Grande Prémio da Grã-Bretanha: a vitória no photo finish!

João DuarteAgosto 30, 20193min0

Grande Prémio da Grã-Bretanha: a vitória no photo finish!

João DuarteAgosto 30, 20193min0
Realizou-se de 23 a 25 de Agosto a 12ª etapa de MotoGP, o Grande Prémio da Grã-Bretanha, no circuito de Silverstone. Alex Rins venceu a corrida com direito a photo finish. Miguel Oliveira foi derrubado por Johann Zarco, que acabou penalizado e acabou com a corrida para ambos.

Depois de 2 semanas os motores fizeram-se soar novamente, desta feita em Silverstone, na Grã-Bretanha.

No primeiro dia de treinos livres o piloto mais rápido foi o roockie francês, Fabio Quartararo, a realizar o melhor tempo na segunda sessão, deixando Marc Marquez a mais de 2 décimas.

Miguel Oliveira não foi além do 16º tempo na primeira sessão, mas na segunda foi 8º e dava bons sinais.

No segundo dia, Quartararo voltou a ser o mais rápido nas sessões livres, que juntamente com Valentino Rossi e Marc Marquez foram os únicos pilotos a conseguir rodar no 1’58”.

Oliveira infelizmente não conseguiu ir além da 12ª posição na sessão de treinos mais rápida, não conseguindo passar diretamente à segunda sessão de qualificação, onde estariam os pilotos mais rápidos.

Na sessão de qualificação Quartararo não conseguiu melhorar o seu tempo e foi apenas 4º lugar.

Quem somou mais uma pole position foi Marc Marquez, que deixou Valentino Rossi e Jack Miller, o segundo e terceiro lugares, respetivamente, a mais de 4 décimas.

Jorge Lorenzo apresentou dificuldades ao regressar de uma lesão na coluna, não estando ainda a 100% e qualificando-se apenas na 21ª posição.

O piloto português também não foi feliz e qualificou-se na 15ª posição, partindo da 7ª linha da grelha de partida, juntamente com Pol Espargaro e Johann Zarco, os dois pilotos de fábrica da KTM.

Logo a abrir a corrida, Fabio Quartararo que era 4º na altura caiu e Andrea Dovizioso não conseguiu evitar o choque com a mota do francês, sendo que os dois pilotos não chegaram a finalizar a primeira volta.

A 12 voltas do fim, Alex Rins que desde o início perseguia Marc Marquez, conseguiu ultrapassar o líder, mas não aguentou muito tempo na frente da corrida, com Marquez a retomar a dianteira facilmente.

Mais para trás Johann Zarco fazia uma manobra de tentativa de ultrapassem interior sobre Miguel Oliveira, mas acabaria por cair e provocar a queda de ambos. Uma manobra irresponsável do francês que lhe valeu e bem, uma penalização de 3 lugares na grelha para a próxima corrida. Já para o português seria o fim de mais uma corrida onde poderia lutar pelo top10.

A duas voltas do fim, a luta pelo 1º lugar intensificou-se com a aproximação de Alex Rins a Marc Marquez. Uma série de ataques e de ultrapassagens, em que Marquez mais cedo ou mais tarde acabava por regressar à liderança. Vinãles que seguia em terceira aproveitava para se aproximar.

Na última volta Rins mudou a estratégia e seguiu na roda de Marquez até à última curva, onde atacou, fazendo uma trajetória interior e garantindo a vitória da corrida, com direito a verificação no photo finish.

On the end line! (Foto: Crash.net)

O terceiro lugar seria Maverick Viñales que apesar da aproximação não conseguiu entrar nesta intensa luta pela 1ª posição.

No fim da corrida, Miguel Oliveira, apesar de desapontado com Johann Zarco, deixou uma mensagem de agradecimento aos fãs.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter