O Negócio da Semana (Portugal): Imperador Pepe de regresso a casa

Francisco IsaacJaneiro 9, 20192min0

O Negócio da Semana (Portugal): Imperador Pepe de regresso a casa

Francisco IsaacJaneiro 9, 20192min0
O internacional português Pepe está de regresso a um clube onde foi feliz e é o reforço da semana para o Fair Play. O que achas deste retorno?

O Fair Play acompanha diariamente o mercado de transferências com seus artigos “ao minuto” e o sinalizar do melhor negócio a nível internacional e nacional aos fins-de-semana. Podes acompanhar todas as transacções no teu site de Desporto com Opinião!

PEPE (SEM CONTRATO -» FC PORTO)

Idade: 35
Nacionalidade: Portuguesa
Épocas na Europa: 18
Temporada 18/19: 17 jogos, 5 golos e 1 assistência
Valor de Mercado: 1,5M€
Valor de Transferência: Custo-Zero

Regresso ao Dragão de um dos melhores centrais do futebol português nos últimos 15 anos, com a chegada de Képler Laveran Lima Ferreira, mais conhecido por “Pepe”. O luso-brasileiro, que passou pela formação e equipa sénior do Marítimo antes de dar os alto para o Futebol Clube do Porto, rescindiu recentemente com o Besiktas e forçou um regresso a casa apesar de convites mais “pesados” a nível monetário do AS Monaco e Arsenal.

Pepe é um dos maiores internacionais portugueses em actividade, com 103 jogos pela Selecção Nacional, tendo sido considerado uma das peças-chave da conquista do Europeu em 2016. Depois de anos a “mandar” na defesa do Real Madrid, saiu em direcção à Turquia onde viria a levantar o título de campeão nacional. Agora aos 35 anos (fará 36 em Fevereiro), Pepe está volta a “casa” para “competir”, como o próprio afirmou.

Sérgio Conceição necessitava de uma solução, minimamente plausível, para o eixo defensivo de forma a poder ter a opção de colocar Éder Militão como lateral-direito, possibilitando que Jesus Corona fique completamente entregue ao trabalho no ataque. Diogo Leite parece já não contar para o técnico azul-e-branco e Chancel Mbemba é só uma solução de recurso, o que forçou uma aposta “pesada” em Pepe.

O estatuto, experiência, agressividade, dinamismos na saída com bola e voz de comando são elementos que fazem do internacional português um elemento de alta qualidade para dar ainda outra dimensão a uma defesa que tem sido quase inexpugnável.

Os 35 anos de Pepe podem ser a maior preocupação, mas o “prazo de validade” dos defesas-centrais é longo e o ex-Real Madrid parece estar em boa forma, olhando só para as prestações ao serviço quer do Besiktas (52 jogos, 8 golos e 3 assistências, 1 Campeonato Turco conquistado) ou da Selecção Nacional (seja com Rúben Dias, José Fonte, é o luso-brasileiro é quem organiza a defesa).

Com Felipe ou Militão, Pepe vai assentar bem na linha-de-defesa dos actuais campeões nacionais, que podem formar definitivamente a melhor defesa da Liga NOS, com uma mistura de virtuosismo jovem (Militão e Alex Telles), dureza e resistência (Felipe) e experiência e voz de comando (Pepe).


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter