Palmeiras X Corinthians: O maior clássico do Brasil

Marcial CortezAbril 20, 20206min2

Palmeiras X Corinthians: O maior clássico do Brasil

Marcial CortezAbril 20, 20206min2

A interrupção do futebol no Brasil, ocorrida no mês de março passado, impediu e/ou adiou a realização da partida entre Palmeiras e Corinthians, o maior clássico do país.

E nesse ponto, você deve estar a perguntar a si mesmo: como assim, o maior clássico do Brasil? Alguns dias atrás esta mesma coluna dizia que o Grenal era o maior clássico tupiniquim, um jogo tão importante que até patrocinadores conhecidos no mundo todo haviam trocado as cores de seus produtos para agradar às equipas e seus adeptos, e agora o colunista muda de opinião e diz que o maior clássico brasileiro é Palmeiras x Corinthians?

Pois é, vamos explicar detalhadamente esta questão para não deixar dúvidas. Começaremos com a definição de alguns pontos. O primeiro deles é a rivalidade. Para um clássico ser grande, é fundamental que exista rivalidade entre os adversários. E o Brasil, por suas dimensões continentais, apresenta muita rivalidade regional. E aqui já abordamos outro ponto: um grande clássico precisa de regionalidade. Porque é no âmbito regional que surge a rivalidade. É no âmbito regional que as equipas se enfrentam todos os anos, é no âmbito regional que o desejo de vingança cresce após uma derrota. Assim, não vamos falar das rivalidades inter-regionais, que existem, mas são efêmeras e transitórias. Já tivemos as épocas de ouro de Grêmio X Palmeiras, São Paulo X Cruzeiro, Flamengo X Atlético, Santos X Botafogo, Corinthians X Vasco e assim por diante.

Vamos focar na rivalidade entre vizinhos, e os exemplos são inúmeros: Remo e Paysandu, em Belém do Pará; Moto Clube e Sampaio Correa, no Maranhão; Ceará e Fortaleza, no Ceará; Bahia e Vitória, na Bahia; Coritiba e Athletico, no Paraná; e os mais conhecidos Cruzeiro e Atlético, em Minas Gerais, e Grêmio e Internacional, no Rio Grande do Sul. Em todos estes locais, a rivalidade é concentrada em duas equipas.

Maiores Clássicos do Brasil. Arte: GloboEsporte.com

Existem três Estados, no entanto, em que há mais de duas equipas com importância histórica: São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco. Nestes locais, temos várias rivalidades regionais diluídas entre os grandes clubes. Isso faz com que a briga citada nos primeiros Estados, por estar concentrada em somente duas equipas, a torne mais forte do que nos três últimos em que temos mais de duas equipas importantes na disputa. Em outras palavras, a rivalidade nos Estados em que há apenas duas equipas na briga é maior do que nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco.

Ora, então como Palmeiras x Corinthians pode ser o maior clássico do Brasil se não é a maior rivalidade do Brasil? Essa pode parecer a “pergunta do milhão”, mas é mais fácil de responder do que se imagina. Para ser o maior clássico do país, não basta ter uma grande rivalidade. Guarani e Ponte Preta, por exemplo, são clubes que não se suportam, são rivais extremos. No entanto, nenhuma das equipas tem repercussão nacional, e aqui entra o terceiro ponto importante para determinarmos o maior clássico do país: a repercussão. As equipas de Pernambuco não repercutem nacionalmente como as do Rio e São Paulo. Sendo assim, para determinar definitivamente qual o maior clássico do país, vamos focar nos dois principais Estados: Rio de Janeiro e São Paulo.

No Rio, o clássico entre Flamengo e Fluminense já ocupou o cargo de maior clássico do Brasil por muitos anos. Havia (e ainda há) rivalidade, regionalidade e repercussão nacional. Em muitas situações, utilizamos a expressão “Fla-Flu” para designar um embate entre duas forças antagônicas. Porém, aqui entra o quarto ponto importante para cravarmos nossa afirmação: a regularidade, ou seja, um clássico para ser grande tem que ser importante em qualquer época, em qualquer
momento da História dos clubes. E foi justamente nesse quesito que o Fla-Flu perdeu a força e o título de maior clássico do país. No final do século XX e início do XXI, o clássico Flamengo e Vasco superou o Fla-Flu, e hoje em dia é o principal clássico carioca. Peço aos adeptos que me perdoem, mas Flamengo e Vasco hoje é maior do que o Fla-Flu.

Vimos então que, para ser o maior clássico do país, o jogo precisa ter o que eu chamo de “os quatro erres” – Rivalidade, Regionalidade, Repercussão e Regularidade. O clássico que preenche completa e totalmente TODOS esses requisitos, sem dúvida, é Palmeiras x Corinthians, o maior clássico do Brasil.

O clássico é tão importante que possui algumas marcas históricas:
Já serviu para salvar o São Paulo da falência iminente, no que ficou conhecido como “Jogo das Barricas” em 1938;
Já serviu para apoiar o Partido Comunista Brasileiro em 1945, fato que virou livro (¨Palmeiras x Corinthians 1945 – o Jogo Vermelho¨, escrito por Aldo Rebelo);
Já foi citado no filme “Boleiros”, em 1998;
Já virou filme, “O Casamento de Romeu e Julieta”, em 2005, com Luana Piovani no papel principal. O filme foi distribuído não só no Brasil, mas em vários países do mundo.
Já definiu vários campeonatos paulistas, torneios Rio-São Paulo, dois campeonatos brasileiros e até mesmo um dos finalistas da Copa Libertadores da América em 1999.

O Casamento de Romeu e Julieta em versão alemã. Foto: Trigon-Film

Em 2020 as equipas vivem situações completamente opostas: enquanto o Palmeiras está em paz com seu técnico e com seus adeptos, precisando apenas de um ponto para se classificar às fases finais do Campeonato Paulista, seu rival Corinthians vê a vaga para os jogos decisivos cada vez mais distante, e está a correr inclusive o risco de ser rebaixado à segunda divisão do certame.

A interrupção do campeonato por conta da pandemia de Covid-19 ocorreu às vésperas da partida, portanto quando tudo isso acabar este será o primeiro jogo a ser disputado por eles. Será mais uma marca histórica do clássico mais importante das terras canarinhas.


2 comments

  • Ademir

    Setembro 26, 2020 at 3:05 am

    Concordo, muito bom, apesar do Vasco não estar bem já algum tempo. Acho o Fla x Foi ainda maior rivalidade do Rio.
    Grenal é regional, mas Palmeiras x Corinthians mexe com o País todo.

    Reply

  • Adriano Souto Soares

    Agosto 6, 2020 at 4:24 am

    Tanto lero lero e só li bobagens, sou torcedor do altetico MG, e o GRENAL é absoluto, sem dúvidas.

    Reply

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter