As equipas da Bundesliga em destaque no mercado de inverno

Pedro CouñagoJaneiro 30, 20198min0

As equipas da Bundesliga em destaque no mercado de inverno

Pedro CouñagoJaneiro 30, 20198min0
Neste artigo, o Fair Play faz análise a cinco equipas que, por diferentes razões, estiveram ativas neste mercado de inverno e que pretendem a curto e a longo prazo concretizar os seus objetivos na competitiva Bundesliga.

Mercado de inverno é sinal de negócios, muitos negócios, e por vezes até milionários, mas é conhecido que a Bundesliga não é um campeonato propício a muitos negócios deste estilo, pelo menos a nível de entradas. Assim, muitos negócios são cirúrgicos e, realmente, aumentam o nível das equipas que os concretizam. Aqui fica um cúmulo das equipas que mais estiveram ativas neste mercado de inverno, numa tentativa de melhorar ou consolidar os seus desempenhos futuros numa liga bastante competitiva.

Borussia Dortmund

Um dos principais candidatos ao título na Bundesliga, e aquele que está em melhor posição de o conseguir, conseguiu o melhor negócio deste Mercado de Inverno, seja qual for o campeonato que falamos. Neste caso, o negócio de que falamos é a venda de Christian Pulisic ao Chelsea por 64 milhões de euros, um autêntico negócio da China por um jogador que tem estado em sub rendimento, esteve grande parte da primeira metade da época lesionado e é agora suplente da jovem estrela Jadon Sancho. Além da venda, o Borussia ainda garantiu a permanência do extremo americano até ao fim da época por empréstimo, continuando a ter uma opção válida de backup na sua candidatura ao ceptro da Bundesliga.

Christian Pulisic está de saída de Dortmund e irá para a Premier League, mas apenas no verão (Foto: CNN)

No outro sentido, o Dortmund procedeu à contratação de um promissor central argentino. O jogador em questão é Leonardo Balerdi e chega do Boca Juniors por uma verba superior a 15 milhões de euros,  não sendo, assim, um reforço propriamente barato mas é um central com as características que o Borussia pretende e que, no futuro, poderá ser bem mais valioso. A sua saída de bola e a sua rapidez, essencialmente, tornam-no numa válida alternativa a Abdou DIallo, o patrão da defesa, Julian Weigl, adaptado ao centro da defesa com sucesso (até ao momento) e Manuel Akanji, de momento lesionado.

RB Leipzig

Já é reconhecida a capacidade de prospeção do Leipzig, que contrata jovens talentos que depois se desenvolvem em solo alemão e brilham numa forma de jogar excitante e que potencia a motivação dos jogadores. No entanto, o RasenBallsport Leipzig apoia-se muito na sua facilidade de negociação com o RB Salzburgo (Red Bull Salzburgo), com as iniciais RB a serem bastante fortes neste âmbito.

Não são poucos os negócios que têm sido concretizados nos últimos anos entre os dois clubes graças à Red Bull, que tem forte impacto em ambos, sendo exemplos Naby Keita, Dayot Upamecano, os dois austríacos Konrad Laimer, Stefan Ilsanker, entre outros. Portanto, não é de admirar que o Leipzig tenha ido contratar Amadou Haidara, um dos médios mais prodigiosos e mais seguidos da atualidade, para a sua equipa, um jogador muito à imagem do que era Naby Keita, desde a estrutura física, o seu jogo com bola e na forma como gosta de se aproximar da área do adversário. O médio, no entanto, sofreu um revés, ao se ter lesionado por alguns meses, e será interessante perceber como regressará à competição.

Mas o Leipzig não se ficou por aí. A Bundesliga é, reconhecidamente, um mercado muito atento à MLS, o campeonato americano e, neste mercado, chegou mais um jovem vindo do país do Tio Sam com muito potencial e desejo de vencer. Tyler Adams, de 19 anos, chegou a custo zero ao clube alemão e já foi lançado às feras, jogando os 90 minutos da última vitória do Leipzig sobre o Fortuna Dusseldorf. Mais uma vez, a relação com a Red Bull facilita toda a negociação, pois o jovem médio centro, que pode também desempenhar papéis nas alas, sendo muito versátil, chegou do New York Red Bulls.

Adams tem 19 anos e já 9 internacionalizações pela principal seleção dos Estados Unidos, além de ser profissional há já 3 anos. São números bastante interessantes e já ser titular numa equipa tão competitiva é de louvar para o jovem, que poderá revelar-se uma das peças mais importantes da seleção americana na última década e mais uma opção muito válida na consolidação do Leipzig entre os grandes na Alemanha.

Estugarda

O Estugarda não tem tido uma época fácil, estando bem entranhada na luta pela manutenção. A verdade é que a situação já esteve pior do que agora está, visto que o clube esteve muitas jornadas na lanterna vermelha no primeiro terço do campeonato e entretanto subiu ao 16º lugar, mas vem de quatro derrotas consecutivas e é óbvia a necessidade da equipa da Mercedes-Benz Arena melhorar os seus desempenhos.

O plantel tem boas opções, principalmente no centro do terreno, mas é algo curto. Assim, o clube fez algumas movimentações cirúrgicas que lhe permitem olhar com otimismo na luta pela permanência. Apostou nos empréstimos de dois elementos para as alas ofensivas, Steven Zuber e Alexander Esswein, provenientes de Hoffenheim e Hertha de Berlim, respetivamente, que lhe trazem mais qualidade, imprevisibilidade e experiência de Bundesliga aos corredores, tendo pegado de estaca no onze da equipa.

Mais importante foi, no entanto, a contratação de Ozan Kabak, jovem central turco de 18 anos, por 11 milhões de euros. O jovem vinha-se afirmando no Galatasaray e é uma das principais promessas do futebol da Turquia, sendo visto como um dos centrais com mais futuro no futebol europeu. O jogador chega para ajudar no curto e ter destaque no longo prazo, muito por culpa da saída de Benjamin Pavard no verão para o Bayern de Munique, num negócio a rondar os 35 milhões de euros, algo que poderá alavancar o mercado de verão do Estugarda. Ainda assim, quando Pavard regressar de lesão, espera-se que ele e Kabak joguem lado a lado e deem a segurança necessária ao eixo defensivo do Estugarda nesta segunda metade da temporada.

Ozan Kabak é um dos defesas europeus mais promissores e está já num campeonato de grande valia, capaz de pegar de estaca numa defesa que bem precisa (Foto: vfB.de)

Hoffenheim

A equipa revelação das últimas temporadas, ao leme de um Julian Nagelsmann que está de saída para o Leipzig no próximo verão, limpou a casa neste mercado de inverno, acima de tudo emprestando vários jogadores que, tendo talento, não tinham espaço para conseguir impor-se na Rhein-Neckar Arena no momento presente.

Assim, Steven Zuber e Vincenzo Grifo, dois elementos de qualidade para as alas de muitas equipas da Bundesliga, foram emprestados a Estugarda e Friburgo, respetivamente, para terem mais minutos. Além disso, destaca-se também o empréstimo do central Kevin Akpoguma ao Hannover, este empréstimo potencialmente de um jogador que poderá ter mais destaque no clube no futuro, dada a sua relativa juventude (23 anos), a sua componente física e a sua polivalência.

No sentido inverso, o Hoffenheim continua a ter bastante atenção ao mercado brasileiro, contratando o central Lucas Ribeiro ao Vitória por 3 milhões de euros. O jovem de 19 anos vinha sendo titular absoluto no Vitória nos últimos meses de 2018 e sai de um clube que desceu à Série B brasileira para um clube respeitado da Bundesliga. Assim, depois de Roberto Firmino, já num passado distante, e agora Joelinton, vejamos se Lucas será a próxima estrela brasileira no Hoffenheim, que cada vez mais quer subir patamares na hierarquia do principal campeonato alemão.

Bayern de Munique

A renovação do plantel está em curso, e é certo que, no verão, se fará notar de forma mais óbvia, mas a verdade é que os bávaros, neste inverno, garantiram Benjamin Pavard e Alphonso Davies, o defesa francês e o atacante canadiano. Dos dois, apenas Davies chegou já nesta janela de mercado, mas a verdade é que o Bayern começa já a preparar o seu futuro.

Benjamin Pavard foi uma das principais revelações no Mundial 2018, sendo titular ao longo da competição pela vencedora França. Agora, sobe mais um degrau na carreira (Foto: Sportsnet)

Pavard será um jogador que trará profundidade e polivalência a uma defesa que necessita de maior segurança, além da juventude de um jogador que tem ainda muito potencial para ser trabalhado. Já Davies chega para começar a tão necessária renovação que os bávaros têm de fazer nas suas alas atacantes. Arjen Robben já tem a saída confirmada e Ribery está também numa idade bastante avançada. Também Müller é muito menos uma opção nas alas mas sim como segundo avançado. Davies chega um autêntico diamante para lapidar e resulta, mais uma vez, do meritório trabalho que os clubes da Bundesliga fazem no scouting do campeonato americano (MLS).


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter