O Clássico e as novas contas da Liga NOS

Rui MesquitaAbril 16, 20183min0

O Clássico e as novas contas da Liga NOS

Rui MesquitaAbril 16, 20183min0
O FC Porto venceu o Clássico e saiu na liderança da Luz. O que nos pode trazer o resto do campeonato?

O golo de Herrera deu a vitória num Clássico crucial na luta pelo título e o Porto tem agora 2 pontos de vantagem. Com duas deslocações difíceis e, do outro lado, um derby lisboeta, o que pode ainda acontecer na Liga NOS?

O Clássico e o que ele mostrou

Com um 0-0 ao intervalo e um ascendente da equipa da casa, a segunda parte revelou um pouco da atitude dos dois bancos. Sérgio Conceição mexeu bem na equipa, dando mais consistência mas com soluções. Rui Vitória meteu Samaris e Seferovic “destruindo” o meio-campo encarnado. O golo surge pelo corredor central onde os dragões aproveitaram a superioridade numérica. Mesmo com dois “trincos” o miolo do Benfica ficou desorganizado e incapaz.

O treinador encarnado mexeu para segurar o empate e, como já mostrava a história recente, isso nunca é boa ideia. O Porto justificou o ascendente notório na segunda parte e chegou ao golo.

A atitude renovada do Porto na segunda metade é a prova que Sérgio Conceição teve pulso no plantel. Soube motivar os seus jogadores e melhorar onde os dragões estavam a falhar. Mereceu a vitória pela forma como mexeu no jogo, face à apatia de Rui Vitória.

Do Clássico o Porto saiu na liderança e animicamente por cima. Mostrou mais garra e lucidez na hora das decisões, duas caraterísticas vitais para um campeão.

O grande golo de Herrera pode ter decidido o campeonato (Foto: RTP)

O que falta jogar

Depois deste jogo faltam 4 jornadas para o fim desta emocionante Liga NOS. O Porto tem duas deslocações complicadas aos Barreiros e a Guimarães. Por seu turno, o Benfica vai ao Estoril e a Alvalade. Estes são os jogos mais difíceis para ambos os clubes na luta pelo campeonato. Assumindo que os dois candidatos ganham os seus jogos em casa (Porto defronta Vitória de Setúbal e Feirense, Benfica recebe Tondela e Moreirense) serão nestas saídas que tudo se decidirá.

Ao Benfica não resta alternativa senão vencer todos os jogos até ao final para ter uma oportunidade de festejar no Marquês. Mas o Porto depende só de si próprio e a injeção de confiança deste jogo é enorme.

Do lado dos encarnados, o derby com o rival Sporting será crucial, sendo o jogo mais difícil do restante campeonato. Os dragões têm na deslocação à Madeira o seu jogo mais complicado.

O derby em Alvalade pode acabar com a luta pelo título (Foto: Notícias ao Minuto)

Conclusões: quem vai sair por cima no fim?

Mais do que a vantagem pontual que o Porto leva do Clássico, a vantagem emocional da equipa de Sérgio Conceição fará a diferença. Mesmo com o regresso de Jonas, não será fácil motivar o plantel do Benfica. O técnico dos dragões tem apenas que construir em cima desta grande vitória. O Porto depende apenas de si mesmo e está em alta.

Todos os fatores apontam para o fim de hegemonia encarnada no campeonato. O regresso aos títulos da equipa do Norte parece estar para breve.

O que é certo é que o Benfica não caíra sem dar luta e não desistirá até ao fim. Apesar da boa vantagem que o Porto leva (pontual e não só), poderemos ter campeão apenas na última jornada! Um campeonato extremamente competitivo e que se decide nos detalhes, como as substituições num Clássico na Luz.

Sérgio Conceição tem tudo para acabar a seca de títulos dos dragões (Foto: MaisFutebol)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter