral foi uma corrida espetacular que elevou o nível por os pilotos sentirem que já não há pontos do campeonato a serem perdidos, o que os deixou mais livres de lutarem e darem tudo em pista. A F1 só tem mais uma corrida este ano, desta vez em Abu Dhabi.

GRANDE PRÉMIO DO BRASIL

(foto: fia.com)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter