A situação das equipas para um possível retorno do Paulistão

Rafael RibeiroJunho 21, 20205min0

A situação das equipas para um possível retorno do Paulistão

Rafael RibeiroJunho 21, 20205min0
O futebol no Brasil vai, aos poucos, retornando suas atividades. Mesmo que de forma precipitada, muitos querem o retorno dos jogos e as equipas vão executando ações para garantir o mínimo de segurança na volta das atividades. No futebol paulista não é diferente.

Com muitas regiões do Brasil diminuindo suas restrições de confinamento no combate ao Coronavírus, os esportes (o futebol principalmente) entram em pauta para um possível retorno. Mesmo ainda com números alarmantes de infectados e mortos, interesses políticos e também institucionais (por parte de equipas) fazem com que o retorno dos campeonatos paralisados esteja bem próximo. No Rio de Janeiro, o Campeonato Carioca retornou nesta quinta-feira (18/06) com o jogo entre Bangu e Flamengo. Jorge Jesus e seus comandados marcaram o primeiro jogo pós paralisação pela pandemia e, seguindo muitas regras de segurança de saúde, venceram por 3-0.

Já em São Paulo, o passo de cautela é maior. O governador do estado, João Dória, estipulou o retorno dos treinos presenciais apenas para o dia 1 de Julho, irritando muitos dirigentes das equipas paulista, que gostariam de ter um retorno imediato às atividades. O Fair Play detalha aqui como as quatro principais equipas do estado estão tomando medidas para garantir a segurança dos envolvidos em um possível retorno do Paulistão, e em qual estágio estão neste processo.

Corinthians

A equipa do Corinthians anunciou recentemente que submeteu jogadores, comissão técnica e funcionários do clube aos testes do Coronavírus, entre os dias 18 e 19 de Junho. Mais de 190 testes foram feitos, sendo que oito jogadores apresentam resultado positivo, ainda que assintomáticos, além de cinco funcionários do staff. Estas pessoas ficarão afastadas das atividades em um primeiro momento, e serão novamente avaliados após 10 dias. Na próxima segunda-feira (22/06) 19 atletas se apresentarão no Centro de Treinamento para retirada de materiais esportivos e de proteção, para iniciar o cronograma imposto pela equipa.

Segundo a assessoria de imprensa, já no dia 23 (terça) a equipa está liberada para iniciar as atividades. Reuniões feitas com a Federação Paulista de Futebol, o Governo do Estado de São Paulo e os representantes das equipas, garantiram que há liberação para atividades antes da data tida como mais segura (1 de Julho), mesmo que não haja até o momento data específica para o retorno do campeonato. Os treinos serão fechados para a imprensa e sem acesso a pessoas não essenciais para o processo.

O Corinthians aplicou 190 testes, obtendo 8 resultados positivos em jogadores e 5 em funcionários (Foto: Reprodução/Corinthians TV)

Palmeiras

Da mesma forma que o rival, o Palmeiras anunciou em seu Twitter que também recebeu aval para retorno de atividades, seguindo um protocolo de segurança rígido para receber os jogadores. Um dia depois do Corinthians, ou seja, na terça-feira dia 23/06, o elenco irá se reapresentar para formalidades, além de avaliações físicas, fisiológicas e bioquímicas. Segundo o Palmeiras, quando houver atividade, ela dividirá os 30 atletas em dois grupos para treino em horários alternados, além de uma divisão de no máximo cinco atletas por vez no relvado.

Os testes foram realizados em 29 dos 30 jogadores (apenas Gustavo Gómez não havia sido testado), e os resultados ainda não foram divulgados. O que havia causado certa dúvida nos primeiros comunicados entre governo e Federação Paulista era a limitação da participação de pessoas com mais de 60 anos nas atividades. O treinador Vanderlei Luxemburgo possui 68, já considerada a idade de risco, e em um primeiro momento não poderia adentrar ao centro de treinamento. Porém, com o novo aval do governo e novas medidas, é provável que não haja nenhuma restrição.

Santos

O mesmo aconteceria com Jesualdo Ferreira, no Santos. Com 74 anos e idade de risco, o treinador teria atividades restritas neste retorno, porém é provável que se reapresente normalmente com os demais atletas. Os testes aplicados pela equipa foram todos feitos nesta sexta-feira (19/06), sem que os resultados fossem divulgados ainda. Foram 24 jogadores e 45 funcionários, sem a presença de Jesualdo, que teve seu teste feito em casa. O treinador, em sua coluna no jornal “O Jogo”, comemorou o fato das atividades serem retomadas em breve:

– Finalmente há uma luz ao fundo do túnel para as equipes do estado de São Paulo, como é o caso do meu Santos. Jogadores, treinadores, todo o staff, foram chamados para cumprirem com os protocolos das autoridades de saúde, nomeadamente à realização de testes, porque há, enfim, uma data para voltarmos ao trabalho: 1º de julho, se entretanto o número de casos não obrigar a um indesejável adiamento – escreveu Jesualdo.

O Santos divulgou imagens dos testes feitos nos atletas (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

São Paulo

Por fim, a equipa do São Paulo, que assim como as demais na cidade não executam atividades desde o início de março, também submeteu testes em jogadores e funcionários de quinta-feira (18) até sábado (20/06). Segundo o time, é provável que na terça-feira (23) tenha os resultados e comece a programar suas atividades. O São Paulo ainda não informou uma data específica, mas até a publicação do artigo, trabalhava com a data de 1 de Julho, mesmo que outras equipas já tenham se pronunciado.

As 16 equipas da primeira divisão paulista haviam combinado, em reunião anterior, que voltariam as suas atividades junto, para que não houvesse prejuízo desportivo a ninguém, portanto a tendência é que isto ocorra (mesmo que o Red Bull Bragantino já tenha voltado a atividades semanas atrás, por estar o no interior do estado, mas ter regredido desta medida). O tricolor paulista adaptou uma série de estruturas em seu Centro de Treinamento (na Barra Funda) e ainda diz que pode usar as instalações das categorias de base (em Cotia) se houver necessidade.

CT da Barra Funda já está preparado para receber os atletas de volta (Foto: Lance!)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter