MLB: com pouco mais de um mês faltando, confira como está a corrida pela pós-temporada no beisebol

Felipe MartinsSetembro 3, 20217min0

MLB: com pouco mais de um mês faltando, confira como está a corrida pela pós-temporada no beisebol

Felipe MartinsSetembro 3, 20217min0
Felipe Martins analisa como estão as chances das equipas de formar a pós temporada do beisebol americano na MLB!

No dia 05 de outubro começa oficialmente a pós-temporada da Major League Baseball. A corrida pelo título é considerada um campeonato à parte, uma vez que é o que de fato vale alguma coisa – o troféu da Série Mundial. E faltando pouco mais de um mês para o fim da temporada 2021 da MLB, confira como está se desenhando a classificação para os playoffs!

Antes de analisar cada divisão, é importante lembrar quantas vagas existem. A liga contém 30 equipes (organizadas em duas conferências, com três divisões cada, contendo 5 times respectivamente), e 10 terão a chance de competir pelo anel de campeão – 5 da Conferência Americana, 5 da Conferência Nacional.

Os times com melhor recorde de vitórias e derrotas de cada divisão classificam automaticamente, como campeões da divisão. Além dos seis (três de cada conferência), as quatro equipes com o melhor recorde geral – ou os ‘melhores classificados’ fora os campeões – também garantem participação, por meio da repescagem (ou ‘wild card’). Os times que classificam pela repescagem se enfrentam em rodada de nocaute, jogo único. O vencedor avança e encontra os três campeões de divisão da própria conferência, para a chamada Division Series.

As séries de divisão são chamadas de ‘melhor-de-três’: em 5 jogos, avança quem vencer três primeiro. Os vencedores das séries de divisão avançam para disputar as finais de conferência – chamadas Championship Series -, compostas por ‘melhor-de-cinco’ em 7 jogos. Por fim, os campeões de cada conferência competem em uma nova série de 7 jogos, para ver quem se sagra o grande campeão da MLB.

LIGA AMERICANA – Divisão Leste

Considerada a divisão mais competitiva da MLB, a Divisão Leste da Liga Americana já tem desenhada as três equipes que disputarão a vaga. O Tampa Bay Rays, que representou a Liga Americana na World Series de 2020, passou boa parte da temporada correndo atrás do Boston Red Sox pela liderança da tabela, e depois que ultrapassou, se firmou no primeiro lugar. Dificilmente o Rays ficará de fora, uma vez que tem o melhor ataque de toda a liga e uma boa folga para o segundo colocado, New York Yankees.

Já a segunda posição está em aberto – Yankees e Red Sox estão separados por poucos jogos, e ainda se enfrentam antes do final da temporada. A equipe de Nova Iorque tem leve vantagem, mas demorou muitas semanas para conseguir se aproximar do rival de Boston. Existe uma grande expectativa, inclusive, que os fãs de beisebol prestigiem um duelo entre Boston Red Sox e New York Yankees no jogo único, que vale a vaga por repescagem.

Não dá para dizer que o Toronto Blue Jays não tenha mais chances, mas com 5 jogos de desvantagem para o terceiro colocado, é pouco provável que o time alcance algum louro em 2021. A equipe canadense teve bons momentos, mas demorou pra se impor e perdeu força. Baltimore Orioles, último colocado, briga apenas pelo primeiro lugar no draft de novos jogadores em 2022 – posto garantido ao pior recorde de vitórias e derrotas na temporada anterior.

LIGA AMERICANA – Divisão Central

Na Divisão Central da Liga Americana, praticamente desde o começo, o reinado do Chicago White Sox é absoluto. É praticamente certo que nenhuma equipe vá ameaçar a classificação e título do time de ‘Southside’, que está com 10 jogos de vantagem para o segundo colocado, Cleveland Indians.

Se considerarmos a classificação geral fora os líderes de divisão, o Indians tem 8 jogos de desvantagem para o Boston Red Sox, que neste momento é o segundo colocado do Wild Card da Liga Americana. E para trás de Cleveland, as equipes de Detroit, Kansas City e Minnesota têm dificuldade de engatar sequências de vitórias. Por lá, apenas Chicago deve representar a divisão nos playoffs.

Foto: AP/Adrian Kraus

LIGA AMERICANA – Divisão Oeste

Do outro lado do mapa ainda tempos a briga em aberto. Assim como na Divisão Leste, a Divisão Oeste da Liga Americana tem as três equipes definidas que devem disputar a classificação para os playoffs. O Houston Astros lidera com um pouco de folga, mas Oakland Athletics já engatou sequências vitoriosas durante o ano e tem força para repetir o feito.

O terceiro colocado é o Seattle Mariners, equipe com elenco jovem e em desenvolvimento. Neste momento são apenas 2 jogos de desvantagem para o Athletics, segundo colocado da divisão, e apenas 4 partidas atrás do Boston Red Sox na disputa pelas vagas de repescagem.

Já o Los Angeles Angels, que apresentou irregularidade durante todo o ano, dificilmente vai conseguir emplacar alguma coisa. Mesmo com elenco milionário e com dois dos melhores atletas da atualidade – Mike Trout, ainda machucado, e Shohei Ohtani, grande destaque da temporada -, a equipe da Califórnia vai amargar mais um ano longe dos playoffs. Texas Rangers segue na briga para ser o último colocado, mas tem boa vantagem de seis jogos para o Baltimore Orioles, da Divisão Leste.

LIGA NACIONAL – Divisão Leste

A outra conferência – chamada costumeiramente de Liga Nacional – tem disputa aberta na Divisão Leste, mas não necessariamente por domínio. Atlanta Braves, Philadelphia Phillies e New York Mets passaram o ano inteiro em campanhas irregulares, e é a divisão mais aberta em termos de classificação. Neste momento, apenas 4 jogos separam o terceiro colocado Mets do líder, Braves.

Washington Nationals foi uma das equipes a iniciar modo de reconstrução e, depois de trocar os principais nomes, apenas caiu na classificação. São 15 jogos de desvantagem para o primeiro colocado, e a temporada praticamente acabou para a equipe que foi campeã da temporada 2019. Miami Marlins tem apenas um jogo de desvantagem contra o Nationals, e também amarga uma provável temporada fora dos playoffs.

LIGA NACIONAL – Divisão Central

Assim como na Liga Americana, a Divisão Central da Liga Nacional tem uma equipe com larga vantagem para as outras. O Milwaukee Brewers se consolidou como melhor time da divisão e, com 10 jogos de vantagem para o segundo colocado Cincinnati Reds, provavelmente se garante nos playoffs.

A equipe de Cincinnati está se garantindo na pós-temporada por meio das vagas do Wild Card, a chamada ‘repescagem’. A vantagem é de apenas meio jogo para o San Diego Padres, mas o Reds vive um momento melhor. Esta vaga certamente será decidida na semana final.

O tradicional St. Louis Cardinals não está distante do Cincinnati Reds, mas sofre com irregularidades na campanha de 2021. Só está melhor que o rival Chicago Cubs, que neste momento está com mais de 22 jogos de desvantagem para o primeiro colocado. Pittsburgh Pirates nem entra em qualquer discussão sobre disputa.

Foto: AP/Aaron Doster

LIGA NACIONAL – Divisão Oeste

A outra divisão muito badalada da MLB é a Oeste da Liga Nacional, que tem dois dos melhores times da temporada. San Francisco Giants e Los Angeles Dodgers estão disputando a liderança jogo a jogo, após a equipe de San Francisco perder um pouco de força nos últimos jogos. O elenco caríssimo do Dodgers está ganhando ritmo, e a equipe chegou a momentaneamente assumir a liderança.

O San Diego Padres tem chances pelo Wild Card, mas mesmo badalado antes do início da temporada, está com 14 jogos de desvantagem – e a moral bastante baixa. A equipe até iniciou bem o ano, mas engatou sequências ruins e viu qualquer chance de vencer a divisão ser amassada pelos rivais californianos.

Colorado Rockies e Arizona Diamondbacks não chegaram a ter chances, e se preparam para mais um ano pífio. Se vale de algo, ambos os times terão boas escolhas no draft de novos jogadores – o que não é exatamente um louro, mas vale por não sair de mãos vazias.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter