Corinthians: eliminação precoce traz problemas no planejamento para 2020

Marcial CortezFevereiro 20, 20204min0

Corinthians: eliminação precoce traz problemas no planejamento para 2020

Marcial CortezFevereiro 20, 20204min0
A eliminação precoce do Corinthians na Copa Libertadores da América, ocorrida recentemente, com certeza trará sérios problemas para o planejamento do Timão para a época de 2020.

A equipa comandada por Tiago Nunes foi eliminada ainda na fase inicial, que precede a fase de grupos, após a vitória na segunda mão em casa por 2 a 1 frente ao Guarani do Paraguai. Apesar do resultado, a equipa havia perdido o jogo da primeira mão por 1 a 0 e, no compilado de resultados, não seguirá na competição. Para piorar ainda mais a situação, a derrota nessa primeira fase eliminatória também não dá ao Corinthians o direito de participar na Copa Sulamericana, a segunda principal competição continental da América do Sul. Sendo assim, restará ao Timão apenas o Campeonato Paulista, a Copa do Brasil e o Brasileirão.

As contas que comandam um clube

Mesmo com esse quadro, o técnico Tiago Nunes segue firme no comando do alvinegro. Os adeptos estão nervosos, a temperatura está alta, mas o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, não costuma demitir técnicos após vergonhosas eliminações: em 2011, em seu primeiro mandato como presidente, não demitiu o técnico Tite após eliminação para a colombiana Tolima, equipa até então desconhecida pela maioria dos brasileiros, também na fase inicial da competição. Andrés manteve Tite no comando técnico e o resultado final foi o título mundial um ano depois.

(Foto: Corinthians)

O prejuízo da eliminação, além do âmbito desportivo, é também financeiro. A Copa Libertadores em sua edição de 2020, irá pagar ao campeão um prêmio de 22,5 milhões de dólares estadunidenses. Para atingir esta cifra, a equipa vitoriosa terá que passar por todas as fases, cujos prêmios são os seguintes (em dólares estadunidenses):

Fase de grupos – 1 milhão por partida (total de 3 milhões para os mandantes nessa fase)

Oitavas de final – 1,05 milhão

4as – 1,5 milhão

Semifinal – 2 milhões

Final – 15 milhões para o campeão, 6 milhões para o vice campeão.

Em 2019, quando o Corinthians se classificou para a Libertadores, o clima era de festa. A equipa trocou o comando técnico e reformulou grande parte do elenco para a época 2020, visando justamente uma boa campanha na Libertadores. Vários jogadores foram negociados e outros chegaram, entre eles Luan, que veio do Grêmo e que custou aos cofres corintianos a bagatela de 5 milhões de euros, e Victor Cantillo, contratado junto ao Junior Barranquilla da Colombia por 3 milhões de dólares estadunidenses.

E o futuro?

No planejamento financeiro do Corinthians, a previsão era arrecadar no mínimo quatro milhões de dólares estadunidenses com a Libertadores (ou seja, chegar até às oitavas de final). Para compensar essa diferença, o clube terá que “subir a régua” nas demais competições. Por exemplo, no Campeonato Brasileiro a previsão inicial da diretoria era chegar no mínimo em sétimo lugar. Agora terão que rever esse posicionamento. Para equiparar a perda financeira, o Timão teria que chegar acima do terceiro lugar na principal competição nacional que inicia em maio. Outra alternativa seria chegar mais longe também na Copa do Brasil. O Corinthians e as demais equipas que disputam a Libertadores entram na Copa do Brasil somente a partir das oitavas de final, no final do primeiro semestre. No planejamento corintiano, não estavam previstas arrecadações acima dessa fase no torneio, então uma maneira de recuperar esse valor também seria seguir mais á frente na Copa do Brasil.

(Foto: Nelson Almeida – AFP)

Há ainda mais uma possível fonte de renda para cobrir esta lacuna. O jogador Pedrinho está em negociação com o Benfica, na ordem de quase 13 milhões de euros. Caso o jogador assine contrato com a equipa portuguesa, isso vai representar um ganho acima do orçamento previsto pela diretoria corintiana para a época 2020.

O momento não é para desespero. O Corinthians mudou sua filosofia de jogo com o técnico Tiago Nunes. Uma mudança destas não ocorre da noite para o dia. É preciso tempo e calma, principalmente por parte dos adeptos, para que as ideias do novo técnico, que já provou sua competência em equipas anteriores (vale lembrar que Tiago Nunes ganhou a Copa do Brasil em 2019, na qual eliminou o poderoso Flamengo), sejam implantadas no Timão. O ano está só a começar e ainda teremos muitos jogos e muitas emoções pela frente. Tranquilidade, cabeça no lugar e olhar pro horizonte – essa será a receita do sucesso para o Corinthians 2020


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter