Reformatações e reformulações: os dispensados dos Três Grandes

Francisco IsaacJulho 27, 20188min0

Reformatações e reformulações: os dispensados dos Três Grandes

Francisco IsaacJulho 27, 20188min0
FC Porto, SL Benfica e Sporting CP já começaram a efectuar limpezas e há várias caras conhecidas. Estes são para já os dispensados dos Três Grandes. Sabias?

FC Porto, SL Benfica e Sporting CP já lançaram as suas primeiras listas de dispensas, sendo que os leões foram os últimos a anunciar quem não vai encaixar no plantel verde-e-branco para a época que está prestes a começar. Dispensados para todos os gostos, desde reforços carissímos a outros que nunca resultaram, mas que ainda podem vir a ter uma oportunidade num futuro próximo.

FC PORTO: A ARTE DE NÃO ENCANTAR SÉRGIO CONCEIÇÃO

Quantidade de dispensados: 14
Lista de dispensados até ao momento: Saidy Janko, João Costa, Luizão, Paulinho, Ewerton, Mikel, Oleg, João Carlos Teixeira, Waris, Galeno, Osorio, André André, Alberto Bueno e Zé Manuel
Jogador com valor de passe de mercado mais alto: Saidy Janko (3M€)
Valor total dos dispensados (consoante o seu valor de mercado): 26,5M€

É uma pré-época complicada para Sérgio Conceição que já renegou alguns reforços adquiridos em Janeiro e Maio, o que tem levado a uma discussão com a SAD do FC Porto. Entre os dispensados mais surpreendentes, o nome de Saidy Janko ganha outros contornos.O lateral-direito veio de França mas não mostrou as qualidades mínimas para se afirmar no plantel azul-e-branco, custou 3M€ (para um clube que está sob a égide do Fair Play financeiro qualquer gasto indevido é uma situação delicada) e perguntas devem ser feitas à SAD dos dragões do porquê desta contratação.

Paulinho, Osorio, Waris  (chegaram todos em Janeiro) e Ewerton foram outros dos reforços que disseram “adeus” ao elenco do FC Porto, acompanhados do “B” Oleg (boa pré-época mas não o suficiente para convencer) ou dos campeões nacionais André André ou Galeno e do talento-adiado Mikel Agu.

Continua a ser um limpar de casa que tem em vista a redução da folha salarial no FC Porto, contudo os fracassos dos reforços são uma das maiores preocupações. Outra surpresa no caso das dispensas vai, talvez, para Osorio. Numa altura em que há uma clara deficiência de defesas centrais nas hostes azuis-e-brancas, Conceição permitiu o empréstimo do venzuelano ao Vitória SC.

Os erros ante o CF “Os Belenenses” (está ligado directamente aos dois golos sofridos numa derrota muito perigosa na altura) podem ter sido um factor decisivo para Sérgio Conceição, que optou por prescindir do central de 24 anos, ex-Tondela.

A lista não é final… há ainda a situação de Bruno Costa, André Pereira, Adrián López, Rui Pedro, Chidozie (o nigeriano parece não ter vontade de alinhar pelo FC Porto, efectuando uma pré-época medíocre) e, por mais incrível que pareça, José Sá. O guardião português ao que tudo indica corre atrás de Fabiano e Vaná, depois de ter sido titular em boa parte da época passada.

A presença espanhola de Lopetegui está prestes a findar-se por completo, com a saída de Adrian e Bueno a custo-zero, sendo que o extremo/avançado custou 11M€ para as contas da SAD. Desta longa lista de dispensados, só mesmo André André e Paulinho parecem ser os casos menos esperados, sendo que ambos os jogadores já não conseguiam estar ao nível da exigência física e mental do treinador do FC Porto.

É notório que Sérgio Conceição tem uma ideia do que quer e vai lutar por essa estratégia até ao último badalar do sino do mercado de transferências.

Paulinho e Ewerton jogaram juntos e saem juntos (Foto: Lusa)

SL BENFICA: REFORÇOS DE MILHÕES, NÃO HÁ LUGAR PARA INVENÇÕES

Quantidade de dispensados: 14
Lista de dispensados até ao momento: André Carrillo, André Ferreira, Willock,  André Pinto, João Amaral, Adel Taarabt, Salvador Agra, Ola John, Chiquinho, Heriberto Tavares, Oscar Benitez, Jhon Murillo, Pedro Nuno e Patrick
Jogador com valor de passe de mercado mais alto: André Carrillo (5,5M€)
Valor total dos dispensados (consoante o seu valor de mercado): 22M€

Nova época e nova oportunidade perdida para Ola John e André Carrillo. Se o holandês já era uma carta completamente fora do baralho (pois nunca foi um atleta de qualidade ao serviço das águias), Carrillo parecia ter todas as condições para se afirmar no plantel liderado por Rui Vitória.

Contudo, não parecia existir interesse das duas partes e a SAD do SL Benfica optou por emprestar o jogador (com opção de compra) ao Al-Hilal, clube saudita treinado por Jorge Jesus. O peruano tinha nas pernas alguns atributos que podiam facilmente garantir pontos ao clube da Luz.

Para além destes dois, não houve grandes surpresas uma vez que a saída dos reforços “nacionais” João Amaral e Chiquinho eram esperadas (o nº10 terá hipótese de brilhar pelo Moreirense, sendo um activo de futuro para as águias enquanto o extremo foi vendido ao Lech Poznan). E então o que dizer de Murillo, Pedro Nuno, Patrick, Salvador Agra ou Heriberto Tavares? Saídas ainda mais esperadas.

Depois da International Champions Cup, possivelmente vão surgir novos nomes nas dispensas com Seferovic a liderar a lista. O suíço não deverá ser opção séria para o ataque dos encarnados e os vários pretendentes podem funcionar a favor de uma saída do ponta-de-lança que marcou poucos golos na sua primeira passagem pelo clube.

Alfa Semedo pode também ser emprestado para continuar a sua evolução técnica e táctica, pois Gedson Fernandes parte na frente para fazer parte do bloco de médios das águias. Germán Conti, Yuri Ribeiro, Tyronne Ebuehi e Lisandro Lopez deverão ser outros jogadores a dizer “até já” ou mesmo um “adeus” à Luz.

É uma época de franca aposta num plantel mais velho (as vendas e saídas de vários jovens e as contratações de atletas mais calejados são uma prova clara nesse sentido) no sentido de tentar recuperar o título nacional perdido em 2018.

Carrillo e um talento que nunca se fez entender (Foto: Getty Images)

SPORTING CP: AS NOVAS OPORTUNIDADES PERDIDAS DA ERA PESEIRO

Quantidade de dispensados: 9
Lista de dispensados até ao momento: Francisco Geraldes, Domingos Duarte, Demiral, Jonathan Silva, Gauld, Mattheus Oliveira, André Geraldes, Castaignos e Doumbia.
Jogador com valor de passe de mercado mais alto: Doumbia (8M€)
Valor total dos dispensados (consoante o seu valor de mercado): 12M€

José Peseiro está a demorar em desenhar a sua lista de dispensados final, mas já saíram alguns dos primeiros nomes a deixar o plantel 2018/2019 dos verde-e-brancos e o destaque vai todo para Francisco Geraldes e Doumbia.

O português parecia estar a cativar a equipa técnica, onde os seus detalhes técnicos e imaginação na criação de jogadas poderiam facilmente habitar com o virtuosismo de Bruno Fernandes… lembrava em parte um Adrien Silva mais requintado mas menos físico. Porém, chegou o dia da primeira folha de dispensas e o nome de Geraldes surgiu no topo, com uma transferência consumada para o Frankfurt (empréstimo com opção de compra).

E Doumbia que custou 8M€ aos cofres da direcção que era na altura liderada por Bruno de Carvalho? O tanque costa-marfinense não conta para José Peseiro, e este facto não se deve só ao facto do regresso de Bas Dost. Doumbia é um jogador para uma equipa que vive do contra-ataque, do lançamento do jogo em profundidade e de uma gestão de bola menos agressiva, apontamentos não aplicáveis à ideia que Peseiro tem para o Sporting CP desta temporada.

É um activo dispendioso e que a direcção em gestão terá de ter muita atenção nas próximas semanas. As restantes dispensas eram esperadas, especialmente a de Castaignos (nunca foi opção no clube de Alvalade), Ryan Gauld (por melhor tecnisita que seja, não é jogador para um clube da craveira do Sporting CP), Domingos Duarte, Mattheus Oliveira, Demiral, André Geraldes e… Jonathan Silva.

O argentino já tinha sido dispensado por Jorge Jesus em Janeiro de 2018, mas nem com Peseiro ficou no plantel. O regresso de Jefferson e o possível retorno de Fábio Coentrão para além de Lumor, resolvem o problema da lateral-esquerda e o argentino ainda pode valer uns bons milhões aos cofres do Sporting CP.

Futuras dispensas que podem vir a acontecer: Mané (o extremo está focado em regressar à Bundesliga, depois de duas boas temporadas no Estugarda), Bruno César, Radosav Petrovic e Jovane Cabral. Pode haver lugar a surpresas, atenção e Josip Misic ou Lumor podem também sofrer com a “guilhotina” dos dispensados.

Vai tudo depender dos reforços a chegar aos verde-e-brancos e as próximas semanas serão decisivas no que toca a dispensas.

Um génio que nunca se quis fazer entender (Foto: Lusa)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter