A Fórmula 1 está prestes a voltar, mas o que esperar?

Luís PereiraJunho 29, 20202min0

A Fórmula 1 está prestes a voltar, mas o que esperar?

Luís PereiraJunho 29, 20202min0

A Fórmula 1 está prestes a voltar, com a primeira corrida a ser no próximo 5 de julho, na Áustria. Mas o que se pode esperar deste regresso da F1 em tempos tão conturbados?

A primeira preocupação vai ser ver como o COVID-19 irá afetar o regresso da competição. O primeiro efeito que se irá notar será da falta de adeptos nas bancadas. Serão corridas com um ambiente diferente, mais parecido ao que os pilotos costumam sentir quando estão em testes.

Outro aspeto a ter em conta, serão os casos positivos que poderão vir a aparecer. Espera-se que não seja o caso, mas caso aconteçam, poderá colocar muitas equipas em risco, risco de ter muito staff em isolamento.

Com um calendário mais curto do que esperado, e ainda sem se saber a sua real dimensão, será interessante saber de que forma o campeonato será disputado. Quando o campeonato é mais curto os erros pagam-se mais caros, já que não existe tanta hipótese de recuperação. Será por isso importante os pilotos conseguirem aproveitar ao máximo todos os pontos que conseguirem.

Não serão apenas os pilotos com pouca margem para erros! Menos tempo de competição e num ano significativamente difícil, as equipas não têm tantas soluções para fazer evoluir os seus monolugares como em anos anteriores. Será então decisivo que os melhoramentos que as equipas fabricam sejam realmente eficazes em pistas.

Além disso as equipas ainda vão lançar-se para uma competição que não se sabe exatamente quando irá terminar. Deixando a equipas a adivinhar quantos componentes vão poder utilizar, quando será a altura certa de fazer alterações, ou quais as melhorias que serão permitidas.

Apesar disto, de certa forma prevê-se que possa vir a ser uma temporada estranha, mas excitante.

Com mais incógnitas haverá, seguramente, mais surpresas. Os pilotos também eles devem sentir-se ansiosos, já que nunca ficaram tanto tempo sem competir. Também se espera que as equipas corram mais próximas umas das outras, já que não haverá tanto espaço de manobra para as equipas mais ricas desenvolverem tanto os seus monolugares.

Até no próprio seio da F1 não se terão certezas de como todo este retorno à competição irá decorrer, o que deixa uma excitação no ar, mas também um receio, porque o perigo de uma segunda vaga do vírus é real, o que iria deitar esta temporada por terra.

Uma coisa é certa, a F1 vai voltar! Falta saber é até quando e esperar que tudo corra bem.

 

 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter