MLB: A celebração de um dos maiores latinos do beisebol dos EUA!

Felipe MartinsSetembro 16, 20214min0

MLB: A celebração de um dos maiores latinos do beisebol dos EUA!

Felipe MartinsSetembro 16, 20214min0
Felipe Martins traz ao Fair Play uma interessante comemoração no mundo do beisebol americano, o Roberto Clemente Day!

A última quarta-feira, dia 15 de setembro, foi um dia de muita celebração em toda a Major League Baseball. A maior liga de beisebol do mundo tem no dia 15 a comemoração do ‘Roberto Clemente Day’, o dia de homenagens a Roberto Clemente. Muito pelos feitos em campo, mas maioritariamente pelo caráter humanitário, é fácil entender como Clemente se tornou um referencial para o esporte.

Durante o mês da Herança Hispânica na Major League Baseball, o Roberto Clemente Day é um evento em que alguns atletas do beisebol atuam vestindo a camisa com o número 21, mesmo número que Clemente vestiu por décadas. Entenda o motivo de tanto orgulho e homenagem!

Uma das primeiras estrelas latinas

Nascido em Porto Rico nos anos 1930, Clemente foi uma grande estrela da Liga durante os 18 anos que defendeu o Pittsburgh Pirates. Foram 15 aparições no Jogo das Estrelas, 12 prêmios de Luva de Ouro (dada aos melhores defensores da temporada), 4 títulos de rebatida da Liga Nacional, um prêmio de MVP (considerado o atleta mais valioso de toda a MLB) e dois anéis de World Series, um em 1960 e um em 1971.

Estas credenciais por si só já seriam praticamente suficientes para eternizar Clemente entre os maiores nomes da história do esporte, mas não paramos por aqui. Em uma modalidade recheada de atletas da América Latina, Roberto Clemente foi o primeiro latino a chegar na marca de 3.000 rebatidas válidas, um clube bastante restrito para os principais atletas a jogarem o jogo. Ele foi também o primeiro hispânico a ganhar o prêmio de MVP (1966) e a ser o atleta mais valioso da World Series (1971).

A estrela brilhou ainda mais fora de campo

Clemente ficou majoritariamente conhecido pela atuação social com a comunidade latina. Foto: Neil Leifer/Getty Images

Embora os feitos de Clemente em campo sejam largamente conhecidos, o nome do porto-riquenho é comumente ligado aos atos de caridade e solidariedade. Por toda a carreira ele teve o costume de enviar mantimentos e equipamentos de beisebol para famílias carentes e necessitadas, ocupando parte do tempo livre de Clemente após as temporadas da MLB.

Em Dezembro de 1972 a capital de Nicarágua, Manágua, foi acometida por um terremoto destruidor, e novamente Roberto Clemente atuou para auxiliar as vítimas do país caribenho. Foram enviados três aviões para a Nicarágua, repletos de mantimentos e equipamentos, mas Clemente descobriu poucos dias depois que os itens haviam sido desviados por autoridades do governo local na época.

Roberto embarcou num quarto voo para acompanhar pessoalmente a distribuição de ajuda, no dia 31 de Dezembro. Com a nave sobrecarregada e com histórico de problemas técnicos, uma tragédia infeliz acabou acontecendo e o avião caiu próximo de Porto Rico, no Oceano Atlântico. Apenas o corpo do piloto foi encontrado, mas não os das outras quatro vítimas. Roberto Clemente tinha apenas 38 anos.

A história virou prêmio e homenagem

https://platform.twitter.com/widgets.js

A partir do trágico acidente, o legado de Clemente ganhou proporções ainda mais encantadoras. A camisa 21, que usou por quase duas décadas, foi aposentada pela equipe do Pittsburgh Pirates, já no ano seguinte. Foi em 1973 também que o Hall da Fama da Major League Baseball votou por renunciar um importante critério aos candidatos, que é o tempo entre a aposentadoria do atleta e o início do período de votação. Clemente foi eleito ao Hall da Fama de forma póstuma, com 92,7% dos votos.

Além disso, o chamado Prêmio do Comissário mudou de nome. Este reconhecimento é dado aos melhores atletas do beisebol que também mantêm envolvimento com trabalhos sociais na comunidade. A partir do falecimento de Clemente, a honraria passou a se chamar Roberto Clemente Award.

Por tantos motivos, a Major League Baseball anunciou em 2021 que o dia 15 de setembro se tornou um dos ‘feriados nacionais’ do beisebol das grandes ligas. Anualmente, este será o dia para celebrar a carreira e os feitos de Roberto Clemente. É um dia em que atletas porto-riquenhos e nomes que já foram agraciados com o Roberto Clemente Award vestem o número 21 em suas equipes, como forma de homenagem.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter