As 5 maiores surpresas da MLS 2018

Fair PlayDezembro 11, 20183min0

As 5 maiores surpresas da MLS 2018

Fair PlayDezembro 11, 20183min0
Os Atlanta United são campeões dos "States" com o categórico Josef Martínez na frente do ataque. Mas a MLS Portugal descortinou outras 5 surpresas desta MLS 2018. Conheces todas?

MARK-ANTHONY KAYE (LOS ANGELES FC)

Época de estreia na Major League Soccer bastante positiva para o médio canadiano. Chegado à competição depois de vencer a USL ao serviço dos Louisville City, o jogador de 24 anos rapidamente se fixou como titular na formação orientada por Bob Bradley.

Alto e forte fisicamente, Mark-Anthony Kaye é um médio centro com boa capacidade de passe e com boa chegada à área. Acabou por sofrer uma lesão no tornozelo que o obrigou a passar por uma intervenção cirúrgica, mas será interessante perceber o que vai fazer na edição de 2019 da MLS depois de dois golos em 20 jogos em 2018.

DAMIR KREILACH (REAL SALT LAKE)

Com uma carreira passada em clubes modestos da Croácia e da Alemanha, o médio chegou à Major League Soccer e explodiu. Na sua época de estreia na MLS, o atleta croata apontou 15 golos- 12 na fase regular e três nos playoffs-, terminando o ano como melhor marcador dos Real Salt Lake. Ligando-se de forma bastante interessante a Albert Rusnak, o jogador, que aos 29 anos parece estar no seu topo de forma, promete ser uma peça importante no processo de crescimento dos Real Salt Lake.

DARWIN QUINTERO (MINNESOTA UNITED)

Darwin Quintero chegou à Major League Soccer depois de uma carreira de sucesso no México, tendo inclusivamente vencido duas Champions League da CONCACAF. Aos 30 anos (idade com que chegou aos EUA), o internacional colombiano não recusou o desafio de liderar os Minnesota United.

Pese embora o facto de o conjunto da cidade de Minneapolis ser um dos que menos capacidade (tanto a nível financeiro como a nível futebolístico) tem, Quintero conseguiu destacar-se ao apontar 11 golos em 27 partidas. Será no ano de 2019 que, sob a batuta do médio-ofensivo Darwin Quintero, veremos os Minnesota United nos playoffs?

AUSTON TRUSTY E MARK MCKENZIE (PHILADELPHIA UNION)

É certo que se vinha falando de performances individuais, mas vamos abrir uma exceção para a dupla de centrais dos Philadelphia Union. Se o facto de uma equipa chegar aos playoffs, só por si, já é de assinalar, o que dizer de uma equipa que a isso junta uma final da Taça dos EUA, tudo com isto com uma dupla de centrais com 20 e 19 anos?

Relegando para o banco de suplentes jogadores de maior craveira (caso de Jack Elliot), Auston Trusty e Mark McKenzie terminaram a temporada com 40 e 23 jogos realizados, respetivamente.

WAYNE ROONEY E ZLATAN IBRAHIMOVIC (DC UNITED/ LA GALAXY)

Sendo certo que, neste caso, não se pode falar de “surpresa” não deixa de ser importante realçar a forma como Ibrahimovic e Rooney se adaptaram à MLS. Se no ponto anterior falamos de dois jovens que se destacaram, o que dizer da temporada das duas estrelas europeias que rumaram em 2018 à Major League Soccer? Apesar de só se ter estreado pelos LA Galaxy no fim de março, Zlatan Ibrahimovic ainda foi a tempo de terminar a temporada com 22 golos apontados.

Wayne Rooney, por seu lado, foi menos exuberante no número de golos marcados (ficou-se pelos 12), mas foi uma peça extremamente importante na recuperação dos DC United. Aos 37 e 33 anos, respetivamente, será interessante perceber de que forma os dois avançados se apresentarão na edição de 2019 da prova.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter