Qual o trilho das equipas brasileiras na Libertadores de 2021?

Rafael RibeiroAbril 21, 20216min0

Qual o trilho das equipas brasileiras na Libertadores de 2021?

Rafael RibeiroAbril 21, 20216min0
Definidas as equipas para a fase de grupos da Libertadores da América 2021, o Fair Play mostra o caminho e as chances dos times brasileiros.

A Copa Libertadores da América está de volta em 2021 e já na fase de grupos, onde sete equipas brasileiras despontam para tentar conquistar a taça que, em 2020, ficou em mãos canarinhas. Na final entre Palmeiras e Santos, o alviverde levou a melhor e defende o título em um grupo equilibrado. Mas que outros grupos foram formados para este início de competição, e quais times do Brasil irão disputá-los? É o que o Fair Play detalhará abaixo.

Veja o webcast Ginga Canarinha do Fair Play.

Palmeiras, atual campeão do certame, Flamengo, Internacional, Atlético Mineiro, São Paulo, Fluminense, Grêmio e Santos, em ordem classificados através do Brasileirão de 2020, estarão na disputa da edição desta época. Santos e Grêmio porém, tiveram de disputar duas rodadas de qualificação para a fase de grupos, e enfrentaram equipas em rodadas eliminatórias. O Santos passou por Deportivo Lara-VEN (uma vitória por 2-1 e um empate em 1-1) e depois por San Lorenzo-ARG (vitória por 3-1 e empate em 2-2). Já o Grêmio foi eliminado nesta “Pré-Libertadores”, até passando por Ayacucho-PER (vitórias por 6-1 e 2-1) mas caindo para o Independiente del Valle-EQU (duas derrotas por 2-1), o que até acarretou na demissão de Renato Portaluppi.

Siga a página do Fair Play no Facebook.

Palmeiras (Grupo A)

Cabeça de chave do Grupo A, o Palmeiras enfrentará o Defensa y Justicia, Universitário-PER e Independiente del Valle (e poderia ter sido o Grêmio). Um grupo bem equilibrado onde, mesmo sendo o favorito, terá certas dificuldades ao longo das jornadas. Mesmo com resultados recentes ruins, como ter um mal desempenho no Mundial de Clubes FIFA, e ter perdido os títulos da Supercopa do Brasil para o Flamengo e a Recopa Sul-Americana para o Defensa y Justicia, o saldo de Abel Ferreira é muito positivo. Mesmo com protestos recentes do adeptos, mesmo que um tanto exagerados, a equipa é uma das favoritas para conquistar o bicampeonato.

Internacional (Grupo B)

O Inter estava no pote 2 do sorteio dos grupos, e terá o cabeça de chave Olimpia-PAR junto com Deportivo Táchira-VEN e Always Ready-BOL. A equipa de Miguel Ángel Ramírez já começou tropeçando contra o estreante Always Ready, perdendo sua partida por 2-0 fora de casa. Apesar do resultado, o grupo é o mais fácil para um time brasileiro, e a tendência ainda é a classificação do Inter para os oitavos de final. De qualquer forma, Ramírez precisará de uma mudança nos resultados recentes para fazer a equipa render o que pode, e deverá ir longe na competição.

Santos (Grupo C)

O Santos terá um trilho complicado a frente. O cabeça de chave é o Boca Juniors-ARG, um dos favoritos à competição, e ainda conta com Barcelona de Guayaquil-EQU e a altitude de La Paz do The Strongest-BOL. Ariel Holán é mais um dos estrangeiros treinadores no Brasil, e seu início na Libertadores não foi nada bom, já que perdeu na estreia para o Barcelona por 2-0 dentro de casa. Pela construção atual do time e o rendimento até mesmo no Paulistão, a equipa poderá demorar mais do que o esperado para melhorar seu futebol, o que coloca a classificação em risco.

Palmeiras e Santos fizeram a final da Libertadores em 2020, com vitória do Palmeiras por 1-0 (Foto: César Greco/Palmeiras)

Fluminense (Grupo D)

Em um grupo também complicado para o time das laranjeiras, o Fluminense estava no pote 3 e enfrentará o cabeça de chave River Plate-ARG, o Independiente Santa Fé-COL e o Atlético Junior Barranquilla-COL. A estreia contra o River deverá dar a medida do que o Fluminense poderá sonhar ao longo da competição, já que possui uma equipa formada por jogadores que chegaram recentemente, como David Braz, Abél Hernandez, Cazares, Manoel e Samuel Xavier, todos para serem comandados pelo também contratado recentemente, Roger Machado. Sob a experiência de Nenê, o time deverá sofrer para se classificar.

São Paulo (Grupo E)

Também cabeça de chave, mas do Grupo B, o São Paulo terá como equipas adversárias o Racing-ARG, Sporting Cristal-PER e Rentistas-URU. Um grupo menos complicado do que os demais brasileiros, tendo o favoritismo para a classificação ao lado do Racing. A equipa comandada recentemente por Hernán Crespo vem apresentando bons resultados tanto no Paulistão quanto em sua estreia na competição (vitória por 3-0 fora de casa contra o Sporting Cristal), aplicando rapidamente sua ideia de jogo, e poderá ser uma surpresa agradável, ainda que não seja um dos favoritos.

Benitez (ex-Vasco) foi eleito o melhor em campo, e Crespo aprovou a performance de Dani Alves e Reinaldo nas alas (Foto: Getty Images)

Flamengo (Grupo G)

Aqui temos mais um favorito, ao lado de Palmeiras, Boca e River. Cabeça de chave do grupo G, o Flamengo enfrentará no grupo a LDU-EQU (que complicou o São Paulo em 2020), o Vélez Sarsfield-ARG e Unión La Calera-CHI. Já na estreia da equipa de Rogério Ceni, uma vitória até que sofrida contra o Vélez, fora de casa, por 3-2. Arrascaeta e Gabigol continuam comandando a equipa, como foi no título de Jorge Jesus, e as chances do Flamengo ir longe são altas, mesmo que não tanto quanto a vez em que Jesus criou a base desta equipa, que estava em mais alto rendimento do que agora.

Atlético Mineiro (Grupo H)

O Atlético de Minas Gerais é a equipa que, mesmo não sendo apontada como favorita, a que mais tem chance de surpreender e ir até uma possível final, a levar em conta as caras contratações que fez até agora no mercado. O treinador Cuca, campeão pelo Atlético em 2013, terá nomes como Hulk e Nacho Fernández para a competição continental. Mesmo sem Victor, herói do título em 2013, guarda-redes que se aposentou recentemente, o Atlético tem grandes chances, mas a pressão já é grande devido a resultados ruins principalmente no campeonato mineiro em 2021.

Arrascaeta já foi o herói da vitória sobre o Vélez na estreia da Libertadores (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

E para você, quem será o campeão da Libertadores em 2021? Será uma equipa brasileira? O Fair Play acompanhará o desempenho das equipas e trará artigos sobre os jogos, além de edições exclusivas do webcast semanal Ginga Canarinha. Fiquem ligados!

 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter