Palmeiras conquista o Paulistão e vive o melhor momento da sua História

Marcial CortezAbril 4, 20225min0

Palmeiras conquista o Paulistão e vive o melhor momento da sua História

Marcial CortezAbril 4, 20225min0
Numa virada sensacional, o Palmeiras reverteu o placar do jogo da primeira mão e goleou o São Paulo por 4-0. Com esse resultado, a equipa de Abel Ferreira consolida o melhor momento da História do clube.

Nem o mais fervoroso e otimista adepto do Palmeiras poderia imaginar o que aconteceria com seu clube quando o português Abel Ferreira assumiu o cargo de treinador da equipa, em novembro de 2020. Com a conquista do Campeonato Paulista no último domingo, o treinador chegou à incrível marca de nove finais, nas quais conquistou cinco títulos, a saber: duas Libertadores, uma Copa do Brasil, um Paulista e uma Recopa Sulamericana.

Uma história de lutas e glórias

Em seus 112 anos de existência, a Sociedade Esportiva Palmeiras já viveu bons e maus momentos. Entre os últimos, os quatro rebaixamentos no Brasileiro, os longos anos de fila na década de 1980, a péssima e histórica negociação do meia Neto, e o mais recente escape do descenso em 2014.

Mas os bons momentos compensam essa História: o primeiro título mundial, as três Academias (alguns consideram a equipa atual equipa como a quarta), a alternância de títulos com o poderosíssimo Santos de Pelé & Cia nos anos 1960, os timaços da Era Parmalat nos anos 90, a melhor campanha da História do Campeonato Paulista em 1996. São inúmeros os feitos do Verdão. Mas nada, nada se compara ao “renascimento” do clube que ocorreu em 2015. De lá pra cá, uma fila de títulos se acumula na Sala de Troféus do Palmeiras. Até a chegada de Abel Ferreira.

O Palmeiras do técnico de “Cabeça Fria, Coração Quente” (nome do recente livro escrito pela Comissão Técnica do Alviverde) acumula finais e conquistas. Com um futebol cada vez mais sólido e bonito de se ver, os resultados são apenas uma consequência do ótimo trabalho do treinador.

Torcida lamenta rebaixamento do Verdão em 2012. Foto: Urbano Erbiste / Extra / O Globo

A “Era Abel”

Abel Ferreira implantou não só no discurso, mas na mente de todos os alviverdes o conceito de “todos somos um”, e o que se observou na tarde do domingo no Allianz Parque foi a prova viva disso. O Verdão vinha de um revés na primeira mão, e teria que reverter um placar adverso em 3-1. Com a casa cheia, apesar da restrição de público no estádio por conta do show da banda Maroon 5, cerca de 30 mil pessoas entraram no campo para jogar junto com os 11 jogadores do elenco. Foi uma perfeita simbiose entre torcida, jogadores e profissionais envolvidos.

O Palmeiras dominou os 90 minutos, fez a melhor apresentação do time em 2022, e garantiu o título com a goleada de 4-0 impiedosamente imposta sobre o rival tricolor. A festa no Allianz Parque foi enorme e o barulho nas imediações da Arena não acabou tão cedo. Adeptos viraram a madrugada a comemorar o 24o título paulista da equipa alviverde.]

Mas e agora? O que esperar desse Palmeiras imbatível em casa, e que vai iniciar o ano pra valer a partir dessa semana? Sim, porque muitos consideram os campeonatos regionais como uma espécie de preparação para a época, que começa na quarta-feira com o jogo da Libertadores contra o Deportivo Tachira, na Venezuela. O Verdão brigará pelo tetracampeonato, o terceiro seguido sob o comando de Abel Ferreira, e no próximo domingo já estreia no Brasileirão ao jogar em casa contra o Ceará, pela primeira jornada do certame. Ou seja, não há tempo para comemorações. O trabalho não pode parar.

O melhor momento da História

Então voltemos ao assunto do título. Podemos dizer que o Palmeiras vive mesmo o melhor momento de sua História? Os números apontam que sim. Abel Ferreira é o único treinador da história do Verdão a ganhar títulos regionais, nacionais e internacionais. Tudo isso em pouco mais de um ano de trabalho. Abel é o treinador mais bem pago do Brasil, a receber cerca de R$ 3 milhões mensais (equivalente a cerca de 600 mil euros). Os títulos e finais disputadas já trouxeram aos cofres palmeirenses a quantia de R$ 420 milhões (pouco mais de 8 milhões de euros). O treinador renovou seu contrato até dezembro de 2024, o que deixou seus adeptos muito felizes.

Abel Ferreira e a Recopa Sul Americana, apenas um de seus 5 títulos em quase um ano e meio de trabalho. Foto: EFE/Sebastiao Moreira

Com a situação financeira resolvida, o Palmeiras vive tempos de calmaria política. Sua recém eleita presidenta, Leila Pereira, comanda o clube com tranquilidade e segue o excelente trabalho feito por seus antecessores, Paulo Nobre e Maurício Galiotte, os responsáveis pelo renascimento do clube em 2014. Se somarmos todas as conquistas desse período, temos:

2 Paulistas (2020 e 2022)

2 Copas do Brasil (2015 e 2020)

2 Libertadores (2020 e 2021)

2 Brasileirões (2016 e 2018)

1 Recopa Sul Americana (2022)

Ou seja, somente em 2017 e 2019 o clube não levantou nenhuma Taça. Mas foi vice-campeão brasileiro nas duas épocas, o que lhe rendeu pontos no ranking da CBF e alguns milhares de reais na conta, para desespero dos rivais.

E o futuro?

E o sucesso não parece ter fim. As categorias de base do Verdão acumulam tantos ou mais títulos que os profissionais. Em outras palavras, os próximos anos prometem mais competitividade e alegria aos adeptos. a promessa Endrick, de apenas 15 anos, deve assinar um contrato em julho, assim que completar seu 16o aniversário. Outros miúdos de qualidade estão a surgir diariamente no Alviverde. É um ciclo vicioso que parece não ter fim, para alegria dos alviverdes.

Miúdos do Sub-20 comemoram o quinto campeonato paulista seguido. A base vem forte… Foto: Divulgação SEP

Parabéns ao Palmeiras, pelo 24o título paulista de sua História.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter