12ª etapa de MotoGP – GP da Grã-Bretanha

João DuarteAgosto 28, 20182min0

12ª etapa de MotoGP – GP da Grã-Bretanha

João DuarteAgosto 28, 20182min0
A 12ª etapa de MotoGP realizou-se na Grã-Bretanha, no circuito de Silverstone, de 24 a 26 de Agosto. A etapa ficou marcada pelo cancelamento das corridas das três categorias devido à chuva intensa.

Moto3

Na classe mais baixa, Tony Arbolino foi o mais rápido dos treinos livres, dando indicações de estar em bom plano e com a ambição de conquistar a sua segunda pole position.

Na qualificação, o espanhol Jorge Martin foi o mais rápido por apenas uma milésima, roubando a pole position ao seu compatriota Jaume Masia.

Moto2

Em moto2, Marcel Schrotter foi o melhor das sessões de treinos livres, tendo aproveitado as duas sessões com pista seca para realizar os melhores tempos.

Na qualificação o alemão não conseguiu manter o ritmo dos treinos livres e Francesco Bagnaia aproveitou para fazer melhor  e conquistar a pole position.

MotoGP

Na categoria principal Andrea Dovizioso entrou a todo o gás e fez o tempo mais baixo do fim-de-semana na pista britânica, realizado na segunda sessão de treinos livres.

Na qualificação foi o seu colega de equipa, Jorge Lorenzo, a conquistar a pole position, deixando-o na segunda posição a uma décima e meia. Mais uma vez as Ducatis estavam a dominar a pista.

Corridas canceladas

A chuva já se tinha feito sentir durante alguns treinos livres e durante a qualificação de MotoGP, mas no domingo veio para ficar e colocou em causa a realização da corridas das três categorias.

O início da corrida da categoria principal foi sendo adiada ao longo do dia devido à chuva intensa e à incapacidade de drenagem da mesma. Às 16h a direção de corrida, em conjunto os pilotos, decidiram em reunião o cancelamento definitivo da mesma.

Assim sendo, nenhum piloto das três categorias pontua nesta etapa e as contas do campeonato continuam iguais.

Miguel Oliveira

Para Miguel Oliveira o cancelamento da corrida foi, de certa forma, positiva, visto que iria partir da 8ª linha da grelha de partida, no 23º lugar e o seu rival directo, Francesco Bagnaia, iria partir da pole position.

Com sete etapas para o final do campeonato, Miguel Oliveira está a 3 pontos da liderança, sendo um claro candidado ao título de Moto2. Mas para isso tem de haver melhorias nas sessões de treinos livres e de qualifição, problema este que tem atormentado os pilotos da equipa Red Bull KTM Ajo.

Oliveira tem conseguido colmatar a desvantagem da sua mota relativamente à dos seus rivais com a sua experiência, mas será isso suficiente para conquistar o título?

Miguel Oliveira! (Foto: TVI24-IOL)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter