Top-10 resultados, pormenores e recordes do rugby!

Fair PlayMaio 26, 20204min0

Top-10 resultados, pormenores e recordes do rugby!

Fair PlayMaio 26, 20204min0
Há uns quantos registos do rugby mundial que valem a pena serem recordados, desde os 10 anos de invencibilidade das Black Ferns ao pontapé mais longo de sempre... os recordes do Mundo do Rugby explicado por Victor Ramalho

Vamos a uma série de curiosidades do rugby XV mundial? Apenas jogos entre seleções valem para as estatísticas abaixo, no meio de recordes de marcadores de ensaios num só jogo, maiores diferenças de marcadores, recorde de penalidades ou sequência 100% vitoriosa!

Os detentores, os registos e muito mais!

10 – 0 x 0: Escócia e Nova Zelândia em 1964

Zero a zero não é um placar comum no rugby e talvez o jogo mais famosos com esse placar seja Escócia contra Nova Zelândia em 1964. Curiosamente, as escoceses nunca venceram os All Blacks na história, mas empataram duas vezes (o outro empate foi 25 x 25 em 1983).

O último 0 x 0 foi no ano passado, entre Camarões em Congo. Os dois 0 x 0 anteriores foram em 2004 (Togo contra Nigéria) e 1972 (Itália contra Portugal). Trata-se de um placar raro, mas que acontece de tempos em tempos.

9 – 10 anos de invencibilidade: Nova Zelândia (1991-2001), no XV feminino

As Black Ferns ficaram 10 anos invictas no XV, mas não disputaram o Mundial de 1994 nesse período. Em 1998 conquistaram seu primeiro título mundial.

Nova Zelândia, campeã da Copa do Mundo Feminina de 1998. Foto: Mandatory Credit: Dave Rogers/Allsport

8 – 18 vitórias seguidas (equipe) – Nova Zelândia (2015-2016) e Inglaterra (2016-17);

Foram registos impressionantes que tiveram uma concidiência peculiarmente fantástica: a sequência terminou com derrotas frente à Irlanda! Durante as 18 vitórias consecutivas os All Blacks conquistaram o Mundial de Rugby (2015), dois Rugby Championships (Grand Slam), enquanto que a Inglaterra completou um Grand Slam nas Seis Nações, um tour de sucesso na Austrália e mais uma Seis Nações, isto já sob o comando de Eddie Jones.

7 – 49 jogos sem derrotas e 32 vitórias seguidas (jogador): Wyatt Crockett (Nova Zelândia), entre 2013 e 2017;

Nem McCaw, nem Carter. Nenhum jogador venceu tantos jogos seguidos quanto o primeira linha dos All Blacks durante período dourado da seleção.

6 – Austrália 142 x 00 Namíbia, 2003: maior placar em Copa do Mundo;

Mas o maior placar entre seleções é Japão 155 x 03 Taiwan, em 2002. Já no XV feminino, o maior placar é Holanda 141 x 03 Dinamarca, em 2004. Infelizmente, não encontramos vídeos desses dois feitos.

5 – Penal de 64,2 metros – Paul Thorburn (Gales), 1986

O original sharpshooter do rugby mundial, Paul Thorburn fez parte daquele elenco fenomenal galês que conseguiu chegar ao pódio no 1º Rugby World Cup, realizado em 1987!

4 – 9 penais no mesmo jogo: Andrew Mehrtens (Nova Zelândia), 1999 e 2000

Keiji Hirose (Japão), Neil Jenkins (Gales) e Thierry Teixeira (Portugal) também têm a marca de 9 penais no mesmo jogo, mas Mehrtens a alcançou 2 vezes…

3 – 5 drops goals no mesmo jogo: Jannie De Beer (África do Sul), 1999

Um rei dos drops, Jannie de Beer foi um dos responsáveis-máximos pela eliminação da Inglaterra no Mundial de Rugby em 1999 com esse recorde de 5 drops num só encontro…. contudo, quando tentou fazer o mesmo nas meias-finais frente à Austrália tudo correu bastante mal e acabou por ser mesmo o seu último jogo pelos boks.

2 – 6 tries no mesmo jogo (era profissional, pós 1995): Tonderai Chavhanga (África do Sul), 2005

Pode não ter jogado muito tempo pelos Springboks (foi dos jogadores que mais lutou contra a xenofobia no desporto e sociedade na África do Sul) mas conseguiu um registo que até hoje ninguém conseguiu igualar… 6 ensaios num só jogo!

1 – 17 tries no mesmo jogo: Alexander Obolensky (British and Irish Lions), 1936, contra o Brasil

Porém, o jogo entre Brasil e Lions é considerado extra-oficial pelos britânicos, que venceram por 82 x 00. Obolensky seria ainda o jogador com mais pontos na mesma partida.

Entre jogos considerados oficiais, o recorde seria do argentino Uriel O’Farrell fez 7 tries em 1951 contra o Uruguai. E o jogador com mais pontos no mesmo jogo seria o neozelandês Simon Culhane, com 45, em 1995, contra o Japão.

Lions de 1936, com Obolensky. Foto: Acervo LUDENS-USP

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter