Torneios Continentais do Voleibol – resumo parte 1

Thiago MacielSetembro 18, 20214min0

Torneios Continentais do Voleibol – resumo parte 1

Thiago MacielSetembro 18, 20214min0
Europeu, sul-americano, campeonato Norceca. Ficou perdido? Aqui neste artigo você fica por dentro do que está acontecendo no mundo do vôlei.

Após o fim dos Jogos Olímpicos de Tóquio, o voleibol internacional volta a ativa. Agora são os torneios continentais de voleibol que dão as caras antes da temporada de clubes. Alguns, ainda, estão em andamento e por isso resolvi dividir este artigo em duas partes. Os torneios continentais são importantes, pois os campeões garantem uma vaga no Campeonato Mundial de 2022. Também ocorria a Copa dos Campeões, no Japão, porém para este ano o torneio foi cancelado devido a pandemia do COVID-19.

Campeonato Europeu de Vôlei (Feminino)

Status: Encerrado

A Itália sagrou-se campeã europeia de voleibol feminino pela terceira vez, repetindo as conquistas de 2007 e 2009, ao bater na final a anfitriã Sérvia, que tinha vencido as duas edições anteriores, por 3-1, em Belgrado.
As sérvias até venceram o primeiro set (26-24), mas foram incapazes de sustentar a resposta das italianas nos sets seguintes (25-22, 25-19 e 25-11), contrariando o desfecho de um mês atrás, no jogo entre as duas seleções, nas quartas de final do torneio olímpico de Tóquio2020.

A Italiana Egonu terminou o jogo com 29 pontos, 25 deles no ataque, com 53% de aproveitamento, enquanto a sérvia Boskovic ficou nos 21, com 40% de acerto ofensivo.

Torneio
Itália volta a conquistar a Europa (Foto: CEV)

Campeonato Europeu de Vôlei (Masculino)

Status: Em andamento

Com o torneio ainda sendo disputado, até o fechamento deste artigo, estamos nas semifinais da competição.
A Eslovênia derrotou a República Tcheca por 3 sets a 0 – parciais de 25-21, 25-19, 27-25 -, em Ostrava, na República Tcheca, e garantiu uma das vagas na semifinal do Campeonato Europeu Masculino de Vôlei. O adversário da Eslovênia – atual vice-campeã continental – na próxima fase será a Polônia, que eliminou a Rússia.

A outra semifinal será disputada entre a Itália – que derrotou a Alemanha por 3 a 0, – e a Sérvia, atual campeã do Europeu -, que passou pela Holanda também em sets diretos.

O grande destaque até aqui do torneio foi a eliminação dos atuais campeões olímpicos, a França, para a fraca República Checa. Sob o comando de Bernardinho, que assumiu o time após os Jogos do Japão, a França ficou 8 jogos invicta – três amistosos contra a Ucrânia na pré-temporada e cinco partidas pelo Europeu.

Derrota nas oitavas não era o esperado por Bernardinho (Foto: Getty Images)

Campeonato Sul-Americano (Masculino)

Status: Encerrado

Com um torneio disputado por apenas cinco seleções, Brasil e Argentina polarizaram o torneio. No enfrentamento da ultima rodada, torneio foi disputado no sistema de pontos corridos, foi praticamente a grande final do torneio. No entanto, longe de ser uma revanche da decisão do bronze olímpico disputado há um mês.

Ao final o Brasil conquistou o 33° título sul-americano masculino de vôlei. O triunfo sobre a Argentina, em Brasília, manteve uma incrível hegemonia continental brasileira. O Sul-Americano começou a ser disputado em 1951. A única edição não vencida pela Seleção Brasileira aconteceu em 1964, quando o país não enviou seu time para a disputa da competição em Buenos Aires.

Hegemonia brasileira permanece na América do Sul (Foto: Confederação Brasileira de Voleibol)

Torneio continental da Norceca (Feminino)

Status: Encerrado

Pela segunda vez consecutiva e terceira na história, a República Dominicana conquistou o título do torneio continental feminino da Norceca. Na cidade de Guadalajara, no México, o time dirigido por Marcos Kwiek superou Porto Rico em uma partida muito equilibrada por 3 a 2, parciais de 25-22, 15-25, 25-17, 21-25 e 15-12.

E ainda tem muito vôlei, na segunda parte do arquivo traremos o desfecho do Europeu masculino, o Sul-americano feminino e demais torneio continentais.

torneio
Dominicanas mantém o bom momento (Foto: DRVF)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter