NCAA: As maiores rivalidades da história do College Basketball

Tiago MagalhãesDezembro 17, 20196min1

NCAA: As maiores rivalidades da história do College Basketball

Tiago MagalhãesDezembro 17, 20196min1
Duke vs North Carolina? Zona 2-3 vs Big Man? Auriemma vs Summitt? O College Basketball encontra-se cheio de rivalidades que possuem um lugar cativo na historia da modalidade. Vem descobrir mais, em mais uma parte desta serie sobre a NCAA e o basquetebol universitário nos USA.

O desporto norte americano tem características muito especiais, sobretudo no que toca ao que toca as universidades e as rivalidades que têm entre si em várias modalidades. Algumas das disputas são tão históricas que datam ao inicio do século XX e continuam a prolongar-se pela atualidade, sendo que as que destacamos contam com alguns dos melhores jogadores de sempre não só da NCAA mas também da NBA.

 

Duke x North Carolina

 

Rota? Tobbaco Road. Distância? Cerca de 15 quilómetros.

Esta é a pequeníssima distância que separa dois dos mais famosos campus do College Basketball e, sem dúvida alguma, a maior rivalidade de sempre na modalidade que tem proporções completamente inimagináveis para um fã comum.

Para que possam perceber minimamente a magnitude de cada partida entre os dois rivais, os estudantes de Duke tendem a ficar quase 2 meses acampados em antecipação por um bilhete e um lugar junto ao recinto de jogo, algo que já se tornou uma tradição celebrada e reconhecida pela universidade.

Entre o Cameron Indoor Stadium e Chappel Hill passaram jogadores como Michael Jordan, Vince Carter, Grant Hill, Shane Battier, entre outros e personalidades que marcaram o College Basketball mas que depois não conseguiram transportar todo o talento para a NBA como Tyler Hansbrough, Christian Laetnner e Jason Williams.

Porém, por muitos e bons atletas que tenham passado por estas duas equipas, as universidades serão sempre marcadas sobretudo por dois treinadores, Dean Smith nos Tar Heels e Mike Krzyzewski (não, não é um erro de escrita) dos Blue Devils.

Desde 1920, a primeira vez em que se encontraram oficialmente numa partida de basquetebol, as duas universidades já se defrontaram por mais de 250 vezes sendo que neste momento os “Azul Celeste” lideram o confronto direto.

Este ano, Vernon Carney e Cole Anthony serão os nomes mais sonantes em confronto e possíveis escolhas de lotaria no próximo draft da NBA.

 

Ambiente frenético no Cameron Indoor Stadium

Kentucky x Louisville

 

A rivalidade entre os Kentucky Wildcats e os Louisville Cardinals é reconhecida como a segunda melhor de sempre de College Basketball, sendo que para além de serem duas equipas com históricos muito ricos na modalidade, acarretam ainda mais o peso de um Estado completo nas suas costas.

Os Wildcats, actualmente liderados por John Calippari, são a universidade com mais vitórias de sempre no College Basketball, no que toca a parte masculina enquanto que os Cardinals fecham o top 10, sendo uma equipa bastante mais irregular nas Eras do basquetebol.

A universidade de Kentucky é reconhecida como uma das melhores a nível de recrutamento de jovens e, sendo assim, não é de estranhar que, alguns dos seus melhores jogadores apenas tenham ficado um ano no Campus, antes de partirem para a NBA. Jogadores como Anthony Davis, John Wall entre outros são os casos mais vistos nos últimos anos.

Do lado de Lousville os nomes, e de forma surpreendente, os nomes sonantes não abundam tanto, sendo que Wes Unseld foi um jogador histórico quer na NCAA quer na NBA, e depois nomes como Donovan Mitchell, Darrell Griffith e Gorgui Dieng são os que mais saltam a vista.

 

Indiana x Purdue

 

Por muito que toda a gente recorde a NCAA por outra rivalidade neste estado entre os Indiana State de Larry Bird e os Michigan State de Magic Johnson, a verdade é que a história mostra que Indiana e Purdue são os reais “senhores” do Estado.

Com mais de 200 partidas disputadas entre ambos, o score é claramente mais positivo a nível de vitórias para os Boilmakers, porém, quem conta com títulos na competição são somente os Hoosiers, com 5 na sua rica história.

A história da rivalidade fica muito marcada por uma das personagens mais célebres do College Basketball em Bob Knight. Um treinador conhecido pela sua personalidade extremamente efusiva, que teve um incidente em 1985 onde atirou uma cadeira para o centro do campo depois de ter levado uma técnica, tendo sido prontamente expulso do pavilhão, não sem antes levar uma, senão a maior, ovação de sempre registada no Assembly Hall.

 

Existe uma enorme relação entre o basquetebol e o Estado de Indiana

 

 

Syracuse x Georgetown

 

Possivelmente a maior rivalidade do College Basketball entre os anos 80 e 90, esta ligação dos Syracuse Orange e dos Georgetown Hoyas tem tido grandes nomes quer dentro do campo, quer em quem dirige o jogo fora dele.

Apesar de estarem na mesma conferência as duas equipas apenas disputaram 90 partidas entre si, com recorde positivo de 49 vitórias para os Orange, o que apesar de tudo não é totalmente revelador de supremacia.

Se formos pelos nomes que representaram cada universidade, os Hoyas possuem um contingente muito mais sonante com jogadores como Allen Iverson, Patrick Ewing e Dikembe Mutombo, entre outros jogadores interiores de enorme calibre. Se formos escolher pelo conteúdo táctico e por quem lidera as equipas, Syracuse fica a frente com Jim Boehiem, o segundo treinador com mais vitórias de sempre no College Basketball e a sua defesa zona 2-3, praticamente impenetrável.

 

Uconn – Tenneessee

 

Era impossível falar de rivalidades e não mencionar a maior de sempre do basquetebol feminino universitário, a da universidade de Connecticut Huskies com a universidade de Tenneessee Lady Volunteers.

22 partidas. Apenas 22 partidas foram disputadas entre estas duas universidades, mas nunca ninguém irá esquecer o quão importante foi Pat Summitt para a vertente feminina da modalidade, sendo a treinadora com mais vitórias de sempre (masculino e feminino) em toda a NCAA.

Não menos relevante, o papel de Geno Auriemma, que conseguiu um recorde que parece inquebrável num futuro próximo com 111 vitórias consecutivas com as Lady Huskies e uma dinastia que todos os anos parece não quer findar.

Sue Bird, Candice Parker, Diana Taurasi e um enorme leque de jogadoras que dividiram/dividem a sua carreira pela Europa e pela NCAA, fazem desta rivalidade algo inigualável e que nenhuma universidade consegue chegar perto.

 

As Volunteers com a saudosa Pat Summitt

One comment

  • Ricardo Guimarães

    Dezembro 18, 2019 at 9:26 am

    Muito interessante. Bom trabalho.

    Reply

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter