10 jogadores que terminam contrato na Premier League

João NegreiraFevereiro 11, 201811min0

10 jogadores que terminam contrato na Premier League

João NegreiraFevereiro 11, 201811min0
Apesar dos imensos milhões que mexem com a Premier League, alguns jogadores podem ser resgatados sem que se acompanhe o mercado inflacionado.

Já passámos por Itália e também já fizemos referência aos jogadores das várias ligas da Europa. No entanto, desta feita, focamos-nos nos jogadores da Melhor Liga do Mundo que terminam contrato no verão. Independentemente do valor destes jogadores, a confirmar-se a sua saída, serão sempre uma má venda do clube que não teve qualquer retorno financeiro dos mesmos.

Fiquem então a saber, quem é que pode assinar por outro clube sem custos, proveniente de Inglaterra.

Emre Can

Uma das peças importantes no meio-campo de Klopp pode estar de saída de Liverpool. Vários rumores ligam-no a Itália, à Juventus e referir que, a confirmar-se, será mais uma excelente manobra da Velha Senhora, à imagem de transferências a custo zero como: Pirlo, Pogba, Llorente, Coman, Khedira e Dani Alves.

O médio-defensivo alemão, apesar dos 31 jogos já realizados esta época, pode subir mais um patamar na sua carreira depois da sua formação no Bayern Munique e da breve passagem por Leverkusen. Em Turim, virá para renovar o meio-campo da turma de Allegri, já que Matuidi, Khedira e Marchisio já estão nos trintas.

Um jogador que pensa muito bem o jogo e que, nos reds, é quem o inicia, jogando à frente dos defesas, pode vir a ser um dos melhores do mundo na sua posição, desde que tenha um treinador que o acompanhe e que o lapide ainda mais. O Mundial na Rússia, deste ano, pode ser uma montra muito grande para o jogador de 24 anos, que vai ter o seu primeiro grande desafio na seleção germânica.

Emre Can é um jogador muito procurado neste momento. (Foto: 90min.com)

Jack Wilshere

Já há mais de 15 anos nos gunners, Jack Wilshere, o 2º jogador mais cotado desta lista, pode estar a mudar de ares. Nunca foi um titular absoluto na equipa de Wenger, passando recentemente, por um empréstimo ao Bournemouth, na época que passou.

Nesta temporada já fez mais jogos do que quase todas as outras, mas já admitiu que ainda não se fizeram grandes progressos nas negociações do contrato. Outros rumores falam de um possível interesse do Liverpool.

O jogador de 26 anos tem concorrido por um lugar no meio-campo com Elneny e Xhaka, e é alguém que pega no jogo e que tenta chegar mais à frente com bola, sendo diferente de Can. Apesar de nunca ter-se afirmado totalmente no Arsenal, será uma grande perda para o mesmo que não recebe nada de um jogador da sua formação.

Pode estar a acabar a ligação de longa data entre Wilshere e o Arsenal. (Foto: Eurosport)

Luke Shaw

Mais um jogador que teve uma difícil afirmação no seu clube e que pode sair sem retorno. Fazendo um paralelismo com Wilshere, podemos afirmar que estes jogadores não foram valorizados o suficiente para que outros clubes se interessassem por eles antes desta fase terminal do seu contrato.

Shaw chegou aos red devils em 2014/2015 por 37,5 milhões de euros, mas nunca atingiu o potencial mostrado no Southampton. Ele que era uma promessa dos saints e da seleção dos 3 leões, parece estar a perder o fulgor devido à falta de oportunidades. Ainda jovem (22 anos), tem ainda muito para dar, mas a continuar nesta senda de jogar poucas vezes, pode ser mais uma promessa perdida.

Avaliado em 15 milhões de euros, o lateral esquerdo tem a opção de estender o seu contrato por mais um ano. Por isso, para o jogador, o melhor seria mesmo tentar outro clube que lhe desse mais oportunidades para atingir algo mais na sua carreira.

Luke Shaw tem tido poucas oportunidades na equipa de Mourinho. (Foto: Manchester United)

Marouane Fellaini

Marouane Fellaini que é sempre muito criticado é mais um jogador de grande nível a poder sair a custo zero. Já com 30 anos, o centro-campista belga pode dizer adeus ao seu tutor, José Mourinho, se este não tiver intenções de contar com ele na próxima época. Este, é mais um médio a poder dizer adeus à Premier League e mencionar que estas perdas serão bastante significativas na Liga, apesar das entradas.

Comprado ao Everton por 32,4 milhões de euros na temporada 13/14, é mais um jogador, no qual os red devils investiram muito dinheiro e que agora poderão não ter retorno financeiro. A lesão que sofreu na 1ª metade da época também não ajuda nesta situação que impede o jogador de se mostrar para outras montras.

Com o seu 1,94m, enche muito bem o meio-campo com o seu físico e ajuda bastante nas bolas paradas. Contudo, é muito trapalhão, sendo alvo de muitas críticas. A entrada de Matic também não ajudou o belga que tem entrado apenas a 10 minutos do fim.

Apesar das críticas, Mou mantém a confiança em Fellaini. (Manchester United)

Yohan Cabaye

Outro trintão desta lista, é Cabaye que pode procurar outros ares para terminar a sua carreira. Apesar de uma possível reforma, o médio francês ainda é importante para os Eagles e pode dar muito jeito na sua caminhada na Premier League.

O jogador que fez a sua carreira entre França e Inglaterra, mudou-se para Londres na temporada 2015/2016, depois de 1 temporada e meia em Paris. Antes disso, jogou no norte de Inglaterra, pelo Newcastle durante 2 épocas e meia, depois de formar-se e passar 7 anos no Lille.

Pela sua qualidade, ainda poderia valer alguns “trocos” ao Palace, tendo em conta que uma equipa como esta nem sempre tem jogadores desse nível. Não obstante, não parece ter a renovação à vista e será uma perda pesada para a equipa de Terras de Sua Majestade e para a Premier que pode perder mais um médio.

Cabaye, é peça importante para o Palace. (Foto: ZeroZero)

Zlatan Ibrahimovic

Chegámos ao jogador mais excêntrico desta lista e a mais um trintão, aliás, daqui para a frente só falamos de jogadores com mais de 30 anos. O avançado sueco teve uma carreira de se encher de orgulho mas este não parece ser o fim. No ano passado, o jogador de 36 anos sofreu uma lesão grave no joelho o que lhe impediu de jogar a final da Liga Europa e, apesar do seu contrato também acabar nesse verão, o United renovou com ele e é o que parece que também acontecer este ano depois de nova lesão.

O jogador chegou a custo zero e não parece que vá dar grande retorno financeiro ao clube inglês, por isso ou terminará a carreira nos red devils ou irá para outro continente para chegar à reforma, como têm feito outros grandes do futebol europeu. O avançado ainda poderá dar muito jeito a Mourinho, para fazer concorrência com Lukaku.

Ibrahimovic não tem conseguido mostrar-se pelas lesões que tem tido. (Foto: Eurosport)

Yaya Touré

Normalmente, os jogadores a chegarem ao fim do seu contrato sem renovarem é sinónimo de uma carreira a terminar, isto é, com uma idade já avançada e Touré confirma isso ao juntar-se aos já referidos e aos que ainda estão por referir. Falamos de mais um centro-campista que a Premier League pode perder.

O potente jogador de 34 anos, pode terminar a sua ligação com os cityzens depois de 8 épocas em Manchester. Foram 30 os milhões pagos pelo clube britânico ao Barcelona, mas mencionar que com esta idade, o City já não pensa num retorno financeiro.

Podemos pensar na reforma ou numa saída para outro continente e isso será o mais provável já que a relação do costa-marfinense com Guardiola nunca foi a melhor e este último raramente o coloca a jogar (jogou pela última vez a 9 de janeiro).

Yaya Touré teve sempre uma relação difícil com Guardiola. (Foto: Eurosport)

Santi Cazorla

Falamos agora de um caso específico e complicado. Pode ser mais uma perda para o lote de médios da Premier já que o espanhol de 33 anos tem sido completamente atacado por lesões. Nas suas primeiras 3 temporadas pelos gunners jogou sempre bastante, mas nas últimas 3 somou apenas 34 jogos, sendo que ainda nem jogou nesta época.

O jogador custou 19 milhões aos cofres do Arsenal e se não fossem as lesões poderia ter uma carreira muito diferente, mas assim podemos já pensar numa reforma adiantada, se não quiser acionar a opção de estender o seu contrato por mais um ano. O médio joga atrás do avançado e pode funcionar como o principal responsável de formar o ataque da sua equipa.

Cazorla tem sido imensamente fustigado pelas lesões. (Foto: Eurosport)

Ashley Young

Mais um jogador do Manchester United e mais um “trintão”. Agora, falamos de um dos capitães da turma de Mourinho e, pode ser, por isso uma grande perda. Porém, o jogador também tem a opção de escolher ficar mais um ano no clube e isso é o que parece mais provável de acontecer.

O lateral tem uma grande ligação com o clube e será difícil pensar numa saída agora. O inglês de 32 anos, ainda “dá uma perninha” nos red devils mas para pensar em outros voos, Mourinho teria que pensar em outro lateral. Um lateral com maior poderio ofensivo e que tivesse mais influência direta no jogo da equipa, o que Young já não pode dar. Seria uma boa opção para ajudar no balneário, mas ao alto nível de Champions e Premier League, existem melhores.

Ashley Young pode ser uma grande perda para o United. (Foto: Manchester United)

Robert Huth

Chegamos ao fim da lista com um central ex-campeão. O alemão de 33 anos, ainda não jogou pela equipa principal do Leicester pela lesão que teve no pé, mas parece estar perto de voltar. Ele que foi peça importante na conquista do campeonato inglês dos foxes há 2 temporadas pode estar de saída.

O central forte (1,91m e 99kg) ainda pode jogar mais alguns anos, mas talvez não da maneira como jogou no ano do campeonato. O jogador pode ser importante num clube com ambições mais baixas ou numa liga não tão competitiva como a britânica.

Com passagens por Chelsea, Middlesbrough e Stoke, a saída parece estar mesmo perto de acontecer já que só vai começar a jogar agora e não se mostra, nem ao seu clube, nem a outros que se podem interessar.

Robert Huth pode estar de saída de Leicester. (Foto: Premier League)

Numa lista que conta com jogadores de grande nível, de mencionar que 6 dos referidos são médios.

Aludir, ainda, que as situações de todos estes jogadores ainda estão em aberto, podendo renovar, assinar já com outro clube ou até acionar a sua cláusula de contrato.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter