“Cromos” Lendas do futebol mundial: Francesco Totti e Clarence Seedorf

Fair PlayJunho 6, 20223min0

“Cromos” Lendas do futebol mundial: Francesco Totti e Clarence Seedorf

Fair PlayJunho 6, 20223min0
Totti e Seedorf tiveram carreiras ilustres e a Caderneta dos Cromos recorda algumas histórias destes nomes do futebol mundial

O futebol italiano proporcionou algumas das maiores lendas do Desporto-Rei, e a Caderneta dos Cromos relembra duas histórias de dois astros que deixaram grandes saudades em todos nós: Francesco Totti e Clarence Seedorf. O primeiro continua a ser visto como um dos maiores jogadores de sempre do emblema romano, tendo cumprido a carreira toda como sénior ao serviço da lupa, enquanto Seedorf passou por vários clubes e campeonato sem nunca de deixar de dar o seu melhor, mantendo uma forma física e mental sensacional e que devia ser exemplo para muitos colegas de profissão.

Relembra estas curiosidades nestes dois pequenos “contos” de dois majestosos senhores do Mundo da bola redonda.

FRANCESCO TOTTI, IL REX DI ROMA

Não, o primeiro clube de Totti não foi a AS Roma. Francesco começou no Fortitudo Calcio Roma . Após um ano neste clube da capital italiana, foi para o Smit Trastevere onde esteve durante dois anos. Antes de chegar ao principal clube da cidade, ainda passou pelo Lodigiani. Foi deste clube que Totti deu o salto para a “loba” da AS Roma. Antes disso, recebeu propostas dos rivais, Lazio e AC Milan… Ambas recusadas. Ou era no seu clube do coração, ou não era! Terminou a sua carreira fiel àquele menino de 13 anos que era apaixonado pelo clube do seu coração. Tarefa difícil. Durante a carreira há muitas tentações, muitas opções, muitos cifrões e muitas ilusões, ainda para mais quando és jogador de topo. Mas ainda há jogadores que seguram o estandarte do seu clube com tanta força que não há nada que derrube os seus valores. E esse é um título que ninguém lhe tira. Afinal, ele é o Rei de Roma.

Na imagem, temos a primeira ficha de inscrição na Federação Italiana de Futebol, com o número 097264. 9+7+2+6+4=28<=>2+8=10. Número 10. Estava escrito.

Foto: Liliana Trigo

CLARENCE SEEDORF, TODO-O-PODEROSO NO BRASIL

Se eu fosse treinador colocaria esta imagem na porta do balneário antes de todas as pré épcoas.

É Clarence Seedorf em 2012 quando jogava no Botafogo. Depois de ter jogado no Ajax, Sampdoria, Real Madrid, Inter Milan e AC Milan. Depois de ter sido campeão holandês, espanhol e italiano. Depois de ter ganho 4 Ligas dos campeões. Depois de ser considerado como um dos melhores jogadores do mundo. Depois de 20 anos de futebol profissional. Ali estava ele. No Estádio Canindé, casa da Portuguesa. Foi convocado e não saiu do banco. Por não se encontrar na melhor forma para ajudar o Botofogo, decidiu depois do jogo, ficou a fazer treino físico à volta do campo. Tinha zero a provar a quem quer que fosse. A não ser a ele mesmo. Quando achas que já ganhaste tudo e que há pouco mais a fazer para melhorar, há sempre estes craques que nos dão uma chapada de humildade.

Em 81 jogos, fez 24 golos e venceu o campeonato Carioca.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter