O Futebol de Formação-“Adquirir e Conhecer para Crescer e Desenvolver”

Gonçalo FariaMarço 26, 20205min0

O Futebol de Formação-“Adquirir e Conhecer para Crescer e Desenvolver”

Gonçalo FariaMarço 26, 20205min0
O Futebol é um movimento que transporta Cultura, Alegria e Festa e desta forma, é uma modalidade cujo o contexto desportivo desenvolve-se através de várias modificações quer a nível emocional, bem como, informacional. Deste modo, e devido ao aumento exponencial das academias de futebol e escolas de formação, o tema designado por "Futebol de Formação" tornou-se cada vez mais popular e familiarizado no mundo desportivo.

O Futebol é uma modalidade cujo contexto competitivo desenvolve-se num ambiente de grande alteração para os jogadores a nível informacional e emocional, criado pela relação entre os diferentes jogadores e equipas. Deste modo, este ambiente exige dos atletas elevados níveis de adaptação seja cognitivo, motor e percetivo.  Desta forma, e devido ao aumento exponencial das academias de futebol ou escolas de formação, o tema designado por “Futebol de Formação” é cada vez mais popularizado no mundo.

Além disso, o Futebol é muito mais que vencer os jogos e celebrar os troféus, e para um jovem jogador a presença de novos relacionamentos, novas culturas, bem como, novas experiências é mais importante que apenas a competitividade, muitas vezes, imposta pelos treinadores. A formação é a fase mais importante no crescimento dos atletas, não só pela criação de relacionamento com a baliza, o campo ou a bola, mas também, pela criação de lanços de amizade, o conhecimento da cultura desportiva, e ainda a formação da sua própria personalidade.

Tendo por base o objetivo da modalidade, o Futebol é dividido em duas partes simplificadas para os jovens, e por consequente, explica-se as dinâmicas da seguinte forma: “… com a posse de bola, ataca-se a baliza adversária para marcar golo(s); sem a posse de bola, procura-se recuperar a bola, evitando que a equipa adversária progrida e marque golo(s)…” (Castelo, 2004). No entanto, quer a finalidade, quer os objetivos do futebol, devem estar incutidas na formação, porém, não devem ultrapassar a transmissão dos valores éticos e princípios básicos da Sociedade. O Futebol é muito mais que um desporto, é uma ferramenta que transmite os princípios básicos tais como: o Rigor, a Disciplina, o Respeito, a Humildade, entre outros. Mas, para além disso, contribui ainda para a formação da personalidade dos atletas para que sejam cidadãos responsáveis, quer cheguem mais tarde ao alto rendimento, quer alcancem outras áreas e profissões.  Tal como invoca o autor Sacchi (2014), “o futebol sempre foi um modo de tornar um homem melhor. Torna-se fundamental a procura da transmissão de valores individuais e coletivos”.

As Ações dos atletas no Futebol de Formação …

Foto: futebol.formacao.pt

 Deste modo, as ações realizadas num treino de futebol ou numa competição desportiva, são o resultado de um conjunto de decisões que desponta da interação de múltiplas capacidades e competências. No entanto, todas as decisões assumidas durante a realização da competição podem ser condicionadas, isto é, estão interligadas com as habilidades de visualizar, decidir e agir num determinado contexto. O procedimento de treino e jogo que são colocados em prática no futebol de formação são específicos e de diversos graus de complexidade, consoante o vasto e diferenciado número de atletas. Portanto, deve interligar-se o ensino e o desenvolvimento das capacidades motoras, juntamente, com as competências intelectuais.

Desta forma, (Cruz, 2017) acrescenta que “a formação de crianças e jovens tem a responsabilidade de se opor à simples reprodução do desporto, deve caracterizar-se por um processo que contribua para a formação global dos mesmos, de forma harmoniosa, nas vertentes física, intelectual, emocional e social, e proporcionando ao mesmo tempo oportunidades de participação em níveis de prática compatíveis com as suas capacidades e grau de maturação.”

Contudo, podemos identificar o futebol de formação como forma de potencializar as capacidades dos atletas quer a nível futebolístico, quer a nível intelectual. Posto isto, é possível unir a competitividade desportiva com os valores éticos da Sociedade, e desta forma, construir possíveis talentos, mas acima de tudo, exemplares cidadãos. A preparação dos jovens é hoje considerada uma das principais razões de futuros êxitos na prática desportiva. No entanto, ganhar não se cinge apenas ao número de troféus e ao resultado do encontro. Assim sendo, o treinador Português José Mourinho, invoca que Ganhar significa “Ganhar cada treino, Ganhar capacidade para jogar e sofrer, Ganhar vontade e espaço de jogar, Ganhar cada duelo, assim como, Ganhar cada situação de finalização, Ganhar uma equipa” (Mourinho, 2002, p.20). Na verdade, podemos acrescentar na frase de José Mourinho que Ganhar também significa … Ganhar os Valores éticos, Ganhar Resiliência e Inteligência, Ganhar o Companheirismo e o poder Entreajuda, Ganhar Humildade…,isto é, Ganhar a nós próprios, antes de conquistar qualquer troféu….TODOS UNIDOS PELO FUTEBOL DE FORMAÇÃO!”


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter