Diferenças entre TT e Paulinho no ataque do Sporting

Fair PlayFevereiro 28, 20213min0

Diferenças entre TT e Paulinho no ataque do Sporting

Fair PlayFevereiro 28, 20213min0
O Sporting fica agora com 2 avançados diferentes para atacar o resto do campeonato, mas quais são essas diferenças? Descobre aqui!

Artigo escrito por José Nuno Queirós

O Sporting decidiu investir na contratação de Paulinho para reforçar o seu ataque. Na apresentação do internacional português o técnico Rúben Amorim referiu que o mesmo oferecia soluções diferentes relativamente a Tiago Tomás e Sporar, atletas que o timoneiro leonino considerou serem muito semelhantes nas características. Mas afinal em que é que os dois avançados do plantel do Sporting diferem?

O que cada um pode dar?

Começando pelo jovem produto da academia leonina, Tiago Tomás, vemos logo uma característica que o distingue: a procura da profundidade!

O avançado é muito móvel e explorar muito bem as diagonais, nomeadamente quando vai descair para o lado direito no espaço que é propositadamente deixado em aberto pelo Pedro Gonçalves.

Sendo muito forte fisicamente, TT como é carinhosamente tratado, consegue depois segurar a bola em posições adiantadas e esperar pelo apoio para começar a construir perto da área adversária.

Tiago Tomás é uma das jovens promessas do Sporting (Foto: Notícias ao Minuto)

No entanto, esta constante movimentação para zonas distantes da grande área, leva a que o Sporting tenha uma falta de jogadores para finalizar as suas jogadas de ataque, algo que tem sido colmatado pela extraordinária capacidade no ataque de Pedro Gonçalves.

É para este tipo de jogo que Paulinho é chamado. O ex-Sporting de Braga é um jogador tecnicamente evoluído e que sabe jogar de costas para a baliza adversária, segurando a bola ou servindo de apoio frontal para os médios.

Neste modelo, Paulinho consegue arrastar os defesas e servir depois os médios ou os extremos, oferecendo mais qualidade neste jogo apoiado do que o seu rival de posição.

O facto de participar no jogo numa fase mais precoce da construção permite que ainda tenha tempo para servir de solução na área, onde apresenta melhor jogo de cabeça e melhor capacidade de desmarcação do que Tiago Tomás.
Estas diferenças levantam depois uma nova questão? E então se jogarem os dois juntos na frente?

Neste caso o Sporting acaba por desmontar o seu 3x4x3 para um 3x5x2 uma vez que TT mesmo jogando na ala acaba por ter uma dinâmica diferente de Nuno Santos e torna Pote ainda mais no 3° médio da equipa.

Paulinho é um reforço de peso para os leões (Foto: SAPO Desporto)

Pedro Gonçalves continuaria a abrir espaços ao deslocar-se para o meio e Tiago Tomás continuaria a explorá-lo muito bem, tendo agora um Paulinho para servir na área. Mas caso a solução do Tiago Tomás esteja bem controlada pelo adversário podemos ver Paulinho a recuar e a servir de apoio frontal para Pote ou João Mário.

A conclusão sobre Paulinho

Ignorando a quantia paga que não são assuntos para esta análise futebolística podemos considerar que Paulinho vem de facto trazer características diferentes, mas que permitem dinâmicas muito interessantes ao modelo do Rúben Amorim, tornando-o mais imprevisível, versátil e adaptável aos adversários.

Falta agora a Paulinho juntar a isto a finalização, porque no futebol na posição de ponta de lança o que acaba sempre por pesar no final da temporada é o numero de golos marcados pelo atleta, sendo facilmente ignorado todo o restante trabalho no campo.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter