Porto Beach Rugby 2019: as EBRA Series na Praia Internacional do Porto

Francisco IsaacJunho 21, 20195min1

Porto Beach Rugby 2019: as EBRA Series na Praia Internacional do Porto

Francisco IsaacJunho 21, 20195min1
Se no Sul vai decorrer o Ericeira Beach Rugby, no Porto vamos ter o Porto Beach Rugby um dos torneios mais "antigos" da variante em Portugal. Vais acompanhar a etapa portuense?

Dia 22 de Junho de 2019 marca o início da época dos Beach Rugby em Portugal e começamos logo com dois torneios diferentes: o Porto Beach Rugby, inserido nas EBRA Series (a entidade que tutela os torneios oficiais da variante de 5), e o Ericeira Beach Rugby, um dos mais históricos eventos dos areais portugueses.

Antes de começarmos a falar sobre o evento a realizar nos dias 22 e 23 de Junho na Ericeira, é necessário apontar que não há circuito nacional de Beach Rugby definido para 2019, mas o Fair Play fará uma contagem de pontos entre os torneios da variante existentes neste ano e no final lançará o ranking nacional!

26 ANOS, 150 JOGOS E ETAPA DAS EBRA SERIES

O Porto Beach Rugby é um dos torneios “ancestrais” da variante e que teve o seu pontapé ou, melhor, ensaio de saída em 1993 pela mão do director da organização actual, Nuno Gramaxo, com Henrique Rocha e Vera Roquette. Desde então o torneio passou por vários momentos, desde de uma etapa-rainha do Circuito Nacional de Beach Rugby para o cair no esquecimento que só durou até 2014 altura em que o torneio voltou a ganhar forças e passou até a integrar no calendário das EBRA Series.

Perante esta história e contraste de um passado rico e importante para o Rugby Português que a etapa portuense volta a marcar presença no Circuito Europeu da EBRA, conseguindo ter dentro da competição senior masculina e feminina um total de 18 equipas participantes, divididas por vários países como a Selecção da Letónia, as espanholas do Pinguinas Rugby Burgos, a Selecção de Curaçao.

A somar a esta presença de atletas estrangeiros no torneio, teremos também homens do “apito” de outras nacionalidades como da Argentina, Holanda ou Malta, provando que os torneios de rugby de praia conseguem captar um interesse forasteiro de alto nível.

Curaçao volta a estar presente nos torneios portugueses, depois de ter participado em 2017 e 2018, munido de um rugby pujante, rápido e bem divertido que mexe com as areias de uma forma intensa.

CANDIDATOS, EQUIPAS E MUITO MAIS

Contudo, não serão os grandes candidatos ao título de campeão do Porto Beach Rugby já que esse papel deve cair nas mãos do CDUL, uma das equipas mais experientes e dedicadas ao Circuito Nacional, campeã em 2017 e 2018 do Circuito Nacional da variante e com os olhos postos para consegui-lo de novo em 2019. Fisicamente um dos conjuntos mais difíceis de abater, impulsionado por uma forma de jogar dominante, fisicamente letal e com aquele capricho de mexer com os areais como poucos.

Na competição feminina não vamos ter nem SL Benfica ou o Sporting CP, abrindo caminho para que a lendária formação do Sport Rugby consigam chegar ao título, apesar de terem pelo caminho uma equipa “desconhecida” das Portugal Flowers, as Pinguinas Rugby Burgos (as equipas espanholas costumam ser aficionados pelo Beach Rugby) ou a equipa do CR São Miguel.

Ou seja, candidatos assumidos, CDUL e Sport, a “correrem” por fora Curaçau, Pinguinas ou CDUP (atenção ao conjunto masculino a equipa que compete na Divisão de Honra, que apresentará artilharia pesada, como os Macedo, Figueiredo ou Rodrigues) e isto só nos masculinos, pois durante todo o fim-de-semana vão ter lugar competições juvenis que começam dos sub-8 aos 16 e ainda um torneio de veteranos (duas equipas do CDUP, outra equipa portuense e ainda uma Private Team, desconhecida e misteriosa), tudo a acontecer entre os dias 22 e 23 de Junho na Praia Internacional do Porto.

Os jogos começam sábado às 11h30 e vão até Domingo às 18h45 com a realização da final da Cup, a principal taça do torneio e que vai dar pontos valiosos na luta pelo EBRA Series (uma equipa só está qualificada para o Ranking se participar em pelo menos em dois torneios da instituição que gere todo o rugby de praia), naquilo que tem dado um chamariz importante a esta etapa do rugby português de praia.

Recapitulando… séniores masculinos: CDUL, SL Benfica, CDUP, Sport Rugby, Curaçao, APJR, Braga Rugby, CR São Miguel, Agrária e Sunfox; séniores femininos: Sport Rugby, Portugal Flowers, Selecção Letónia, Pinguinas Rugby Burgos, CR São Miguel, Tondela Rugby, Agrária, Algarve Sharks; formação: Sport Rugby, Sport Porto, ERP, Braga, CDUP, Dutch Barbarians, ER Trofa, GRUFC, MRC Bairrada, ER São João da Talha, RC Santarém, Cercarte, CDUP (divididos pelos sub-16/14/12/10/8/6).

E prémios? O Prize Money final está à volta dos 1500€ que será dividido para o vencedor e finalista tanto sénior masculino como feminino, dando aqui uma motivo atractivo importante mas não decisivo, já que o que interessa em definitivo neste Porto Beach Rugby é participar e dar imagem forte que a variante de praia em Portugal tem lugar de tal forma que vamos ter duas etapas a decorrer ao mesmo tempo em diferentes locais, com várias escolas e clubes de rugby a marcar presença com jovens atletas que vão desde os 6 anos até aos 60 e muitos.

O Porto Beach Rugby começa dia 22 de Junho às 11h30 na Praia Internacional do Porto, celebrando também com uma exposição sobre as 26 edições deste evento que marca a agenda desportiva da cidade do Porto!

Foto: Porto Beach Rugby

One comment

  • Nuno Gramaxo

    Julho 2, 2019 at 8:48 am

    Foi há 26 anos na cidade do Porto que nasceu o Beach Rugby !!!!!

    Reply

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter