Está de volta o melhor Selby

Xavier OliveiraOutubro 1, 20183min0

Está de volta o melhor Selby

Xavier OliveiraOutubro 1, 20183min0

Foi em Guangzhou, na China, que como habitualmente se jogou o China Championship, com uma final a ser disputada entre dois velhos conhecidos do circuito, Mark Selby e o escocês John Higgins. O ‘Jester from Leicester’ acabou por levar a melhor e garantir assim mais um título em território chinês.

As inevitáveis surpresas

Na primeira ronda, Ali Carter, Marco Fu e Stephen Maguire acabaram por cair aos pés dos seus respetivos adversários, tendo sido as principais surpresas no que toca a eliminações precoces no torneio. Já na segunda ronda do torneio, as quedas de Neil Robertson, Ryan Day, Stuart Bingham e principalmente, Ding Junhui, eram um sério aviso à navegação.

Não há duas, sem três

E como não há duas sem três rondas de surpresas, eis que na terceira ronda, Murphy claudicou frente a Lyu Haotian, Liang Wenbo frente a Martin O’Donnell e ainda para maior surpresa em geral, o campeão do mundo em título, Mark Williams, caiu aos pés de Zhao Xintong por 5-3.

Com a chegada dos quartos-de-final, o alinhamento foi o seguinte: Martin O’Donnell vs Lyu Haotian; Judd Trump vs John Higgins; Mark Selby vs Yuan Sijun e Barry Hawkins vs Zhao Xintong. No primeiro confronto, o chinês acabou por sair por cima, vencendo por uns esclarecedores 5-1. Já no segundo, e um dos principais confrontos, o veterano Higgins venceu por 5-3, deixando assim uma vez mais a “seco” o inglês. Quem não correu riscos e venceu de forma esclarecedora foi Selby, que frente a um jogador da casa, ganhou por 5-2. Para terminar, e como já vem sendo hábito, mais uma surpresa com Barry Hawkins a cair aos pés de Zhao Xintong por 5-4.

Selby e Higgins, dois “monstros” do snooker

As meias-finais acabaram por não ter muita história, já que Selby e Higgins venceram os seus respetivos adversários, Zhao Xintong e Lyu Haotian. Selby despachou o seu adversário por 6-4, ao passo que Higgins carimbou a vitória por 6-3.

Numa final onde era praticamente impossível apontar um favorito à vitória, os dois “monstros” do snooker não desiludiram. Uma final altamente disputada e que ficou decidida, imagine-se só, na “negra”. Foi um encontro discutido taco a taco, onde no final Selby acabou por sair vencedor, mas onde qualquer um dos dois merecia levar o título para casa.

Já a partir de hoje, 1 de outubro e até ao próximo domingo, dia 7 de outubro, pode acompanhar em direto e exclusivo nos canais do Eurosport, o European Masters, que se disputa na Bélgica.

Foto da praxe antes da final (Fonte: Facebook World Snooker)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter