Treinar e ver um filme com as crianças… é possível?

Cláudia Espirito-SantoSetembro 12, 20192min0

Treinar e ver um filme com as crianças… é possível?

Cláudia Espirito-SantoSetembro 12, 20192min0
Sabes o que é um EMOM? A mentora do Crossfit no Fair Play oferece uma ideia caso estejas sem tempo para ir à tua box! Um WOD desafiante mas que vai te puxar até ao limite!

Com um tapete fofinho foi possível e um excelente desafio.  Quem se atreve?

No CrossFit de vez em quando temos umas ideias um pouco fora do baralho.  Às vezes passa por fazer 1000 subidas à caixa com um colete com peso.  Outras por fazer 500 burpees e outras ainda por fazer uma maratona de remo… porque o inusitado faz parte do nosso treino.

Eu nunca fiz uma maratona de remo.  Com 1,55m só de pensar em fazer uma meia maratona penso que seria melhor ser condenada a Alcatraz, quanto mais a maratona em si (atenção foi um dos WODs dos CrossFit Games no ano passado, e apesar de achar que ser uma tortura para os atletas e quem estivesse a assistir, dei por mim completamente vidrada no desafio).

Também nunca fiz os 500 burpees e depois de 3 meses sem treinar queria um desafio simples, diferente, que me permitisse estar a ver um filme com os meus filhos, e que no final me permitisse ter feito um bom treino.  Foi ai que surgiu a minha SUPER ideia de fazer um EMOM (every minute on the minute – a cada minuto) de 60 minutos de… 5 burpees por minuto.

Pareceu-me super fácil, exequível e até fiquei na duvida se não me ia aborrecer. Efectivamente os primeiros 15 minutos fazem-se muito bem, mas a partir dos 20 minutos tudo se torna mais complicado…

É um WOD com um único exercício mas que trabalha diversos grupos musculares, e, mo finalmente é um WOD que se faz bem durante um bom filme. Atreves.te a experimentar? Prometo que nos dois dias seguintes vai doer tudo!

Partilha aqui como correu… e se fores um craque não tenha problemas em decidir que vais fazer 8 ou 10 por minuto 🙂


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter