A bola oval regressa em força mas a máscara está colocada!

Helena AmorimJulho 31, 20204min0

A bola oval regressa em força mas a máscara está colocada!

Helena AmorimJulho 31, 20204min0
Helena Amorim traz-nos notícias da bola oval e explica o que se vai passar no Hemisfério Norte e Sul, sem esquecer o retorno do campeonato português!

Após 4 a 5 meses de paragem, expectativas e depois do retorno do Super Rugby alterado de modo a comportar a nova realidade, começa a sentir-se o burburinho,o frenesim de um recomeço mais ou menos generalizado da modalidade desportiva.

Novidades, notícias, retoma, em vários quadrantes, começa-se a tentar dar resposta a esta crise pandémica, de modo a tentar resgatar um pouco da normalidade.

Começando pelas senhoras, a Premier 15 da Inglaterra, retomou o ponto 1 de treino, o treino de condicionamento individual, com a implementação neste mês de Agosto de um programa virtual de desenvolvimento profissional contínuo para treinadores e staff. Fala-se também num alargamento às equipas galesas e escocesas.

A Federação Francesa também já delineou calendário feminino: 6 de Setembro, quatro grupos de quatro equipas começam a fase inicial. A diferença estará no objectivo de apenas contar com 12 equipas para 20/21, onde 4 equipas perderão a categoria ao finalizar o torneio, cuja final será em Maio. Lille, Lons Béarn Pyrénées, Montpellier, La Valetta, Stade Toulousain, Stade Rennais, Stade Français, Rouen, Chilly Mazarin, Bayonnaise, Blagnanc, Lyon, Stade Bordelais, Romagnat, Grenoble e Bobigny 93 são as equipas Francesas a disputar o torneio.

O Seis Nações feminino e masculino irão retomar (o masculino tinha 4 jogos em falta e o feminino 6) com a Inglaterra na frente de ambas as competições – nos masculinos está à condição, em virtude da Irlanda ter um jogo a menos.

A novidade maior está na criação de um torneio que poderá ser caso isolado para este ano: as equipas do Seis Nações juntar-se-ão a Japão e Fiji (sediados na Europa), de modo a ter uma competição capaz de substituir os jogos internacionais de Outono e gerar alguma receita útil num ano de enormes quebras. As principais selecções do Hemisfério Sul não virão à Europa e a sensação Japão e a exuberante Fiji, poderão dar um flair diferente. Compreende-se que é um ano atípico e com medidas excepcionais mas a Geórgia deve estar a coçar a cabeça e a questionar-se em relação ao seu futuro na Europa.

Assim, nas últimas duas semanas de Outubro, jogar-se-ão os embates em falta para concluir o Seis Nações e a 14 de Novembro, espera-se que seja então o início do designado Oito Nações. Formar-se-ão dois grupos: Gales, Irlanda, Inglaterra e Fiji e França, Escócia, Itália e Japão.

O Rugby Championship terá início a 7 de Novembro e vai até 12 de Dezembro, sediado num só país, que deverá ser a Nova Zelândia!

A nível nacional, a Divisão de Honra já viu o seu calendário definido com início a 26 e 27 de Setembro num modelo de três grupos. Grupo A: Belenenses, AAC, São Miguel e Cascais. Grupo B, CRAV, Técnico, CDUL e CDUP e grupo C com Benfica, Direito, Montemor e Agronomia.

Nos Sevens, as primeiras duas rondas da 10ª série do torneio mundial de sevens, a realizar-se em Novembro e Dezembro no Dubai e na Cidade do Cabo foram cancelados.

A Premiership masculina retomará a sua 14ª jornada no dia 14 de Agosto. A última jornada realizou-se a 8 de Março com os Exeter no topo da tabela com 45 pontos, seguidos a cinco pontos de distância pelos Sale Sharks e a 7 pelos Bristol Bears. Haverá os seguintes jogos: Saints- Wasps, Worcester-Gloucester, Bears-Saracens, Exeter-Leicester, Bath-London Irish e Quins-sale.

Leicester vai ter agora Steve Borthwick nos comandos de modo a regatar a equipa do 11º lugar e depois de ter visto 6 jogadores seniores a saírem por não aceitarem cortes salariais na ordem dos 25%. Um desses jogadores foi Manu Tuilagi que representará os rivais directos, os Sale Sharks. Em compensação Nemani Nadolo poderá ser uma mais valia importante para a equipa verde e vermelha.

A Guiness Pro 14 deverá retomar a 21 de Agosto com derbies back to back, com Zebre e Treviso a iniciarem as hostilidades. Os únicos embates que não se irão realizar são os que envolvem os Cheetahs e Southern Kings – ainda por confirmar. Depois desta fase, passarão à disputa de meias finais e uma final, num formato de fim de época condensado. Na conferência A, Leinster seguia isolado com 61 pontos após 13 jornadas e na conferência B, Edimburgo seguia em primeiro com 47 pontos, seguido de perto pelo Munster com 45.

Uma novidade avulsa: Augustín Creevy anunciou a saída dos Jaguares para ingressar nos London Irish. Será a sua 5ª equipa Europeia depois do Biarritz, Clermont, Montpellier e Worcester.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter