Voleibol – Resumo das Olímpiadas de Tóquio 2020

Thiago MacielAgosto 12, 20217min0

Voleibol – Resumo das Olímpiadas de Tóquio 2020

Thiago MacielAgosto 12, 20217min0
O voleibol foi mais uma vez atração das Olímpiadas. E aqui neste artigo te mostro tudo que aconteceu de melhor e pior nos jogos de Tóquio.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio, assim como o voleibol, terminaram no último dia 8 de agosto em uma edição marcada por ineditismos antes mesmo de começar — foram os primeiros da história adiados em um ano, por causa da pandemia do coronavírus.

Apesar de não contar com o público, que sempre levanta o astral nos jogos de vôlei, as partidas foram muito bem disputadas. Tivemos várias surpresas e emoções. Um detalhe, a Rússia foi identificada nesses jogos pela sigla em inglês ROC (Comitê Olímpico Russo), no entanto identifiquei neste artigo como Rússia mesmo.

Voleibol de Praia nos Jogos Olímpicos

Torneio Feminino

As americanas April Ross e Alix Klineman derrotaram as australianas Mariafe Artacho e Taliqua Clancy por 2 sets a 0 – parciais de 21-15 e 21-16 – e ficaram com a medalha de ouro no torneio feminino de vôlei de praia dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Prata nos Jogos de Londres-2012 e bronze no Rio-2016, Ross tem agora uma medalha olímpica de cada cor. Já Alix vai ao lugar mais alto do pódio logo em sua estreia olímpica. As americanas fizeram uma campanha perfeita em Tóquio. Nos sete jogos, as novas campeãs olímpicas perderam um único set diante da dupla da Holanda.

Na disputa pelo bronze, na abertura da rodada, as suíças Vergé-Depré e Heidrich superaram Graudina e Kravcenoka, da Letônia, por 2 a 0 – parciais de 21-19, 21-15.

voleibol
april-ross-e-alix-klineman-comemoram-a-medalha-de-ouro

Torneio Masculino

O lugar mais alto no pódio no vôlei de praia masculino, nos Jogos Olímpicos de Tóquio, é da dupla norueguesa Mol/Sorum. A vitória na final sobre os russos Krasilnikov/Stoyanovskiy por 2 sets a 0, parciais de 21-17 e 21-18, confirmou o favoritismo.

Neste ciclo olímpico, em uma modalidade conhecida pelo equilíbrio, Mol e Sorum foram dominantes. Desde 2018, eles lideram o ranking mundial. Chegaram a ficar 22 jogos sem perder, contando os circuitos mundial e europeu.

O pódio em Tóquio foi completado pelos cataris Cherif/Ahmed. Na disputa pelo bronze, vitória sobre Plavins e Tocs, da Letônia.

Duplas Brasileiras

Um detalhe interessante, é que desde a estreia do vôlei de praia nos jogos olímpicos, o Brasil nunca deixou de conquistar uma medalha sequer. Nesses jogos o máximo que conseguiram foram chegar com uma dupla, masculina e feminina, até as quartas de final.

Voleibol de quadra nos Jogos Olímpicos

Torneio Masculino

Encerrada a fase de classificação do torneio olímpico de vôlei, na Olimpíada de Tóquio, tivemos a Polônia, no Grupo A, e Rússia, no Grupo B, terminando como líderes. Ficaram de fora Estados Unidos e Irã, derrotados em confrontos diretos por Argentina e Japão, respectivamente.

Nas quartas, Rússia e Brasil confirmaram o favoritismo e avançaram para as semifinais. Já França e Argentina, surpreenderam, e eliminaram a favorita Polônia e os atuais medalhistas de prata, a Itália, respectivamente.

Ao final do torneio masculino de vôlei nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Tivemos a vitória da França sobre a Rússia na decisão por 3 sets a 2, parciais de 25-23, 25-17, 21-25, 21-25 e 15-12. E com Ngapeth como protagonista. E assim, a modalidade passou a ter um campeão inédito. No pódio, a Argentina apareceu pela segunda vez em sua história, repetindo o bronze de Seul-88. Para o Brasil, o quarto lugar na classificação final marca a primeira ausência no pódio desde Atenas-2004.

Fato curioso é que assim como o Brasil, na Rio-2016, os franceses passaram em quarto lugar no grupo e se consagram medalhistas de ouro.

Torneio Feminino

Ao final da fase de grupos, Brasil, no Grupo A, e Estados Unidos, no Grupo B, terminaram como líderes. A Seleção Brasileira, inclusive, como a única invicta. China, que perdeu três jogos na primeira fase, deu adeus precocemente, fazendo da Coreia do Sul a única representante da Ásia nas finais.

Nas quartas de final, Sérvia e Estados Unidos não deram chances para Itália e República Dominicana, respectivamente. A Coreia do Sul voltou à disputa por medalhas, com a vitória da equipe dirigida por Stefano Lavarini, de virada, sobre a Turquia por 3 sets a 2. E fechando os confrontos o Brasil eliminou a Rússia por 3 x 1.

Os Estados Unidos derrotaram a Sérvia na primeira semifinal. Com extrema facilidade, as americanas venceram por 3 sets a 0, parciais de 25-19, 25-15 e 25-23. Na outra semi, o Brasil não tomou conhecimento das coreanas e também venceram por sets diretos.

Brasil e Estados Unidos decidiram os Jogos de 2008 e 2012. Em ambos, ouro para o Brasil. Para as americanas, era a chance de levar pela primeira vez o título no maior evento esportivo do mundo, vindo de duas conquistas contra as brasileiras pela Liga das Nações, em finais em 2019 e 2021. E elas não desperdiçaram, fazendo um jogo de total superioridade e sem dar chances às brasileiras, conquistaram o tão sonhado ouro olímpico. Na briga pelo bronze deu Sérvia, ao vencer a Coréia do Sul.

EUA – confirmaram o favoritismo

Adeus de Lana Ping

A China derrotou a Argentina na última rodada da fase de grupos, e o clima depois do jogo era de muita tristeza pela eliminação precoce da atual campeã olímpica, com as jogadoras chorando na quadra.

Também foi o momento de despedida da técnica Lang Ping, campeã olímpica em Los Angeles-84, como jogadora e no Rio-2016, como treinadora. Ao final do jogo a técnica comentou:

“Fiz meu trabalho, mas não foi suficiente. Obrigado a todos os fãs que estiveram ao nosso lado e não nos abandonaram. Adoro o meu trabalho e sinto que devo continuar. Mas estou tão cansada, que é hora de descansar. Temos muitos treinadores novos e mais jovens que podem liderar a seleção feminina no futuro”.

Conclusões

Em resumo, foi um torneio de altíssimo nível em todas as categorias, que só sentiu falta do público. Tivemos dois campeões inéditos no voleibol de quadra. Pra quem vai sentir falta dos jogos e não aguenta esperar até Paris-2024, fica ligado que em agosto e setembro temos o europeu de voleibol feminino e masculino. E aqui no site você acompanhará todos os detalhes.

O adeus de uma lenda para os chineses (Foto: Getty Images)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter