Diamantes em duplicado: Filipe Soares e Francisco ‘Ferro’ em análise

Daniel CarvalhoNovembro 25, 20184min0

Diamantes em duplicado: Filipe Soares e Francisco ‘Ferro’ em análise

Daniel CarvalhoNovembro 25, 20184min0
Em semana de Taça de Portugal, é tempo de olhar para 2 jovens em destaque na Ledman. Jovens estes com idades diferentes, com caraterísticas diferentes, com posições diferentes, mas com algo em comum: a qualidade individual.

Estes jovens craques têm aproveitado os bons momentos das suas equipas no campeonato para se valorizarem e elevarem o seu futebol. Obviamente, são também eles um contributo significativo nos bons resultados das suas formações.

Assim sendo, neste artigo iremos analisar, por um lado, um autêntico muro defensivo que mais tarde ou mais cedo irá estar ao mais alto nível na Liga NOS e, por outro, um jovem jogador que está agora a começar a dar os primeiros passos como profissional, mas que não tardará em assumir palcos superiores.

De quem estamos nós a falar? Filipe Soares do Estoril Praia e Francisco ‘Ferro’ Rodrigues do Sport Lisboa e Benfica. Vejamos o percurso de um e de outro, nesta temporada.

Filipe Soares (19 anos) – Estoril Praia

Numa fase muito prematura do mercado de Verão o Estoril Praia anunciava a contratação de uma das joias do Sport Lisboa e Benfica: Filipe Soares.

Na perspetiva de voltar rapidamente à Liga NOS, o Estoril tornou o mercado na sua prioridade, onde tentou balancear jovens internacionais com jogadores habituados ao nível competitivo da Ledman. Dessa receita, saiu Filipe Soares (irmão de Alex Soares, antigo jogador do Marítimo) internacional português sub-20 que construiu todo o seu percurso de formação no Sport Lisboa e Benfica. Nascido em 1999, tudo indicava que esta iria ser uma aposta de futuro dos canários e não um trunfo imediato.

Tal como em tantas outras vezes, o futebol prega-nos rasteiras e Filipe Soares tem sido um autêntico motor no meio campo do Estoril, valência essa que lhe tem garantido a titularidade desde o início do campeonato até à data. Elegante como poucos na saída de bola a partir da zona mais recuada do terreno, quase sempre inteligente a sair de momentos de pressão e consegue ainda ser decisivo em momentos de finalização, contando já com 2 golos e 2 assistências em todas as competições.

De destacar a sua exibição em Alvalade no jogo em que tirou José Peseiro do comando técnico dos leões, após vitória do Estoril por 2-1. Filipe Soares colocou o seu nome na ficha de jogo com uma assistência para golo.

Muitas vezes, o grande obstáculo dos jovens jogadores é a regularidade exibicional, querendo isto dizer que o momento atual de Filipe Soares não tem carimbo de garantia futuro. Uma coisa é certa: a qualidade deste menino não engana; se a regularidade exibicional, acompanhado de bons índices físicos forem a prioridade do médio português, não existirá maneira de o segurar na Ledman.

O vídeo que se segue demonstra bem o porquê do Estoril Praia ter assegurado a sua contratação logo no começo deste último mercado:

Francisco Ferreira (21 anos) – Sport Lisboa e Benfica ‘B’

Uma cara já bem conhecida dos adeptos do Sport Lisboa e Benfica é Francisco Ferreira, também conhecido por ‘Ferro’. O jovem central português já há muito que é desejado pelos adeptos dos encarnados para fazer dupla com Ruben Dias no centro da defesa, tal como acontecia há duas épocas atrás, antes do atual número 6 benfiquista ter sido chamado à equipa principal.

Desde essa subida, foi Ferro quem ficou com responsabilidade de envergar a braçadeira de capitão dos ‘B’. O rótulo de patrão de defesa assentou que nem uma luva no defesa-central internacional pelas seleções jovens. O legado de Rúben Dias não aparentou pesar nas costas do central natural de Oliveira de Azeméis e o seu futebol foi sobressaindo ao sabor da sua maturidade e capacidade de liderança.

Nas camadas jovens, destacou-se várias vezes pelas suas notas escolares de excelência e disciplina exemplar, tendo merecido o reconhecimento da direção do Benfica. Desde essa altura, vemos um defesa-central com uma capacidade técnica acima da média para a sua posição, muito forte no jogo aéreo e muito rápido no ataque à recuperação pela posse de bola. Em termos posicionais, é cada vez mais um relógio suíço, sendo esta a característica que lhe permite estar muito perto do plantel principal encarnado.

Em época de crise no seio da defesa do plantel principal dos encarnados, Ferro é o homem pretendido para fazer dupla com Rúben Dias no setor mais recuado do Sport Lisboa e Benfica. Veremos se será possível ver esta dupla de centrais já no decorrer desta temporada.

Em baixo, no vídeo, vemos um movimento pouco habitual de Francisco Ferreira com um golo de fora de área:


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter