A reta decisiva na edição de 2020 da Copa do Brasil

Rafael RibeiroSetembro 28, 20206min0

A reta decisiva na edição de 2020 da Copa do Brasil

Rafael RibeiroSetembro 28, 20206min0
Após quatro fases inicias, a Copa do Brasil chega em sua reta final contando com 16 equipas para a disputa de oitavas de final. O Fair Play conta quais equipas estão no mata mata mais famoso do Brasil.

A Copa do Brasil concluiu suas quatro etapas iniciais, e agora entra em reta decisiva para decidir o campeão de 2020, mesmo que isso aconteça apenas em 10 de Fevereiro de 2021, já que os adiamentos da pandemia do Coronavírus impossibilitaram que a competição se encerrasse na data prevista, de 16 de Setembro de 2020. O Fair Play detalha o que ocorreu até aqui com as 16 equipas classificadas, que agora brigarão por vagas em jogos de duas mãos desde as oitavas de final, até a grande final.

Os classificados em fases iniciais

Tida como a Copa mais democrática no Brasil, 80 equipas iniciaram sua jornada na competição, em partidas únicas, por três fases, até que restassem apenas dez equipas. De todos os lugares do Brasil, e de várias Séries nacionais (inclusive com equipas que não figuram na competição de pontos corridos nacional, mas que são representantes de seus estados). Destas, sobreviveram cinco equipas, após conquistarem suas vagas em jogos de duas mãos, classificadas para enfrentarem equipas que estreiam nesta fase da competição (como explicaremos abaixo).

  • América-MG (venceu a Ponte Preta no agregado – 2-2 na primeira mão e 3-1 na segunda);
  • Ceará (venceu o Brusque no agregado – 2-0 na primeira mão e 5-1 na segunda);
  • Botafogo (venceu o Vasco da Gama no agregado – 1-0 na primeira mão e 0-0 na segunda);
  • Atlético-GO (venceu o Fluminense no agregado – 0-1 na primeira mão e 3-1 na segunda);
  • Juventude (venceu o CRB no agregado – 2-0 na primeira mão e 0-1 na segunda).
O Atlético Goianiense surpreendeu e eliminou o Fluminense ainda na terceira fase (Foto: Heber Gomes/AGIF)

Os classificados pela Libertadores da América

Para manter a importância da competição, e mais do que isso encaixar o confuso e extenso calendário brasileiro na programação das principais equipas da Série A, desde 2013 as equipas que se classificaram no ano anterior para a Libertadores da América entram diretamente na fase de oitavas de final da Copa do Brasil. Antigamente, desde 2001, os times que estavam na competição continental não participavam da Copa nacional, por falta de datas (o próprio campeão da Copa do ano anterior não defendia o seu título, já que conquistar a competição garante vaga na Libertadores).

Portanto, para 2020, as equipas que se classificaram para a Libertadores e entrarão diretamente nestas oitavas são:

  • Athletico-PR;
  • Corinthians;
  • Flamengo;
  • Grêmio;
  • Internacional;
  • Palmeiras;
  • Santos;
  • São Paulo. 
O Athletico Paranaense é o atual campeão, herdou vaga na Libertadores e entra na fase de oitavas (Foto: Silvio Avila/EFE)

Demais classificados diretamente

Para completar as 16 vagas, outras três vagas também são dadas diretamente para acesso às oitavas de final, privilegiando competições interestaduais dentro do território brasileiro. Estas vagas são destinadas para o campeão da Série B do ano anterior (vaga esta para o Red Bull Bragantino), o campeão da Copa Verde (título este que ficou com o Cuiabá), e por fim o campeão da Copa do Nordeste (que ficou com o Fortaleza).

O sorteio das chaves terá sua realização em 1º de Outubro, já para as mãos serem realizadas em 28 de Outubro e 4 de Novembro. Neste sorteio, não haverá nenhuma restrição de confrontos, o que significa que todas as 16 equipas podem se enfrentar. Esta forma de sorteio também definirá os próximos confrontos, ou seja, tanto nos quartos de final quanto nas meias finais, os confrontos serão decididos por sorteio e não por chaves, o que aumenta o fator sorte e desprivilegia qualquer das equipas.

O Red Bull Bragantino venceu a Série B do Brasileirão em 2019. Apesar do momento conturbado em 2020, entra nas oitavas da Copa do Brasil (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Curiosidades da competição

Um dos itens que foi implantado na competição e que segue um pouco do que o futebol moderno vem apresentando, foi a remoção do golo fora de casa como critério de desempate. A partir de 2018, esta regra deixou de existir, e agora os confrontos de mão dupla são resolvidos na soma dos golos das duas jornadas, independente se os golos foram marcados em casa ou fora. Assim, persistindo a igualdade no placar somado, a classificação é decidida no pênaltis.

Já com relação aos prêmios, a Copa do Brasil é uma das competições que mais presenteia seus participantes. Só por estar nas oitavas de final, cada equipa já recebe R$2,6 milhões (400 mil euros). Para as equipas das quartas de final, mais R$3,3 milhões (510 mil euros). Nas meias finais, o prêmio é de R$7 milhões (1,08 milhões de euros) e o grande prêmio da finalíssima é de R$54 milhões (8,3 milhões de euros) para o vencedor e R$22 milhões para o vice (3,4 milhões de euros).

A CBF poderia, para as próximas edições, pensar novas maneiras de definir os candidatos ao título, ainda que mantendo as principais equipas em ação (o calendário sempre é um desafio para a Confederação). Afinal, para as equipas que entram nas oitavas, apenas oito jogos podem definí-los como campeões, algo injusto para as equipas que estão desde a primeira fase. Basta esperar que sejam jornadas muito equilibradas, ainda mais pensando nos fatores que podem mudar o rumo das equipas ao longo desta época cheia de remendos. Equipas que forem saindo da Libertadores, ou que não tiverem brigas tão acirradas no Brasileirão, poderão dedicar mais tempo e afinco para a Copa do Brasil, que não deixa de ser um atrativo grande para esta época.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter