O Diário do Treinador – Paulo Meneses e a Aventura até à Índia

Fair PlayFevereiro 14, 20188min0

O Diário do Treinador – Paulo Meneses e a Aventura até à Índia

Fair PlayFevereiro 14, 20188min0
O treinador conta as suas experiências até agora em especial a última no Aizawl FC. A primeira página no Diário do Treinador de Paulo Meneses

O Diário do Treinador estreia-se no Fair Play com Paulo Meneses – Treinador Principal do Aizawl FC – actual campeão da I-League – India, Liga que está em curso.

Passaremos uma revisão pelo que passou na Mizoram Premier League, I-League… e logo abordaremos a experiência do Aizawl FC que recentemente jogou a Champions League Asiática. De referir que foi a 1ª Equipa India a jogar a maior competição de clubes na Ásia.

O treinador português, que estudou na mesma Universidade que José Mourinho – Faculdade de Motricidade Humana, e INEF – Madrid ( que têm como máxima referência Rafa Benitez e Javier Miñano como alunos e este último como Professor, também), conta os seus primeiros tempos na India, a sua adaptação ao Futebol da Mizoram Premier League, à I-League, à Champions League Asiática, à Cultura, à comida, à cidade de Aizawl, etc.

O DIÁRIO DO TREINADOR DE PAULO MENESES

Estávamos no mês de Julho, e eu estava de regresso a Madrid para alargar os meus conhecimentos em termos de Futebol. Depois das Ligas terminarem, existe sempre uma ansiedade sobre o nosso próximo passo, sobre o nosso futuro.

Não só me focava no Curso de Treinador – leccionado pela Federación de Fútbol de Madrid, mas também mantinha e tentava fazer mais contactos (com agentes desportivos e com dirigentes de clubes).

Nessa altura, é bom parar para reflectir, continuar a estudar para actualizar-se constantemente, conhecer pessoas do futebol, ver muitos jogos de futebol, “aparecer” para não ser esquecido.

Então, eu regressei a Madrid, onde tenho os melhores contactos a nível de Futebol.

Como sempre, dedicava os meus dias a ver treinos de pré-temporada do Rayo Vallecano, Getafe, algum treino da Seleção Espanhola na Ciudad de Fútbol, onde aproveitava para encontrar-me de novo com pessoas com quem eu tinha trabalhado – Antolín Gonzalo – pertenceu à equipa técnica de Vicente Del Bosque, e que actualmente está na equipa técnica de J. Lopetegui – Para sobretudo, discutir e partilhar ideias sobre futebol.

“Reuniões” mais frequentes para falar de Futebol, tinha eu com o meu “tutor” e grande amigo – Javier Miñano – Campeão do Mundo 2010, Campeão da Europa 2012 com Vicente Del Bosque na Seleção Espanhola, 2 Ligas dos Campeões, 2 La Liga, etc. com o Real Madrid.

Com ambos, aprendi muito durante os 4 anos que trabalhei e colaborei com estas duas grandes figuras da Seleção Espanhola. Posso dizer que ambos mudaram a minha vida, principalmente Javier Miñano, no dia que me convidou para trabalhar com ele. Ou seja, durante a minha estadia em Madrid… não me faltavam oportunidades para escutar, observar e aprender sobre Futebol… sobre a vida.

Até que, um dia o meu telefone tocou!

Era uma quinta feira, estava eu com esse sonho diário de aprender, de continuar a encher a minha mochila de conhecimento… mas também mantinha a esperança de poder encontrar um clube para poder trabalhar.

Era um agente de Futebol que reside em Singapura.

Falou-me da oportunidade de treinar o campeão da India…que ia participar na Champions League Asiática, e que estava à procura de um treinador Europeu.

Realmente, não esperava tal oportunidade. Foi uma agradável surpresa.

Depois de responder a algumas perguntas (o nível do meu conhecimento sobre a cultura da Índia, sobre o desenvolvimento do Futebol na India, se conhecia o tipo de Futebol praticado na India e qual a minha Filosofia de Jogo, qual o meu Modelo de Jogo, qual a minha Metodologia de trabalho, qual o meu projecto para o Clube)… ele disse-me que o Manager – Mr Ming, tinha gostado das minhas respostas. Iriamos avançar para a realização de um grupo de whatsapp com o Manager Mr Ming, para podermos discutir os detalhes do contrato.

Ciudad de Futbol Foto: Arquivo Pessoal

AIZAWL FC E A EXPERIÊNCIA NA ÍNDIA

Seguiu-se algum impasse para que a direção desse o passo final (seguramente estariam a falar com mais agentes e com mais treinadores). Cansado de esperar esse impasse, decidi estar uma noite inteira a melhorar e traduzir as minhas apresentações sobre o meu Modelo de Jogo, Metodologia de trabalho, a minha Filosofia e o meu estilo de Liderança no Clube, na Equipa, com os jogadores).

Lembro-me de ter enviado para o Manager Mr. Ming e para o agente desportivo todas essas apresentações…era quase de manhã.

Nessa manhã, quando acordei… tinha uma mensagem do Manager Mr. Ming, dizendo que a direção tinha decidido avançar para me contratar.

Desde esse dia… até aterrar no Estado de Mizoram, foram 8 dias.

Muita expectativa nos jornais mais populares Portugueses (Record, Abola, O Jogo, etc), pelo facto de um treinador Português ir treinar o campeão da India.

Também os jornais locais, criaram muita expectativa na minha chegada. Comecei a conhecer a realidade do Futebol de Alta Competição India.

Comecei por conhecer os cantos à casa (clube), a cidade, como as pessoas viam o clube, como as pessoas viviam o Futebol… realmente neste Estado, o Futebol é o desporto mais importante / popular, não o Criquete. Aqui, as pessoas são “loucas” por Futebol, são super apaixonadas pelo clube. Os adeptos demonstram o seu grande afeto e carinho pelos jogadores e treinadores, sempre que nos encontram na rua pedem-nos fotos e autógrafos. Isso é muito gratificante.

De referir que, vim sozinho para este projecto.

Mas, após o primeiro treino que fiz no Aizawl FC, recebi a feliz noticia de que poderia escolher um treinador adjunto da minha confiança. A razão foi, a direção gostou bastante do treino que apresentei no 1º dia…e disse-me que achavam que para fazer um bom trabalho com a Metodologia que eu queria implementar, iria necessitar de alguém para me ajudar.

Passadas algumas semanas… o meu colega Madrilenho Izan Martin, estava a aterrar em Aizawl para me ajudar.

Em relação à realidade do Futebol, temos que distinguir a Mizoram Premier League, a I-League e a Champions League.

A Mizoram Premier League, é uma liga com 10 equipas, onde é permitido inscrever 2 estrangeiros por equipa. É uma Liga muito competitiva, mas nem todas as equipas tem uma boa cultura táctica. É uma liga muito intensa, onde os jogadores correm muito, lutam muito pela bola. Isso às vezes leva a que, em alguns momentos do jogo, seja um “caos controlado” …até mesmo para as equipas organizadas. Os jogadores muito talentosos e tecnicamente evoluídos. A nível físico, são jogadores de pequena e média estatura, muito agressivos e rápidos.

Há muita gente que defende que, o Jogador Mizo é o mais talentoso de Índia. E eu posso constatar esse facto, porque trabalho com eles diariamente. Há bastantes jogadores talentosos espalhados por todas as equipas de Índia.

No que diz respeito à i-League, é bastante competitiva e tem bastante qualidade. Nesta competição, podemos inscrever 6 jogadores estrangeiros e podem jogar 5 (1 no banco de suplentes).

Os nossos jogos em casa têm sempre bastante gente (média de 5 mil pessoas nos nossos jogos em casa). Claro que em jogos mais importantes, tivemos cerca de 8 mil pessoas…que é bastante positivo para uma cidade pequena.

Não é muito justo fazermos comparações entre ligas, mas se quisermos ter uma ideia… Podemos comparar com o nível das equipas da parte inferior da tabela da 1ª Liga Portuguesa e as equipas do topo da tabela da 2ª Liga Portuguesa.

A Federação AIFF, decidiu organizar o calendário da seguinte forma:

Jogar em casa 4 jogos consecutivos em Janeiro…e depois em Fevereiro jogar 5 jogos seguidos fora. Muitos km e muitas horas de avião, muitas horas esperando em aeroportos.

E pelo meio… o jogo da qualificação da Champions League, no Irão…contra uma das melhores equipas da Champions League.

Experiência muito positiva e bonita.

Foi a 1ª vez que uma equipa India competiu na Champions League.

Desde vários pontos de India, recebemos grandes elogios. Desde a Federação, Jornalistas, e até membros das equipas adversárias… Toda a gente elogiou a nossa equipa e os nossos jovens jogadores, porque lutamos e nunca desistimos contra um colosso Asiático…e jogando em condições climatéricas muito difíceis (- 4)… contrastando com os 34 / 35 graus que temos neste momento em Goa…onde defrontaremos amanhã o Churchill Brothers.

De referir que temos alguns jovens jogadores no onze titular: Lateral direito e lateral esquerdo …ambos 19 anos. Um dos médio centro, 19 anos. Desde o banco de suplentes, várias vezes “salta” um extremo com 18 anos e um Médio Centro / Defesa Central com 17 anos.

Também dos restantes jogadores, só o capitão de equipa é que transitou da equipa campeã do ano passado… todos os demais jogadores não têm experiência na I-league. No entanto, quase toda a gente elogia a nossa forma de jogar…há vários jornalistas e alguns adeptos e dirigentes adversários que me escrevem, dizendo que é a melhor equipa na I-League, com o melhor futebol. O que se torna gratificante para um treinador.

Embora, a nossa equipa tenha o orçamento mais baixo da I-League… tento como treinador, tirar o melhor rendimento de cada jogador para que eles “deem ao colectivo” a sua melhor performance. Não abdico do “Team Work” e “Team Spirit”… que para mim são factores decisivos numa equipa.

Foto: Arquivo Pessoal

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter